domingo, 26 de junho de 2022

João Vieira e Ana Cabecinha sagram-se campeões de Portugal de pista (2022)

Os vencedores em Leiria, João Vieira e Ana Cabecinha, e os pódios dos campeonatos.
Imagens: Federação Portuguesa de Atletismo. Montagem: O Marchador

O João Vieira, do Sporting Clube de Portugal, que regressou aos campeonatos de Portugal de pista (esteve ausente em 2021) para aos 46 anos de idade acumular o seu 21.º título, e Ana Cabecinha, do Clube Oriental do Pechão, de 38 anos, a somar 12 títulos, foram sem surpresa os vencedores das provas de 10.000 metros marcha masculinos (pista 5) e femininos (pista 1) disputada ontem na pista do Estádio Dr. Magalhães Pessoa, em Leiria.

As prestações de João Vieira, 41:22.53, e de Ana Cabecinha, 43:53.04, são as melhores marcas nacionais do ano na distância, eles que são detentores dos recordes nacionais de pista (Vieira, 39:44.41 em Lisboa-2011, e Cabecinha, 43:08.17 no Seixal-2008.

Na prova masculina (12 participantes) a segunda posição na meta foi para o colombiano Anderson Callejas, do Leiria MA, com 41:33.43, a participar extra-competição, enquanto o segundo lugar do pódio nacional pertencia ao seu clube colega, Hélder Santos, com 42:26.27, ambos com recordes pessoais. A fechar o pódio (4.º na geral) entrou o campeão de 2021, Rui Coelho, agora a representar o SL Benfica, com 42:58.48.

Na prova feminina (14 concorrentes), as segunda e terceira posições foram conseguidas por Vitória Oliveira, do SC Braga, com 44:34.93, e Carolina Costa, do Sporting CP, com 46:22.81, ambas com recordes pessoais (muito expressiva a da bracarense) e a melhorarem um lugar relativamente à classificação dos campeonatos no ano passado.

Classificações
10.000 m masculinos
1.º, João Vieira (SCP), 41:22.53
2.º, Anderson Callejas (LMA-L/Colômbia), 41:33.43 - extra
3.º, Hélder Santos (LMA-L), 42:26.27
4.º, Rui Coelho (SLB), 42:58.48
5.º, Paulo Martins (SCP), 43:33.19
6.º, Manuel Marques (AJS), 43:33.85
7.º, Pedro Dias (COP), 43:52.59
8.º, Tiago Ramos (CATUNES), 44:44.39
9.º, Amaro Teixeira (CBF), 46:53.35
10.º, Tiago Sucena (GCAD), 48:11.32
11.º, João Afonso Olim (ADRAP), 48:21.12
12.º, João Pedro Vieira (CPTSC), 48:25.76

10.000 m femininos
1.º, Ana Cabecinha (COP), 43:53.04
2.º, Vitória Oliveira (SCB), 44:34.93
3.º, Carolina Costa (SCP), 46:22.81
4.º, Bruna Marques (JV), 47:16.50
5.º, Inês Mendes (IND), 47:49.42
6.º, Joana Pontes (LMA-L), 49:20.59
7.º, Raquel Pimentel (MAC), 50:27.72
8.º, Sandra Silva (ACPV), 51:40.38
9.º, Margarida Sá (GAF), 51:47.84
10.º, Carina Ferreira (ADCCJC), 51:50.11
11.º, Juliana Galvão (ACDAV), 54:44.13
12.º, Mariana Serrão (GRECAS), 58:08.94
13.º, Mariana Patrão (CAM-VC), 58:27.37
Desistente: Adriana Viveiros (ADRAP).

E.U. América: campeonatos nacionais Sub-20, Eugene, OR (resultados)

Os campeões dos EUA Angelica Harris e Ryan Allen, e a ucraniana Valeriya Sholomitska.
Fotos: John Nepolitan e Runner Space. Montagem: O Marchador

A pista do Hayward Field, no Campus da Universidade de Oregon, em Eugene, recebeu os Campeonatos de Atletismo dos Estados Unidos da América da categoria sub-20 no período de 23 a 25 do corrente mês.

Nas provas de marcha sobre 10.000 metros, disputadas no 2.º dia dos campeonatos (24), destaque para a prova feminina (9 participantes) onde a primeira atleta a cortar a meta «extra campeonato» foi a ucraniana Valeriya Sholomitska, de 17 anos de idade, a obter 46:46.97, a segunda melhor marca mundial do ano na categoria sub-20 (tem como recorde pessoal, 46:20.91 em Lviv-2021).

Já o pódio feminino dos campeonatos foi ocupado por atletas com marcas abaixo dos 50 minutos através de Angelica Harris, com 49:29.73, Talia Green, com 49:31.54, e Heather Durrant, com 49:55.88, todas com recordes pessoais.

O título masculino em igual distância ficou na posse de Ryan Allen, com 49:53.14. Participaram 3 atletas.

Classificações
10.000 m femininos
1.ª, Valeriya Sholomitska (UKR - Ucrânia), 46:46.97 - extra campeonato
2.ª, Angelica Harris (Elgin Sharks Track Club), 49:29.73
3.ª, Talia Green, 49:31.54
4.ª, Heather Durrant (Elgin Sharks Track Club), 49:55.88
5.ª, Madison Morgan (KT Express Track Club), 55:52.54
6.ª, Angelina Colon (Mansfield University of Pennsy), 55:52.60
7.ª, Hannah Durrant (Elgin Sharks Track Club), 56:34.69
8.ª, Marissa Sciotto (Marist College), 56:47.98
9.ª, Ashlyn Poulin, 1:01:53.06

10.000 m masculinos
1.º, Ryan Allen, 49:53.14
2.º, Clayton Stoil, 54:15.71
3.º, Lucien Beardsley, 1:00:02.84

sábado, 25 de junho de 2022

Francesco Fortunato e Valentina Trapletti conquistam títulos italianos 2022

Francesco Fortunato, Valentina Trapletti e os pódios da marcha em Rieti.
Fotos: FIDAL GRANA. Montagem: O Marchador

Foi no centro da cidade de Rieti, nesta sexta-feira (24 de junho), junto às muralhas medievais, um belo cenário, sem dúvida, que se realizaram as provas de marcha (estrada), dos campeonatos italianos de atletismo, na distância de 10 quilómetros, atribuindo-se os primeiros títulos nacionais.

Na prova masculina, Francesco Fortunato venceu com o tempo de 39:59. Na primeira fase da prova esteve acompanhado de Davide Finocchietti para, na segunda metade da prova, prosseguir isoladamente com vista ao seu terceiro título consecutivo na distância. Gianluca Picchiottino foi o segundo classificado com o tempo de 40:21 enquanto Finocchieti completava o pódio no tempo de 41:03. Michele Antonelli (41:09), que foi forçado a uma paragem de um minuto na zona de penalização (3 faltas assinaladas pelos juízes de marcha) teve de contentar-se com a quarta posição.

Para Fortunato, que está qualificado para os Mundiais nos 20 km marcha, a sua vitória em Rieti após ter concluído um estágio em altitude em Pedrazzo, na província de Trento, tem um simbolismo especial pois, segundo o próprio declarou ao site da FIDAL, foi aí que conquistou, em 2016, o seu primeiro título italiano dos 11 que contabiliza no seu já interessante currículo desportivo.

Na prova feminina, Valentina Trapletti venceu com grande superioridade desenvencilhando-se das suas adversárias logo após o segundo quilómetro, juntando este título, e ainda mais valorizado por ter batido o recorde pessoal (44:25) ao dos 20 km, conquistado no dia 1 de maio em Alberobello. Após Trapletti, que recebeu o Troféu Anna Rita Sidoti, em homenagem a esta grande marchadora mundial, classificaram-se nos lugares imediatos, Nicole Colombi (46:40), a anterior campeã, Lidia Barcella (47:14), bem colocada para Eugene nos 35 km, e a jovem Alexandrina Mihai (47:42).

Trapletti, que também participou num estágio em Pedrazzo, afirmaria sentir-se feliz com o resultado alcançado, um bom teste para a prova (20 km) em que participará em Eugene até porque, segundo disse, o tempo estava quente, talvez uma temperatura semelhante àquela que se fará sentir à uma hora da tarde em Oregon, quando se iniciará a sua prova.

Fonte: FIDAL

Classificações
10.000 m masculinos - geral (Camp. ITA + C.D.S.)
1.º, Francesco Fortunato, 1994 (G.A. Fiamme Gialle/Asd Enterprise S&), 39:59 - Camp. ITA
2.º, Gianluca Picchiottino, 1996 (G.A. Fiamme Gialle/Atl.Libertas U.Livorno), 40:21 - Camp. ITA
3.º, Davide Finocchietti, 2001 (Atl.Libertas Unicusano Livorno), 41:03 - Camp. ITA
4.º, Michele Antonelli, 1994 (C.S. Aeronautica Militare), 41:09 p.z. - Camp. ITA
5.º, Riccardo Orsoni, 2000 (G.A. Fiamme Gialle/C.U.S. Parma), 41:35 - Camp. ITA
6.º, Francesco Benvenuto, 2002 (Gruppo Sportivo Virtus), 43:25
7.º, Juriy Micheletti, 1998 (Atl. Bergamo 1959 Oriocenter), 43:26 - Camp. ITA
8.º, Vito Di Bari, 1990 (A.S. Atletica Virtus Lucca), 44:08
9.º, Stefano Cicalo, 1998 (Pol Gonone Dorgali), 45:18
10.º, Mattia Braggio, 2000 (Asd Atletica Spezia Duferco), 46:18 p.z. - Camp. ITA
11.º, Pietro Marchetti, 2002 (U.S. Quercia Trentingrana), 48:10
12.º, Mattia Grilli, 2003 (Atletica Civitanova), 48:10
13.º, Alfonso Alberga, 1999 (Amatori Atl. Acquaviva), 49:29 p.z.
14.º, Vincenzo Pontrandolfo, 1978 (Amatori Atl. Acquaviva), 49:29 p.z.
15.º, Cristian Improta, 2005 (Gruppo Citta' Di Genova), 49:35
16.º, Gabriele Bosco, 1988 (A.S. Dil. Milone), 51:31
17.º, Alessandro Tatini, 2005 (Atletica Firenze Marathon S.S.), 53:31
18.º, Antonio Lopetuso, 1958 (Amatori Atl. Acquaviva), 53:55
19.º, Alessio Ciriotti, 2004 (Gruppo Citta' Di Genova), 54:40
20.º, Sebastiano Barone, 1969 (Amatori Atl. Acquaviva), 54:44 p.z.
Desclassificado:Giacomo Guglielmi, 1994 (Atletica Livorno) - Camp. ITA.

10.000 m femininos - geral (Camp. ITA + C.D.S.)
1.ª, Valentina Trapletti, 1985 (C.S. Esercito), 44:25 - Camp. ITA
2.ª, Nicole Colombi, 1995 (C.S. Carabinieri Sez. Atletica/Atl. Bs '50 M.S.Marco), 46:40 - Camp. ITA
3.ª, Lidia Barcella, 1997 (Bracco Atletica), 47:14 - Camp. ITA
4.ª, Alexandrina Mihai, 2003 (Atl. Bs '50 Metallurg. S.Marco), 47:42 - Camp. ITA
5.ª, Federica Curiazzi, 1992 (Atl. Bergamo 1959 Oriocenter), 48:04 p.z. - Camp. ITA
6.ª, Vittoria Giordani, 2000 (U.S. Quercia Trentingrana), 49:22 - Camp. ITA
7.ª, Beatrice Foresti, 1998 (Atl. Bergamo 1959 Oriocenter), 49:42 - Camp. ITA
8.ª, Rosetta La Delfa, 1977 (Unione Giovane Biella), 50:25 - Camp. ITA
9.ª, Mariavittoria Becchetti, 1994 (C.U.S. Cagliari), 50:43 - Camp. ITA
10.ª, Adelaide Sansoni, 1982 (U.S. Quercia Trentingrana), 51:58
11.ª, Giulia Miconi, 2000 (Cus Macerata), 52:10
12.ª, Desiree Erica Di Maria, 1987 (A.S.D. C.U.S. Catania), 52:47
13.ª, Alessandra Ferretti, 2000 (C.U.S. Parma), 53:01 - Camp. ITA
14.ª, Verdiana Casciotti, 2004 (Atl.Stud. Rieti Andrea Milardi), 53:18
15.ª, Anastasia Giulioni, 2001 (Cus Macerata), 53:46
16.ª, Chiara Verteramo, 1999 (Battaglio C.U.S. Torino Atl), 54:34 - Camp. ITA
17.ª, Valeria Pedetti, 1973 (Ass.Atl.Libertas Orvieto), 55:13
18.ª, Veronica De Paolis, 2000 (Pol. Atletica Ceprano), 58:10
19.ª, Sofia Perrone, 2002 (Amatori Atl. Acquaviva), 59:08
20.ª, Ines Grillo, 2006 (Atletica Firenze Marathon S.S.), 1:01:27
21.ª, Maria Teresa Vulpis, 1999 (Amatori Atl. Acquaviva), 1:01:36
22.ª, Maura Marchiori, 1959 (U.S. Quercia Trentingrana), 1:02:49
23.ª, Roberta Di Grazia, 2002 (Asd San Pietro Clarenza), 1:04:29
Desistente: Elisa Braggio, 2003 (Asd Atletica Spezia Duferco).
Extra: Sara Vitiello, 1996 (G.S.Self Atl. Montanari Gruzza), 51:35.

Leiria recebe os Campeonatos de Portugal 2022 de pista ao ar livre

Cartaz do evento. Montagem: O Marchador

O Estádio Dr. Magalhães Pessoa, em Leiria, vai receber este fim-de-semana a edição n.º 107 dos Campeonatos de Portugal de pista ao ar livre, a 85.ª feminina, prevendo-se a participação de 523 atletas em representação de 86 clubes.

As provas de marcha, na distância de 10.000 metros, serão realizadas na jornada de hoje (sábado), pelas 20:15 horas, tanto no setor masculino como no feminino. Na prova feminina (pistas 1 a 4) estão inscritas 15 atletas, enquanto na prova masculina (pistas 5 a 8) inscreveram-se 12 atletas.

As provas de marcha dos campeonatos merecem especial importância na medida em que, essencialmente no setor feminino, poderão dar um contributo importante para a composição da lista definitiva do ranking mundial com vista aos Campeonatos Mundiais de Atletismo - 60 atletas nos 20 km, cujo período de qualificação encerra no próximo domingo (26 de junho). Até à presente data, Ana Cabecinha é a melhor das portuguesas no ranking mundial dos 20 km marcha, surgindo na 43ª posição, seguida de Inês Henriques, 62ª (já selecionada nos 35 km) e de Carolina Costa, 65ª.

Ana Cabecinha, do Clube Oriental de Pechão, é mesmo uma das principais figuras da prova. Campeã em título, foi vencedora nas últimas sete edições, contabilizando 11 títulos, apenas menos dois que Susana Feitor. A atleta algarvia detém o recorde nacional (e dos campeonatos) com o tempo de 43:08.17, marca realizada na edição de 2008. A grande ausência destes campeonatos é Inês Henriques, do Clube de Natação de Rio Maior, que contabiliza cinco títulos.

Vitória Oliveira, do Sporting Clube de Braga, que está qualificada para representar Portugal pela primeira vez nuns Mundiais de Atletismo, na distância dos 35 km marcha, e Carolina Costa, do Sporting Clube de Portugal, são outras das fortes pretendentes ao pódio feminino destes campeonatos.

A marcha feminina foi introduzida pela primeira vez no programa dos Campeonatos de Portugal em 1981. Paula Gracioso conquistou os quatro primeiros títulos nacionais, seguindo-se Ana Bela Aires, com três títulos e Isilda Gonçalves, com quatro. Depois, Susana Feitor reinaria durante muitos anos, conquistando treze títulos, onze dos quais de forma consecutiva, nos anos noventa e até 2004, vencendo pela última vez em 2007.

João Vieira, do Sporting Clube de Portugal, é a grande referência dos campeonatos. Recordista nacional (e dos campeonatos) com 39:44.91, marca estabelecida na edição de 2001, é ainda o recordista absoluto de vitórias (20 títulos).

O vice-campeão mundial dos 50 km marcha e quinto classificado nos Jogos Olímpicos de Tóquio, que tem a sua presença assegurada nos 35 km dos Mundiais de Atletismo, é mesmo o recordista absoluto de títulos no setor masculino, isto nos diversos campeonatos nacionais, contabilizando 39 vitórias, entre 1996-2021, à frente de Matos Fernandes (1940-1957) e de José Carvalho (1971-1986).

Rui Coelho, do Sport Lisboa e Benfica, é outro dos fortes candidatos ao pódio. Campeão em título, assegurou a qualificação para os Campeonatos Mundiais de Atletismo, onde competirá na distância dos 35 km, participando pela primeira vez neste grande evento mundial.

Ainda no setor masculino, onde a especialidade entrou pela primeira vez no programa dos campeonatos em 1979, com o triunfo de Paulo Alves nos 10.000 metros marcha em pista, apenas 7 atletas, além de João Vieira, subiram ao lugar mais alto do pódio, com José Urbano a sagrar-se campeão em oito edições, José Pinto em seis, Hélder Oliveira e Sérgio Vieira em duas, Rui Coelho, José Magalhães e António Pereira em uma vez.

Consulte as listagens de atletas inscritos, a masculina [aqui] e a feminina [aqui].

sexta-feira, 24 de junho de 2022

Bence Venyercsán e Barbara Oláh vencem Taça Honvéd 2022

Os vencedores na Taça 2022, Barbara Oláh e Bence Venyercsán, e a equipa feminina
do Budapesti Honvéd SE. Fotos: arq. Tibor Jäger e Budapesti Honvéd Sportegyesület
Montagem: O Marchador

Num ensaio para os campeonatos nacionais da Hungria a disputar neste fim-de-semana em Budapeste, realizou-se no passado dia 18/6 a tradicional Taça Honvéd, evento em 38.ª edição desta vez na pista da cidade de Székesfehérvár.

Sem surpresa, as vitórias nas provas de marcha de 5.000 metros foram conseguidas pelos olímpicos Bence Barnabás Venyercsán, do clube organizador, o Budapesti Honvéd SE, com 20:29.80 nos masculinos, e Barbara Oláh, do Békéscsabai AC, com 22:27.96, marca próxima do seu recorde pessoal (22:19.06, Debrecen-2021).

Completaram os pódios, Tomasz Bagdány (TSC-Geotech, 21:00.86) e Norbert Tóth, (H. Szondi SE, 21:37.91), nos masculinos, e Rita Récse (BHSE, 24:05.73) e a sub-20 Tiziana Kinga Spiller (BHSE, 25:02.56), nos femininos.

Classificações
5.000 m masculinos
1.º, Bence Barnabás Venyercsán, 1996 (BHSE), 20:29.80
2.º, Tomasz Bagdány, 1995 (TSC-Geotech), 21:00.86
3.º, Norbert Tóth, 2001 (H. Szondi SE), 21:37.91
4.º, Imre Csontos, 1992 (BEAC), 21:46.33
5.º, Dávid Józsvai, 1985 (Margitszigeti AC), 22:48.56
6.º, Ferenc Papp, 1981 (SZVSE), 23:17.73
7.º, Leon Bánk, 2003 (DVTK), 24:22.49

5.000 m femininos
1.ª, Barbara Oláh, 1993 (Békéscsabai AC), 22:27.96
2.ª, Rita Récsei, 1996 (BHSE), 24:05.73
3.ª, Tiziana Kinga Spiller, 2003 (BHSE), 25:02.56
4.ª, Judit Ester Erdős, 2005 (BHSE), 25:02.94
5.ª, Valéria Biróné dr. Molnár, 1977 (BEAC), 25:30.23
6.ª, Dóra Csörgő, 2001 (BHSE), 26:46.19
7.ª, Tamara Halászy, 2006 (MATE-GEAC), 27:08.99

800 m marcha nos Campeonatos do Mundo S.Down - Nymburk 2022 (resultados)

Participantes nos 800 m marcha S. Down masculinos e vencedores, os italianos
Stefano Lucato (dorsal 35) e Giulia Pertile (39), e no Mosaico, o português Francisco
Gouveia e a turca Dilara Çevik. Fotos: Anddi Portugal, Fisdir Federazione,
FAPA Bulgaria e arquivo fb Dilara Çevik. Montagem: O Marchador

O programa do último dia (23/6) dos Campeonatos do Mundo de Atletismo Síndrome de Down (Nymburk, República Checa) realizado na pista de Mladá Boleslav voltou a integrar marcha atlética agora na distância de 800 metros para masculinos e femininos, provas bem mais participadas e com representantes da Argentina, Bulgária, Itália, Kuwait, Polónia, Portugal e Turquia.

Como sucedido nos 1.500 metros, os títulos de 800 metros na categoria S.Down foram alcançados por Stefano Lucato, com 5:00.99 nos masculinos (significativos 11 atletas a participar) e Giulia Pertile, com 6:22.25 nos femininos, ambos de Itália. O português Bruno Leitão foi 5.º classificado (6:17.60).

Na categoria Mosaico, Francisco Gouveia, de Portugal, voltou a conquistar a medalha de ouro, com 5:38.94 nos masculinos, e desta vez houve participação feminina, com o primeiro lugar para Dilara Cevik, da Turquia, com 7:59.50.

Classificações
800 m masculinos - S. Down
1.º, Stefano Lucato (ITA - Itália), 5:00.99
2.º, Nando D´Agostino (ITA - Itália), 5:09.20
3.º, Naser Alhashemi (KUW - Kuwait), 5:48.32
4.º, Enzo Franco Larregina (ARG - Argentina), 6:05.91
5.º, Bruno Leitao (POR - Portugal), 6:17.60
6.º, Emiliyan Kostadinov (BUL - Bulgária), 6:19.06
7.º, Meshal Albader (KUW - Kuwait), 6:19.21
8.º, Aleksandar Asenov (BUL - Bulgária), 6:22.30
9.º, Aleksandar Aleksandrov (BUL - Bulgária), 6:28.93
10.º, Mohammad Alhejji (KUW - Kuwait), 6:48.78
11.º, Boyan Vandov (BUL - Bulgária), 8:42.53

800 m femininos - S. Down
1.ª, Giulia Pertile (ITA - Itália), 6:22.25
Desclassificadas: Zofia Dzięcioł (POL - Polónia), Maryam Thyab (KUW - Kuwait) e Radena Angelova (BUL - Bulgária).

800 m masculinos - Mosaico
1.º, Francisco Gouveia (POR - Portugal), 5:38.94
2.º, Emirhan Akcakoca (TUR - Turquia), 5:46.76
3.º, Mario Tobias Didier (ARG - Argentina), 6:09.45

800 m femininos - Mosaico
1.ª, Dilara Cevik (TUR - Turquia), 7:59.50

quinta-feira, 23 de junho de 2022

Evan Dunfee e Joean Lu conquistaram títulos canadianos nos 20 km marcha

A frente da prova masculina, com Evan Dunfee e Benjamin Thorne, um grupo feminino
com Joean Lu ao centro, e a sub-20 Olivia Lundman (em baixo, dorsal 2).
Fotos: Athlete Pics. Montagem: O Marchador

No dia 22 do corrente mês de junho, no Estádio McLeod, em Langley, começaram os Campeonatos Nacionais do Canadá, que se prolongam até ao dia 26, com as provas de marcha, na distância de 20 km a terem lugar em Mission logo na jornada inaugural.

Na prova masculina, Evan Dunfee triunfou com o tempo de 1:23:28.30, atleta que está qualificado para os Mundiais de Atletismo na distância de 35 km. Na segunda posição classificou-se Benjamin Thorne (medalha de bronze nos Mundiais de Pequim, em 2015), que estava afastado das lides desportivas desde 2018, com o tempo de 1:24:02.64, esperançado em subir posições no ranking mundial (atualmente em 70º) com o resultado alcançado, de modo a ser um dos 60 para Oregon, e a fechar o pódio o jovem Tyler Wilson (20 anos) que realizou o tempo de 1:36:59.65, recorde pessoal.

Na prova feminina a vitória foi para a jovem Joean Lu que completou a distância no tempo de 1:53.00.75, com o segundo lugar a pertencer a Katelynn Ramage, com 1:55:30.90.

Nos 10 km para a categoria sub-20, os títulos ficaram na posse, nos femininos, de Olivia Lundman, com 49:23.38, recorde dos campeonatos, e nos masculinos, de Lowell Solmes, com 50:37.06.

Para Evan Dunfee, de 31 anos de idade, que ergueu o punho à chegada exibindo um largo sorriso nos lábios, o tempo realizado foi, de certa forma, uma surpresa para ele que após os Jogos Olímpicos onde conquistou a medalha de bronze nos 50 km sofreu uma série de contratempos.

Primeiro foi a lesão no tendão, que o apoquentava há já uns meses, depois, a sua saúde mental que não estava nas melhores condições, não tendo sabido lidar da melhor forma com a eliminação dos 50 km do programa internacional. Mas, o pior já terá passado depois de ter procurado apoio junto do médico da seleção do Canadá e da sua psicóloga, e agora há que prolongar o ritmo dos 20 km para os 35 km de Eugene, Oregon.

Dunfee que pensa não terminar este ano a sua carreira desportiva, talvez nos Mundiais do próximo ano em Budapeste ou mesmo nos Jogos Olímpicos de Paris, um ano depois.

Este ano ainda terá ainda pela frente os Jogos da Commonwealth e depois preparará mais a sério a sua campanha para as eleições municipais da cidade de Richmond a ocorrer a 15 de outubro, acreditando que possa ser eleito. Entretanto, vai dando palestras nas escolas falando às crianças dos benefícios da prática desportiva e do seu próprio percurso, tendo acabado de autografar 1.700 postais que serão enviados às escolas onde proferiu as palestras.

A equipa de juízes das provas de marcha integrou três internacionais, requisito indispensável para a homologação dos resultados com vista aos grandes eventos internacionais, nomeadamente o canadiano Daniel Michaud, o norte-americano Daniel J. Pierce e o porto-riquenho Cándido Vélez.

Fonte: The Global and Mail

Classificações
20 km masculinos
1.º, Evan Dunfee (Racewalk West), 1:23:28.30
2.º, Benjamin Thorne (BC), 1:24:02.64
3.º, Tyler Wilson (BC), 1:36:59.65
4.º, Alger Liang (Vancouver Thunderbirds), 1:39:44.19
5.º, Mihail Larin (BC), 2:02:13.96

20 km femininos
1.ª, Joean Lu (BC), 1:53:00.75
2.ª, Katelynn Ramage (BC), 1:55:30.90

10 km sub-20 masculinos
1.º, Lowell Solmes (BC), 50:37.06

10 km sub-20 femininos
1.ª, Olivia Lundman (Nanaimo & District T&F), 49:23.38
2.ª, Rosalie Drapeau (C. A. Uni Laval), 53:22.45

Caio Bonfim e Viviane Lyra conquistam os primeiros lugares no Troféu Brasil 2022

Os vencedores das provas de 20.000 m marcha, Caio Bonfim e Viviane Lyra, e os pódios.
Fotos: Ricardo Sodre/CBAt, Wagner Carmo/CBAt e IG Elianay Pereira
Montagem: O Marchador

As provas de marcha na distância de 20.000 metros abriram a jornada inaugural do 41º Troféu Brasil Loteries Caixa Interclubes de Atletismo, a maior competição de clubes da América Latina, que está a ser realizada desde ontem (quarta-feira, 22/6) no Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro, local emblemático pois foi aí que tiveram lugar as provas de atletismo em pista dos Jogos Olímpicos em 2016.

No evento masculino, quem havia de ser… Caio Bonfim (CASO-DF) colecionou mais uma vitória ao vencer destacadamente a competição e totalizando 11 triunfos. Concluiu as 50 voltas à pista no tempo de 1:21:32.25. Matheus Correa (AABLU-SC), foi o segundo com o tempo de 1:26:36.92, ambos com marcas de qualificação para os Mundiais de Atletismo, e seguido de Max Batista Gonçalves dos Santos (CASO-DF), com 1:28:52.33.

Para Caio Bonfim, agora é tempo de viajar para os EUA onde cumprirá um estágio de altitude em Flagstaff, no Arizona, partindo no dia de hoje (23/6) e lá ficando até ao dia 13 de julho, data em que viajará para Eugene, Oregon, onde o espera a participação nas duas provas de marcha, os 20 km no dia 15 e os 35 km no dia 24.

No evento feminino, Viviane Lyra (AEVF-RJ) confirmou os seus créditos que a apontavam como a principal favorita triunfando com o tempo de 1:33:37.13, estabelecendo o recorde da competição, ela que já possui a marca de qualificação para Oregon nos 35 km marcha e que nos 20 km está numa posição bem confortável do ranking mundial (45ª) caso opte por competir igualmente nesta distância, isto depois de ter ficado a apenas um lugar de se qualificar para os Jogos Olímpicos de Tóquio.

Viviane Lyra não escondeu a alegria e a emoção por ter podido competir na sua cidade natal conquistando um título de muito significado para ela e tendo a sua família e os amigos entre os seus principais apoiantes. Na segunda posição do pódio classificou-se Gabriela de Souza Muniz (CASO-DF) com o tempo de 1:39:15.61 e, fechando o grupo das medalhadas, Elianay Barbosa (CASO-DF) com 1:42:44.95, também com lugar garantido no grupo das 60 atletas que alinharão à partida da prova dos 35 km marcha de Eugene, num circuito de um quilómetro instalado na Avenida Martin Luther King.

Fonte: Assessoria de Comunicação da CBAt.

Classificações
20.000 marcha masculinos
1.º, Caio Oliveira de Sena Bonfim, 1991 (CASO - DF), 1.21.32.25
2.º, Matheus Gabriel de Liz Correa, 1999 (AABLU - SC), 1.26.36.92
3.º, Max Batista Goncalves dos Santos, 1994 (CASO - DF), 1.28.52.33
4.º, Rudney Dias Nogueira, 1990 (UCA - SC), 1.31.00.64
5.º, Heron Rodrigues Miranda, 2003 (Balneário Camboriú - SC), 1.32.33.84
6.º, Joao Victor Silva Magalhaes, 2004 (CASO - DF), 1.37.52.28
7.º, Paulo Henrique Ribeiro, 2001 (AABLU - SC), 1.37.54.76
8.º, Marcio Moreira Chaves, 1999 (Projeto Atletismo Campeão - PE), 1.38.07.80
9.º, Joao Carlos Elisiario de Almeida, 1987 (ASPMP - SP), 1.41.57.94
10.º, Pedro Henrique Leite Pereira, 1999 (Clube Campestre - PB), 1.49.19.01
11.º, Caue Rodrigues Brasilio, 2004 (LUASA - SP), 1.57.08.41
Desistentes: Luiz Felipe dos Santos, 1983 (Balneário Camboriú - SC), Marlon Rodrigues da Costa, 1998 (ASPMP - SP), Diego Pereira Lima, 1987 (CASO - DF) e Lucas Gomes de Souza Mazzo, 1994 (CASO - DF).
Desclassificados: Lucas Gabriel Ferreira da Silva, 1994 (Sport Club do Recife - PE) e Jairo Vieira, 1978 (UCA - SC).

20.000 marcha femininos
1.ª, Viviane Santana Lyra, 1993 (Associação Fortes e Velozes - RJ), 1.33.37.13
2.ª, Gabriela de Souza Muniz, 2002 (CASO - DF), 1.39.15.61
3.ª, Elianay Santana da Silva Pereira Barbosa, 1984 (CASO - DF), 1.42.44.95
4.ª, Mayara Luize Vicentainer, 1991 (AABLU - SC), 1.44.23.30
5.ª, Gabrielly Cristina dos Santos, 2004 (FECAM/ASSERCAM - PR), 1.44.53.78
6.ª, Elysle da Silva Albino, 1994 (FECAM/ASSERCAM - PR), 1.47.08.91
7.ª, Lilian Dumes Bittencourt, 2003 (Balneário Camboriú - SC), 1.49.03.54
8.ª, Laryssa Fernanda Frois, 2000 (Curitiba SMELJ - PR), 1.50.59.15
9.ª, Gabriela Santos de Almeida, 2003 (CASO - DF), 1.59.02.53
10.ª, Paula Raissa Paz da Silva, 1993 (Sport Club do Recife - PE), 2.01.30.89
11.ª, Karlana Malaghini Pavinato, 2003 (Balneário Camboriú - SC), 2.04.56.34
Desistente: Ana Larissa do Nascimento Lima Araujo, 2000 (BNB CLUBE - CE).

Campeonato de Espanha de Atletismo Master - Arona 2022 (resultados)

Vários dos participantes da marcha em Arona, com destaque para Maria José Briz
(dorsal 98), Teresa Linares (421), Pedro José Aranda (33), Juan Manuel Morales (524)
e Olga Cabrera (em baixo). Fotos: Ayuntamiento de Arona.
Montagem: O Marchador

De 17 a 19/6 disputou-se em Arona, Tenerife (Ilhas Canárias), o Campeonato de Espanha de Atletismo Master ao Ar Livre, com provas de marcha na manhã do 2.º dia sobre 5.000 metros para masculinos e femininos.

Os mais rápidos em pista em termos absolutos foram nos masculinos (13 participantes), Juan Manuel Morales, atleta M40, do Marineda Atlético, com um recorde dos campeonatos de 21:20.53, ele que já detinha o anterior (21:42.53 em San Fernando-2020), e nos femininos (16 participantes), a W45 Olga Cabrera, do CE Penedès, com 26:24.48.

Um dos factos mais em evidência na disciplina da marcha foi o recorde de Espanha W70 obtido por Maria José Briz, com 34:40.65, marca que supera o anterior registo (35:40.94) na posse de Christel Schustakowitz desde Sant Celoni-2014, tendo igualmente batido o recorde dos campeonatos (antes, 39:57.81 de Sigrid Leinpinsel em Elche-2017).

Outros recordes dos campeonatos foram conseguidos por Pedro José Aranda, M65 do CA Atletes Vng, com 27:29.41 (antes, 29:03.15 de Francisco Arnaiz em Arona-2010), e por Teresa Linares, W50, do Tenerife Caja Canarias, com 26:42.65 (antes, 28:21.90 de Carmen Martín em Sagunto-2019).

Consulte os resultados completos, aqui.

Campeonatos da Grécia de Sub-18 disputaram-se em Vólos (resultados)

Os atletas das provas de marcha e os campeões nacionais sub-18 Eloseos Mpardakis
e Sevastiani Aslanidou. Imagens: SEGAS e Zoe Gini. Montagem: O Marchador

A cidade de Vólos, localizada no centro da Grécia a 326 quilómetros a norte de Atenas, voltou a receber os Campeonatos Nacionais Sub-18, realizados este fim-de-semana (18/19 de junho), uma organização da Federação de Atletismo da Grécia (SEGAS), que voltou a homenagear a memória de Vassilis Sevasti, que foi seu presidente e secretário-geral, falecido em abril de 2021. As provas decorreram novamente na pista do Estádio Panthessaliko, sob uma temperatura amena a rondar os 25 graus centígrados e sem que houvesse muito vento.

Os 5.000 metros marcha femininos fecharam o programa do primeiro dia de provas (sábado) com três das atletas participantes já com os mínimos para os Europeus da categoria, que terão lugar em Jerusalém (Israel), por sinal, as três primeiras classificadas. Assim, Sevastiani Aslanidou, que desde cedo assumiu a liderança da prova, terminou na primeira posição revalidando o título helénico com o tempo de 24.32.10, a sua terceira importante vitória após os sucessos nos Campeonatos dos Balcãs e nos campeonatos estudantis. O pódio feminino ficou preenchido com as prestações de Tsimigatou Maria Mirto, segunda com 25:15.59, e de Adami Anna, terceira com 25:58.66.

Os 10.000 metros marcha masculinos, que tal como nos campeonatos da Grécia, Espanha, Itália e de outros países europeus se disputam nesta distância, ao contrário de Portugal que estranhamente insiste em realizar no setor masculino sob a distância de 5.000 metros, tiveram lugar na manhã de domingo com o domínio avassalador de Eloseos Mpardakis com o tempo de 51:34.08, seguido de Paidusis Konstantinos com 55:47.36 (competiu na véspera na prova de corrida de 3.000 metros) e de Ragas Christos com 56:58.03. Nenhum alcançou os mínimos para os Europeus da categoria que estão fixados em 48:30.00.

A equipa de juízes de marcha foi chefiada pelo histórico desta disciplina na Grécia, Yiannis Grioglu, que colaborou ativamente nos Jogos Olímpicos de Atenas, em 2004, fazendo ainda parte do júri da prova a ex-internacional Zoe Gini, a quem agradecemos, uma vez mais, a colaboração prestada.

Resultados da prova feminina, no dia 18 [aqui], e da masculina, no dia 19 [aqui].

quarta-feira, 22 de junho de 2022

Camp. Mundo S.Down - Nymburk 2022 - 1.500 m marcha (resultados)

Os italianos Giulia Pertile e Stefano Lucato (S.Down), e o português Francisco Gouveia
no 1.º lugar do pódio Mosaico. Fotos: Fisdir Federazione e ANDDI - Portugal
Montagem: O Marchador

Está a decorrer em Nymburk, na República Checa, a 6.ª edição dos Campeonatos do Mundo de Atletismo Síndrome de Down, evento em simultâneo com outras modalidades, nomeadamente o Ténis e o Ténis de Mesa (19 a 26 de junho).

O atletismo iniciou-se ontem, dia 21 (até dia 23), na pista da cidade de Mladá Boleslav, com o programa a incluir os 1.500 metros marcha, provas estas com a participação de atletas de Argentina, Itália, Polónia, Portugal e Turquia.

Sagraram-se campeões mundiais na marcha, na categoria S. Down, os italianos Stefano Lucato, com 9:51.86 nos masculinos, e Giulia Pertile, com 12:18.09 nos femininos, e na categoria Mosaico, o português Francisco Gouveia, com 10:54.23.

Outro português, Bruno Leitão, foi quarto classificado S.Down, com 13:00.58.

No dia de amanhã (23) serão disputadas mais provas de marcha, agora na distância de 800 metros.

Classificações
1.500 m masculinos - S. Down
1.º, Stefano Lucato (ITA - Itália), 9:51.86
2.º, Nando D´Agostino (ITA - Itália), 10:00.87
3.º, Ramazan Unlu (TUR - Turquia), 11:09.79
4.º, Bruno Leitão (POR - Portugal), 13:00.58
5.º, Enzo Franco Larregina (ARG - Argentina), 14:18.71

1.500 m femininos - S. Down
1.ª, Giulia Pertile (ITA - Itália), 12:18.09
2.ª, Munevvere Yilmaz (TUR - Turquia), 12:58.33
3.ª, Kardelen Demir (TUR - Turquia), 13:39.54
4.ª, Zofia Dzięcioł (POL - Polónia), 13:39.67

1.500 m masculinos - Mosaico
1.º, Francisco Gouveia (POR - Portugal), 10:54.23
2.º, Mario Tobias Didier (ARG - Argentina), 11:12.01
3.º, Emirhan Akcakoca (TUR - Turquia), 11:33.01

Campeonatos de Espanha Sub-18 em Jerez de La Frontera (resultados)

Os marchadores espanhóis nos campeonatos nacionais sub-18 em Jerez de la Frontera.
Imagens: RFEA TV. Montagem: O Marchador

Sofia Santacreu e Daniel Morilla sagraram-se campeões de Espanha Sub-18 na disciplina da marcha atlética por ocasião da 70.ª edição dos Campeonatos de Atletismo da categoria realizados na pista do Estádio Chapín em Jerez de La Frontera, na região da Andaluzia (18-19/6).

Na prova feminina de 5.000 metros realizada no sábado (18), de bom nível de marcas e com 21 participantes, Sofia Santacreu, que representa a Joventut Atlètica de Sabadell, impôs-se com 22:54.22, um novo recorde dos campeonatos (antes, 23:28.32 de Lorena Castrillo em Ourense-2006. Na segunda posição entrou Julia Suárez, do CA Tarragona, com 23:21.82, também melhor que o recorde dos campeonatos, e na terceira, Aldara Meilan, do Atletica Lucense, com 23:32.62. De notar que todas as atletas do pódio ainda estão no primeiro ano da categoria.

Na prova masculina disputada no domingo (19) sobre 10.000 metros, a distância oficial e internacional da categoria que em Portugal a federação teima em não adotar nos seus campeonatos (realiza 5.000 metros!) foi intensa a disputa do título, com 26 centésimos a separarem os 2 primeiros e 1 segundo de diferença destes para o terceiro. Daniel Morilla, do Ohmio Arahal, foi o mais forte com 45:20.26, seguido de Miguel Espinosa, do Go Fit Athletics, com 45:20.58, e de Daniel Monfort, do Playas de Castellon, com 45:21.95. Participaram 19 atletas.

5.000 m femininos (18/6)
1.ª, Sofia Santacreu Calatayud, 2006 (JA Sabadell), 22:54.22
2.ª, Julia Suarez Piza, 2006 (CA Tarragona), 23:21.82
3.ª, Aldara Meilan Garcia, 2006 (Atletica Lucense), 23:32.62
4.ª, Griselda Serret Menendez, 2005 (Atletismo Alcorcon), 23:50.24
5.ª, Isabel Garcia Sanchez, 2005 (Ohmio Arahal), 24:03.76
6.ª, Lydia Ballesteros Garrote, 2005 (Atletismo Cuenca), 24:12.90
7.ª, Elvira Barron Serrano, 2006 (Virgen del Castillo), 25:02.40
8.ª, Ines Lopez Sampedro, 2006 (Puentecillas Palencia), 25:09.71
9.ª, Oleksandra Kostenko, 2006 (Atletica Lucense), 25:11.19
10.ª, Emma Almenar Garcia, 2005 (Atletisme Els Sitges), 25:15.06
11.ª, Laura Rios Valle, 2006 (Valencia Club Atletismo), 25:36.27
12.ª, Natalia Rivas Iglesias, 2006 (CA Valladolid), 25:49.41
13.ª, Marta Jimenez Nicolau, 2006 (AA Catalunya), 25:55.83
14.ª, Erika Duro Romeral, 2005 (Cornellà At.), 26:20.96
15.ª, Maria Bonilla Sanchez, 2006 (Ohmio Arahal), 26:49.80
16.ª, Jacqueline Piñana Valladares, 2005 (Atletismo Arona), 26:56.03
17.ª, Andrea Perez Montoya, 2006 (Unicaja Banco - C.A.Toledo), 26:58.23
18.ª, Paula Sebastian Martinez, 2006 (Aranda Granja D Chico Ibercaja), 27:23.87
19.ª, Angelica Velasco Flores, 2005 (AD Gijon Atletismo), 27:44.41
20.ª, Angela Casanova Peris, 2005 (CA Safor-Teika), 27:54.11
21.ª, Naiara Molinero Apellaniz, 2006 (Grupompleo Pamplona At), 28:29.08

10.000 m masculinos (19/6)
1.º, Daniel Morilla Garcia, 2005 (Ohmio Arahal), 45:20.26
2.º, Miguel Espinosa Olivares, 2006 (Go Fit Athletics), 45:20.58
3.º, Daniel Monfort Moreno, 2006 (Playas de Castellon), 45:21.95
4.º, Pablo Sanchez Rivas, 2006 (Atletica Lucense), 46:16.74
5.º, Javier De Arriba Castilla, 2005 (Go Fit Athletics), 46:26.47
6.º, Pablo Gonzalez Villares, 2006 (At ADASAT Gran Canaria), 46:32.89
7.º, Ivan Molina Espartero, 2006 (GA Lluïsos Mataro), 46:33.21
8.º, Alexis Salmeron Moreno, 2005 (UCAM-Athleo Cieza), 46:45.04
9.º, Asier Diaz De Diego, 2005 (Atletismo Cuenca), 47:12.80 adic. 1 min.
10.º, Ismael Torres Gonzalez, 2005 (DELSUR Coop La Palma), 49:05.90
11.º, Pedro Callado Gomez, 2005 (Unicaja Jaen Paraiso Interior), 49:30.54
12.º, Elies Ballester Tataret, 2006 (FC Barcelona), 49:52.77
13.º, Javier Postigo Gabarro, 2006 (Atletismo Guadix), 50:26.82
14.º, Rafael Linares Garcia, 2006 (Juventud Guadix), 52:20.34
15.º, David Munzon Romero, 2005 (Atletismo Axati), 52:57.57
16.º, Urien Fernandez Galiñanes, 2006 (Barcelona At.), 53:07.03
17.º, Lluc Serrat Alemany, 2005 (Aldahra Lleida UA), 55:27.16 p.z.
Desistente: Joan Querol Serrano, 2006 (Valencia Club Atletismo).
Desclassificado: Oleksii Polishchuk, 2005 (L'Hospitalet At.).

terça-feira, 21 de junho de 2022

Marchadores portugueses nos Europeus Sub-18 em Jerusalém

Montagem: O Marchador

A Federação Portuguesa de Atletismo anunciou hoje a constituição da equipa nacional que estará presente nos Campeonatos da Europa de Atletismo Sub-18 (juvenis), evento a ter lugar na cidade de Jerusalém, em Israel, de 4 a 7 de julho próximo.

De um lote de 14 atletas selecionados, constam os nomes de 3 marchadores, a saber:

5.000 m marcha femininos
Carolina Dias (Solar dos Leões de Almada - Setúbal)
Samanta Zueva (Clube Spiridon de Gaia - Porto)

10.000 m marcha masculinos
Rodrigo Araújo (Amigos da Montanha - Braga)

As provas de marcha estão agendadas para o último dia de competição, 7 de julho (5.ª feira), a masculina com partida às 7:00 horas e a feminina às 8:40 horas (horas locais). Em Portugal continental serão 2 horas a menos, às 5:00 e 6:40 respetivamente.

Esta será a terceira edição deste evento internacional, depois de Tbilisi-2016, e Gyor-2018. Recorde-se o cancelamento da competição em Rieti onde esteve previsto em 2020 e 2021, mas que o organizará em 2026.

Veteranos masculinos no Nacional de Pista - Paúl 2022 (resultados)

As provas de marcha masculinas no Paúl, Torres Vedras.
Fotos: FOTOS Oliveirinha. Montagem: O Marchador

Finalizadas as provas de marcha femininas, foi a vez dos masculinos (23 participantes contra 30 inscritos) tomarem parte também em 2 séries nos 3.000 metros marcha do Campeonato Nacional de Veteranos em Pista ao Ar Livre no Paúl (18/6).

Na 1.ª série que juntou os escalões etários mais idosos (W55 a W75), as posições 1, 2 e 3 na meta pertenceram a atletas W55, nomeadamente a Henrique Lavos (CRD Penteado), com 16:17.55, Francisco Mateus (AC Alfenense), com 16:26.43, e Henrique Santos (GD Diana), com 17:01.46.

Os títulos nos restantes escalões ficaram na posse de José Magalhães, M65 (AC Alfenense), com 17:04.24, João Rodrigues, M60 (CATUNES), com 17:41.92 (4.º e 5.º na geral), e Auspício Fernandes, M75 (Individual), com 24:44.54, ele que completará 80 anos este ano.

A 2.ª série masculina (M35-M40-M45 e M50) foi bem competitiva com vitória do M50 Augusto Cardoso (ACR Senhora do Desterro), com 14:10.28, seguido do seu colega de clube e do mesmo escalão, Pedro Martins, com 14:21.55. O terceiro lugar na meta seria ocupado pelo vencedor M45 Luís Gil (GD Estreito), com 14:28.12, e o quarto pelo 1.º M35, Flávio Ramalho (CRD Penteado), com 14:32.36. Nelson Fonseca (AD Palmeiros) obteve o título M40 (8.º na geral), com 18:39.69.

Classificações

Masculinos
3.000 m M55 a M75 - geral/escalão
1.º, Henrique Lavos (CRDP), 16:17.55 - 1.º, M55
2.º, Francisco Mateus (ACA), 16:26.43 - 2.º, M55
3.º, Henrique Santos (GDD), 17:01.46 - 3.º, M55
4.º, José Magalhães (ACA), 17:04.24 - 1.º, M65
5.º, João Rodrigues (CATUNES), 17:41.92 - 1.º, M60
6.º, José Oliveira (GDAA), 18:11.58 - 2.º, M60
7.º, Joaquim Nunes Leitão (GDSD), 18:58.71 - 2.º, M65
8.º, Gonçalo Rebelo (GDSD), 20:11.66 - 3.º, M60
9.º, Francisco Mimoso (CAG), 20:25.61 - 3.º, M65
10.º, José Piçarra (CBAM), 20:52.29 - 4.º, M65
11.º, Francisco Carvalho (CFOD), 23:53.48 - 4.º, M55
12.º, Auspício Fernandes (IND-P), 24:44.54 - 1.º, M75
13.º, Carlos Alfaiate (CBA-S), 26:15.55 - 5.º, M65
14.º, Luis Neiva (ADPALM), 26:27.02 - 5.º, M55

3.000 m M35 a M50 - geral/escalão
1.º, Augusto Cardoso (ACRSD), 14:10.28 - 1.º, M50
2.º, Pedro Martins (ACRSD), 14:21.55 - 2.º, M50
3.º, Luís Gil (GDE), 14:28.12 - 1.º, M45
4.º, Flávio Ramalho (CRDP), 14:32.36 - 1.º, M35
5.º, Jaime Santos (GRECAS), 14:34.45 - 3.º, M50
6.º, Luís Sousa (SUOV), 16:13.01 - 2.º, M45
7.º, Aurélio Costa (ACA), 16:27.64 - 4.º, M50
8.º, Nelson Fonseca (ADPALM), 18:39.69 - 1.º, M40
9.º, João Rolo (CRDP), 19:14.18 - 2.º, M40