quarta-feira, 20 de junho de 2018

Campeonatos da Grécia Sub-20 em Trikala (resultados)

As provas de marcha e premiação sub-20 em Trikala, Grécia.
Fotos: Zoe Gini. Montagem: O Marchador

No último fim-de-semana (16/17-6) disputaram-se os campeonatos gregos da categoria Sub-20, em pista, que tiveram lugar na cidade de Trikala, 300 quilómetros a norte de Atenas e sob uma temperatura agradável para os marchadores, que realizaram as suas provas no domingo de manhã - 23 graus centígrados, após uma noite de chuva.

Na prova masculina (10.000 m) venceu George Tzatzimakis, com 43.48,38, que confirmou os mínimos para os mundiais da categoria, que terão lugar em Tampere. Na segunda posição classificou-se o sub-18 Anthimos Kelepouris, que obteve os mínimos para o europeu da categoria, com a marca de 45.28,37, e em terceiro lugar ficou Anastasios Stamos, com 48.11,48.

Na prova feminina (10.000 m), Olga Fiaska evidenciou grande superioridade, vencendo com o tempo de 48.17,60, atleta que tem assegurada a presença nos Europeus de Gyor. Nas restantes posições de pódio classificaram-se Kiriaki Filtissakou, com 49.05,24, e Barime Kelemeni, com 50.12,22.

No momento da entrega dos prémios aos medalhados, Vasilios Sevastis, Secretário-Geral da Federação Helénica de Atletismo felicitou os atletas, e em especial aos que representarão o país nas competições internacionais que se avizinham, desejando-lhes as maiores felicidades.

O presente texto teve a colaboração de Zoe Gini, que aqui agradecemos, juiz internacional de marcha (painel europeu), há vários anos e que tem tido um papel importante no desenvolvimento da especialidade no seu país, nomeadamente, junto das camadas mais jovens.

Campeonatos de Itália Sub-18, em Rieti (resultados)

A frente da prova feminina, com Simona Bertini (dorsal 2) e
a premiação masculina com oito primeiros classificados.
Fotos: FB de Francesca Grana e Pietro Angela Greco
Montagem: O Marchador

Tiveram lugar, no passado fim-de-semana, em Rieti, os Campeonatos de Itália para o escalão Sub-18 que proporcionaram a escolha definitiva da seleção que representará o país nos Campeonatos Europeus da categoria, a realizarem-se em Gyor, de 5 a 8 de julho próximo, tendo o Diretor-técnico do Setor Juvenil da Fidal, Stefano Baldini, escolhido 48 jovens (25 meninas e 23 rapazes).

Nos 10.000 metros marcha masculinos, com a participação de 23 atletas, o destaque vai para David Finocchietti, que venceu, revalidando o título transalpino, com o tempo de 43.50,23, um novo recorde pessoal (o anterior fixara-o em 43.55,00, há cerca de dois meses, em Livorno), salientando-se ainda a prestação, igualmente muito boa, do segundo classificado, Aldo Andrei (foi terceiro na edição de 2017), com 43.56,99, ambos selecionados para Gyor. Na terceira posição classificou-se Gabriele Gamba, com 44.26,21. Não se registou qualquer desclassificação, mas quatro atletas permaneceram na zona de penalização por 60 segundos (3 faltas) e dois desistiram.

Nos 5.000 metros marcha femininos, também com uma participação elevada de atletas (28), a vitória sorriu a Simona Bertini, com o tempo de 24.26,98, novo recorde pessoal por uma margem de mais de 20 segundos. A medalha de prata foi alcançada por Martina Casiraghi, com 24.56,73, também novo recorde pessoal. Na terceira posição do pódio classificou-se Angela Di Fabio, com 25.14,98. Três atletas foram desclassificadas e uma desistiu. As duas primeiras carimbaram o passaporte para os europeus da categoria.

Classificações
10.000 m masculinos (15/6)
1.º, Davide Finocchietti, 2001 (Atl Libertas Runners Livorno), 43.50,23
2.º, Aldo Andrei, 2001 (GS Valsugana Trentino), 43.56,99
3.º, Gabriele Gamba, 2002 (Atl. Riccardi Milano 1946), 44.26,21
4.º, Andrea Cosi, 2001 (Atletica Firenze Marathon S.S.), 45.44,08
5.º, Carmine Greco, 2001 (A.S.D. Atletica Don Milani), 47.34,57 p.l.
6.º, Giulio Scoli, 2001 (Atletica Livorno), 48.39,67
7.º, Giorgio Gueli, 2001 (Atletica Canavesana), 49.22,39
8.º, Filippo Anto Capostagno, 2002 (Fiamme Gialle G. Simoni), 49.40,20
9.º, Gianmarco Scurti, 2002 (Asd Enterprise Sport & Service), 49.54,56
10.º, Francesco Romanzi, 2002 (Fiamme Gialle G. Simoni), 50.14,35
11.º, Pietro Marchetti, 2002 (Fondazione M. Bentegodi), 50.17,79
12.º, Rocco Luigi Ciarfaglia, 2002 (Ecosportmonte), 51.21,89 p.l.
13.º, Enrico Disaro, 2002 (G.S. Fiamme Oro Padova), 51.26,38
14.º, Davide Benini, 2002 (Sporting Club Alzano), 52.06,80
15.º, Daniele Benevieri, 2002 (Fiamme Gialle G. Simoni), 52.25,64
16.º, Francesco Fantozzi, 2002 (Fiamme Gialle G. Simoni), 52.28,33
17.º, Fedi Bannour, 2001 (Asd Interflumina E Piu Pomi), 53.07,49
18.º, Dario Funari, 2002 (Asd Atletica Prato), 54.45,28
19.º, Leonardo Vitangeli, 2002 (Atletica Firenze Marathon S.S.), 55.21,76
20.º, Michele Santoni, 2001 (Alto Lazio A.S.D.), 56.57,85
Desclassificado: Daniele Breda, 2002 (Sporting Club Alzano).
Desistentes: Matteo Canavese, 2001 (S.A.F.Atletica Piemonte A.S.D.) e Fabrizio Caprai, 2002 (Atl Libertas Runners Livorno).

5.000 m femininos (16/6)
1.ª, Simona Bertini, 2001 (A.S.D. Francesco Francia), 24.26,98
2.ª, Martina Casiraghi, 2002 (Atl. Bergamo 1959 Oriocenter), 24.56,73
3.ª, Angela Di Fabio, 2002 (ASD Atletica Gran Sasso Teramo), 25.14,98
4.ª, Alessia Titone, 2002 (S.A.F.Atletica Piemonte A.S.D.), 25.36,04
5.ª, Sara Buglisi, 2001 (Sportclub Merano), 25.42,41
6.ª, Alice Leonardi, 2001 (ASD Freelance Atl. Zafferana), 25.44,05
7.ª, Francesca Liviani, 2002 (Bracco Atletica), 25.54,74
8.ª, Anna Ferrari, 2002 (Atletica Estense), 26.09,00
9.ª, Emma Ferretti, 2001 (G.S.Self Atl. Montanari Gruzza), 26.55,36
10.ª, Martina Gaudio, 2002 (A.Maratoneti Andriesi), 27.14,60
11.ª, Valentina Vallegra, 2001 (C.U.S. Torino), 27.16,43
12.ª, Martina Dicorato, 2001 (Futurathletic Team Apulia), 27.16,79
13.ª, Natasha Kacbufi, 2001 (Bracco Atletica), 27.20,45
14.ª, Giulia Mezzanotte, 2002 (Atl.Stud. Rieti Andrea Milardi), 27.31,42
15.ª, Giulia Crispiani, 2002 (CUS Pro Patria Milano), 27.33,25
16.ª, Angelica Benevieri, 2002 (Fiamme Gialle G. Simoni), 27.57,39
17.ª, Maria Clelia Saccardo, 2002 (Atl.Vicentina), 27.59,15
18.ª, Roberta Di Grazia, 2002 (Etnatletica San Pietro Clarenz), 28.07,84
19.ª, Anastasia Giulioni, 2001 (Atl. Avis Macerata), 28.10,37
20.ª, Leda Ronchetti, 2002 (Atl. Lecco-Colombo Costruz.), 28.19,24
21.ª, Margherita Pizzoni, 2001 (Atl. Arcs Cus Perugia), 28.35,32
22.ª, Ilaria Migliardi, 2002 (Fiamme Gialle G. Simoni), 29.04,85
23.ª, Giulia Nestola, 2002 (G.S.Self Atl. Montanari Gruzza), 29.42,49
24.ª, Marta Carlesso, 2001 (Atl.Vicentina), 30.08,09
Desclassificadas: Vittoria Bollano, 2001 (A.S.D. Atletica Alba), Ida Mastrangelo, 2001 (A.S.D. Atletica Don Milani) e Federica Marchese Ragona, 2001 (GAV Gruppo Atletica Verbania A).
Desistente: Sofia Perrone, 2002 (G.S. Matera).

terça-feira, 19 de junho de 2018

Letónia vence na marcha dos Campeonatos Bálticos

Agnese Pastare e Ruslans Smolonskis, e os pódios.
Fotos: Romāns Kokšarovs/LVS
Montagem: O Marchador

Nos dias 15 e 16 de Junho, na cidade letã de Ogre, realizaram-se os Campeonatos Bálticos de Atletismo entre as seleções da Letónia, Lituânia e Estónia, evento incluído na tradicional Taça do Presidente.

As provas de marcha decorreram no segundo dia dos campeonatos, nas distâncias de 10.000 metros masculinos e 5.000 metros femininos em pista, e ambas tiveram como vencedores atletas da casa.

Nos femininos, a olímpica letã Agnese Pastare, com 23.59,72, deixou para trás a jovem internacional sub-20 lituana Austeja Kavaliauskaite, segunda classificada com 25.07,59, e em terceiro lugar ficou a atleta da Estónia Jekaterina Mirotvorceva, de apenas 15 anos de idade, com 25.21,29.

Nos masculinos, Ruslans Smolonskis, internacional letão da categoria sub-23, venceu com 43.15,62, com a segunda posição a ser ocupada pelo seu compatriota Normunds Ivzans, com 45.31,95. Curioso notar que Ivzans, que completará 47 anos em Novembro próximo, tem mais do dobro da idade que o vencedor Smolonskis (21 anos). Na terceira posição ficou o sub-20 da Estónia, Ruslan Sergatsjov, com 47.12,79.

Por equipas nas provas da marcha, vitória para a Letónia, com 18 pontos, segundo lugar para a Lituânia, com 13 pontos, e terceiro para a Estónia, com 11 pontos.

Colaboração: Kristina Saltanovic

Classificações
5.000 m femininos
1.ª, Agnese Pastare, 1988 (LAT - Letónia), 23.59,72
2.ª, Austėja Kavaliauskaitė, 2000 (LTU - Lituânia), 25.07,59
3.ª, Jekaterina Mirotvortseva, 2002 (EST - Estónia), 25.21,29
4.ª, Toma Dailidonytė, 2003 (LTU - Lituânia), 26.05,61
5.ª, Ekaterina Tsōpina, 2002 (EST - Estónia), 27.16,19
6.ª, Anita Čuhnova, 1986 (LAT - Letónia), 27.43,77

10.000 m masculinos
1.º, Ruslans Smolonskis, 1996 (LAT - Letónia), 43.15,62
2.º, Normunds Ivzāns, 1971 (LAT - Letónia), 45.31,95
3.º, Ruslan Sergatšjov, 2000 (EST - Estónia), 47.12,79
4.º, Paulius Juozaitis, 2000 (LTU - Lituânia), 47.24,27
5.º, Arnoldas Liutinskis, 2001 (LTU - Lituânia), 50.15,37
6.º, Sergei Sannikov, 2002 (EST - Estónia), 57.14,48

Campeonatos de Inglaterra de sub-20 e sub-23 em Bedford (resultados)

Cameron Corbishley (sub-23) e Tom Partington (sub-20) em Bedford.
Fotos: Naomiophoto e England Athletics
Montagem: O Marchador

Os campeonatos ingleses de atletismo das categorias de sub-20 e sub-23 realizados em Bedford (16/17 de Junho) tiveram a marcha na segunda jornada, sobre 10.000 metros masculinos e femininos, com 8 atletas a participarem mas apenas 3 a concluírem as provas.

Os títulos nacionais foram conquistados, nos sub-23 masculinos, por Cameron Corbishley, do Medway & Maidstone AC, que obteve a marca de 43.37,34, e nos sub-20, também masculinos, por Tom Partington, do Manx Harriers, que registou 47.55,83.

Classificações
10.000 m masculinos – geral sub-20/sub-23
1.º, Cameron Corbishley, 1997 (Medway & Maidstone AC), 43.37,34 – 1.º, sub-23
2.º, Tom Partington, 1999 (Manx Harriers), 47.55,83 – 1.º, sub-20
3.º, Luc Henry Legon, 1997 (Bexley AC), 48.32,55 – 2.º, sub.23
Desclassificados: Guy Thomas, 1997 (Tonbridge AC) - sub-23, e Callum Wilkinson, 1997 (Enfield & Haringey AC) – sub-23.

10.000 m femininos – geral sub-20/sub-23
Desclassificadas: Jacqueline Benson (Ashford AC) – sub-20, Ana Garcia, 2001 (City of Sheffield & Dearne AC) – sub-20, e Emily Ghose (Tonbridge AC) – sub-20.

segunda-feira, 18 de junho de 2018

Nádia Cancela (GRECAS) e Rui Coelho (CA Seia) os melhores no apuramento de clubes (ar livre) 2018

Rui Coelho, Kristina Saltanovic e Nádia Cancela, em Abrantes.
Fotomontagem: Erica S. Dias/O Marchador

Muito calor e vento marcaram, regra geral, as provas da fase de apuramento do Campeonato Nacional de Clubes em pista ao ar livre disputadas no fim-de-semana (16/17 Junho) nas pistas de Guimarães, Abrantes, Setúbal, Faro e Ribeira Brava.

Na disciplina da marcha atlética, cujas provas de 3.000 metros femininos e 5.000 metros masculinos integraram a 1.ª jornada (dia 16), destaque para Nádia Cancela, do GRECAS, e Rui Coelho, do CA Seia, que obtiveram, ambos na pista do Estádio Municipal de Abrantes e com substancial vantagem, os melhores registos de entre todos os participantes nos diferentes locais, com 13.35,02 e 21.17,30 respetivamente.

Entraram ainda nas posições do «top 3» da disciplina, nos femininos, Mara Ribeiro, do SL Benfica, com 13.59,18 (1.ª em Setúbal), e, dois segundos depois, Kristina Saltanovic, da J Vidigalense, com 14.01,62 (2.ª em Abrantes), e nos masculinos, Paulo Martins, do Sporting CP, com 22.54,70 (1.º em Setúbal), e Cristiano António, da J Vidigalense, com 23.14,65 (2.º em Abrantes).

Das 51 equipas masculinas e 35 femininas participantes nesta fase de apuramento, 31 e 27 respetivamente apresentaram atletas nas provas de marcha. Se os números são um pouco melhores do que o sucedido em 2017, ainda assim ficam aquém do que seria desejável, em particular nos masculinos onde 20 equipas não tiveram qualquer marchador.

Entretanto, e sabendo-se da utilização frequente, pelo menos em campeonatos nacionais, de pistas separadas (1 e 5) nas provas em simultâneo para masculinos e femininos, seria de todo conveniente a marcação da linha de partida na pista 5, evitando-se o sucedido em Abrantes com a indefinição e o atraso de cerca de 2 segundos na saída das senhoras quando do tiro de partida das provas.

Classificação pela ordenação de marcas
3.000 m femininos (pista 5)
1.ª, Nádia Cancela, 1993 (GRECAS), 13.35,02 - 1.ª, Abrantes
2.ª, Mara Ribeiro, 1995 (SLB), 13.59,18 - 1.ª, Setúbal
3.ª, Kristina Saltanovic, 1975 (JV), 14.01,62 - 2.ª, Abrantes
4.ª, Vera Portela, 1995 (CSM), 14.35,90 - 1.ª, Ribeira Brava
5.ª, Sandra Silva, 1975 (CFOD), 15.02,42 - 1.ª, Guimarães
6.ª, Andreia Sousa, 1998 (MAC), 15.02,86 - 2.ª, Guimarães
7.ª, Adriana Viveiros, 2002 (ADRAP), 15.02,98 - 2.ª, Ribeira Brava
8.ª, Andreia Freitas, 1983 (AJS), 15.46,44 - 3.ª, Ribeira Brava
9.ª, Alexandra Lamas, 1972 (ACRSD), 16.10,68 - 3.ª, Abrantes
10.ª, Ana Leonor, 1998 (CDRR), 16.20,88 - 2.ª, Setúbal
11.ª, Marisa Pereira, 1980 (SCB), 16.26,88 - 3.ª, Guimarães
12.ª, Andreia Jesus, 1998 (GDPCD), 16.50,49 - 3.ª, Setúbal
13.ª, Ieva Sukeviciute, 1996 (ESCMOV), 16.51,42 - 4.ª, Guimarães
14.ª, Sandra Leitão, 1975 (ADREP), 16.55,66 - 4.ª, Abrantes
15.ª, Margarida Vitorino, 1992 (AFS), 17.05,04 - 4.ª, Setúbal
16.ª, Ana Vicente, 2001 (COP), 17.17,64 - 1.ª, Faro
17.ª, Sofia Avoila, 1976 (JOMA), 17.27,98 - 5.ª, Setúbal
18.ª, Carina Rodrigues, 1987 (GDD), 18.23,98 - 6.ª, Setúbal
19.ª, Ana Correia, 1987 (NAC), 18.28,46 - 5.ª, Guimarães
20.ª, Ana Mendes, 1987 (CBF), 18.58,63 - 2.ª, Faro
- - - - - - - - - - Com marcas aquém do mínimo de pontuação (19.00,00)
21.ª, Fátima Pereira, 1995 (CAM-VC), 19.04,33 - 6.ª, Guimarães
22.ª, Sílvia Silva, 1970 (ACV), 19.40,71 - 5.ª, Abrantes
23.ª, Ana Tocha, 1994 (UCE), 20.03,83 - 6.ª, Abrantes
24.ª, Mariana Gonçalves, 2001 (AABV), 20.35,16 - 3.ª, Faro
25.ª, Ana Vieira, 2000 (LAVRA), 21.11,80 - 7.ª, Guimarães
26.ª, Ana Catarina Ramos, 1989 (CDP), 22.46,24 - 8.ª, Guimarães
Desistente: Maribel Gonçalves, 1978 (GDE) - Ribeira Brava

5.000 m masculinos (pista 1)
1.º, Rui Coelho, 1994 (CAS), 21.17,30 - 1.º, Abrantes
2.º, Paulo Martins, 1999 (SCP), 22.54,70 - 1.º, Setúbal
3.º, Cristiano António, 1988 (JV), 23.14,65 - 2.º, Abrantes
4.º, António Pereira, 1975 (SCB), 23.26,76 - 1.º, Guimarães
5.º, Dionísio Ventura, 1979 (CATUNES), 23.45,85 - 1.º, Faro
6.º, Rúben Santos, 2000 (CFOD), 23.56,58 - 2.º, Guimarães
7.º, Diogo E. Fernandes, 2001 (AJS), 24.08,84 - 1.º, Ribeira Brava
8.º, Jaime Santos, 1972 (GRECAS), 24.25,90 - 3.º, Abrantes
9.º, Victor Silva, 1990 (ADRAP), 24.38,07 - 2.º, Ribeira Brava
10.º, Pedro Amaral, 1997 (JIV), 24.43,45 - 2.º, Setúbal
11.º, Augusto Cardoso, 1970 (ACRSD), 24.52,11 - 4.º, Abrantes
12.º, Ricardo Santos, 1975 (GDPCD), 25.00,63 - 3.º, Setúbal
13.º, Pedro Miguel Santos, 1992 (CCSJM), 25.34,73 - 3.º, Guimarães
14.º, Xavier Sousa, 1996 (GDE), 25.42,66 - 3.º, Ribeira Brava
15.º, Acácio Diogo, 1980 (CDRR), 25.49,76 - 4.º, Setúbal
16.º, José Silva, 1985 (NAC), 26.13,24 - 4.º, Guimarães
17.º, Henrique Santos, 1965 (GDD), 26.22,60 - 5.º, Setúbal
18.º, André Antunes, 1997 (CBF), 26.27,04 - 2.º, Faro
19.º, João Sustelo, 1998 (AABV), 26.57,68 - 3.º, Faro
20.º, João Pinel, 2001 (CABB), 26.59,07 - 6.º, Setúbal
21.º, Pedro Feliciano, 2001 (CNRM), 27.01,89 - 5.º, Abrantes
22.º, Diogo Peixoto, 1999 (MAC), 27.07,94 - 5.º, Guimarães
23.º, Ludovino Dias, 1980 (COP), 27.21,36 - 4.º, Faro
24.º, João Vieira, 1999 (CPTSC), 28.05,96 - 6.º, Abrantes
25.º, José Monteiro, 1996 (ACPV), 28.46,30 - 6.º, Guimarães
- - - - - - - - - - Com marcas aquém do mínimo de pontuação (29.00,00)
26.º, Manuel Alves, 1994 (CCDLF), 29.59,16 - 7.º, Abrantes
27.º, André Miranda, 1992 (CDP), 32.09,57 - 7.º, Guimarães
28.º, Federico Pretese, 2001 (NLUZ), 41.55,87 - 7.º, Setúbal
Desistente: Carlos Eusébio, 1972 (CDCNAV) – Guimarães
Desclassificado: Mário Crujeira, 1987 (CAM-VC) – Guimarães

domingo, 17 de junho de 2018

Marchadores portugueses nos Jogos Europeus de Verão da INAS, em Paris

Montagem: O Marchador

A Federação Portuguesa de Atletismo divulgou a Seleção Nacional que tomará parte nos 1.os Jogos Europeus de Verão da INAS (na designação inglesa, «International Sports Federation for Athletes with Intellectual Impairments»), evento que inclui os Campeonatos da Europa de Atletismo INAS, em 9.ª edição, a realizar em Paris, França, de 16 a 20 de Julho próximo.

A comitiva portuguesa do Atletismo, composta por 16 atletas, integra os marchadores Pedro Isidro (SL Benfica), Francisco Serra (CCD Leões da Floresta) e, em estreia internacional, Joana Silva (Escola do Movimento).

As provas de marcha, de 5.000 metros, disputar-se-ão na pista do Estádio Sébastien Charléty, logo no primeiro dia, 16 (hora a apurar).

Campeonatos da Ucrânia de sub-16 em Kharkiv (resultados)

Grupo na liderança da prova masculina e as três primeiras da
classificação feminina nos campeonatos sub-16 em Kharkiv.
Fotos: Aleksandr Derevnin. Montagem: O Marchador

A cidade de Kharkiv, na Ucrânia, recebeu nos dias 6, 7 e 8 de Junho os Campeonatos Nacionais de Atletismo em pista para jovens com menos de 16 anos (nascidos em 2003 ou antes) em representação de regiões, grupo etário que em poucos anos irá fornecer atletas para as seleções nacionais de sub-18 e sub-20.

As provas de marcha feminina e masculina foram disputadas em dias separados, ambas na distância de 3.000 metros.

Nos femininos, dia 6, ao final da tarde, a prova contou com 18 participantes, saindo vitoriosa Valeriya Sholomitska, de Volinska, 14.33,89. As posições imediatamente a seguir foram igualmente ocupada por atletas de Volinska, Yuliya Petryk, com 15.21,66, e Oksana Lukianovych, de apenas 11 anos de idade, com 15.55,80.

Nos masculinos, a primeira prova na manhã do dia 7, 14 atletas alinharam à partida. À chegada, nas três primeiras posições, todos abaixo dos 15 minutos, entraram Mykola Rushchak, de Sumska, com 14.29,11, Stanislav Bohatyryov, de Kievska, com 14.30,39, e Valeriy Sych, de Charkivska, com 14.56,38.

Colaboração: Kristina Saltanovic

Classificações
3.000 m femininos (6/6)
1.ª, Valeriya Sholomitska, 2004 (Volinska), 14.33,89
2.ª, Yuliya Petryk, 2004 (Volinska), 15.21,66
3.ª, Oksana Lukianovych, 2007 (Volinska), 15.55,80
4.ª, Oleksandra Frankiv, 2004 (Ternopilska), 16.17,72
5.ª, Viktoriia Pavlukh, 2005 (Lvivska), 16.18,56
6.ª, Darya Holomozova, 2004 (Kiev), 16.26,14
7.ª, Solomiia Tarnavska, 2004 (Lvivska), 16.58,68
8.ª, Marharyta-Liliya Olkhovyk, 2003 (Sumska), 17.01,94
9.ª, Veronika Melnychuk, 2006 (Shitomirska), 17.03,39
10.ª, Vladyslava Kolesnykova, 2003 (Shitomirska), 17.03,59
11.ª, Anhelina Kravchuk, 2005 (Shitomirska), 17.03,80
12.ª, Viktoriia Bei, 2004 (Chersonska), 17.24,16
13.ª, Lyuba Hubanova, 2005 (Ternopilska), 17.39,85
14.ª, Anastasiia Ptashynska, 2004 (Chersonska), 17.58,46
15.ª, Iryna Slobodeniuk, 2003 (Chmelnicka), 18.00,17
16.ª, Anita Shevchuk, 2003 (Zhitomirska), 19.13,08
17.ª, Karyna Shapoval, 2003 (Zhitomirska), 19.43,03
Desistente: Daryna Chala, 2003 (Charkivska).

3.000 m masculinos (7/6)
1.º, Mykola Rushchak, 2003 (Sumska), 14.29,11
2.º, Stanislav Bohatyryov, 2003 (Kievska), 14.30,39
3.º, Valeriy Sych, 2004 (Charkivska), 14.56,38
4.º, Eduard Kravchenko, 2004 (Sumska), 15.17,80
5.º, Іван Kupach, 2004 (Sumska), 15.37,18
6.º, Eduard Lonskyy, 2004 (Shitomirska), 15.54,37
7.º, Roman Horbachov, 2006 (Chmelnicka), 16.03,18
8.º, Vladyslav Semenov, 2004 (Sumska), 16.10,28
9.º, Олексій Kovalchuk, 2003 (Chersonska), 16.22,68
10.º, Illya Hodun, 2003 (Zhitomirska), 16.40,42
11.º, Yuriy Matsko, 2004 (Volinska), 17.00,03
12.º, Kyrylo Horkusha, 2004 (Zhitomirska), 17.10,83
13.º, Viktor Futorianskyi, 2003 (Chersonska), 18.59,03
Desclassificado: Dmytro Kulchytskyi, 2007 (Kievska).

sábado, 16 de junho de 2018

Cheboksary (Rússia): serão válidas as marcas nas listagens da IAAF?

Yelena Lashmanova regista 1.23.30 nos 20 km em Cheboksary.
Fotos: Mikhail Sokolovskiy. Montagem: O Marchador

Nenhuma dúvida se coloca quanto à valia cronométrica dos registos que vêm sendo obtidos em território russo, em particular os conseguidos nos campeonatos de marcha em Cheboksary no passado dia 9 de Junho, entre os quais, 1.23.39 para Elena Lashmanova (20 km), a melhor marca mundial de sempre conseguida por uma mulher, 1.17.25 para Sergey Shirobokov (20 km), 3.42.20 para Sergey Bakulin (50 km). Ou ainda 42.20 para a jovem de 18 anos de idade, Elvira Hasanova (10 km fem.), etc.

Também se conhece o elevado nível técnico e regulamentar dos referidos atletas, pelo que, em princípio, não são questionáveis aspetos de ajuizamento na falta de juízes internacionais nas referidas provas, se bem que este seja um dos requisitos na validação de recordes mundiais.

O desempenho organizativo também é do melhor que há, exemplos disso são os importantes eventos realizados com sucesso no país.

E as marcas figurarão certamente nas listagens estatísticas nacionais e recordes da Rússia.

Contudo, com a Federação Russa de Atletismo suspensa pela IAAF na sequência do escândalo de dopagem que abalou a modalidade e que incluíram penalizações a vários marchadores medalhados em importantes eventos internacionais, e até, muito recentemente, os 5 marchadores, então «neutros», de entre eles, Shirobokov, impedidos de participar no Campeonato do Mundo de Seleções de Marcha (Taicang), pergunta-se:

Serão válidas para as listagens anuais da IAAF as marcas obtidas em Cheboksary, ou em qualquer outro local da Rússia?

Pela leitura das listagens publicadas no «site» daquele organismo, parece que sim!

Entretanto, aqui ficam os melhores dos campeonatos em Cheboksary (9/6):

20 km femininos
1.ª, Yelena Lashmanova, 1.23.39
2.ª, Sofia Borodatskaya, 1.27.42
3.ª, Reyhan Kagramanova, sub-23, 1.29.50
19 participantes

20 km masculinos
1.º, Sergey Shirobokov, sub-23, 1.17.25
2.º, Roman Yevstifeev, 1.20.55
3.º, Cyril Frolov, 1.21.28
23 participantes

50 km femininos
1.ª, Claudia Afanasyeva, sub-23, 4.14.46
2.ª, Alexandra Bushkova, 4.22.36
3.ª, Olga Shargina, 4.27.13
8 participantes

50 km masculinos
1.º, Sergey Bakulin, 3.42.20
2.º, Dementii Cheparev, 3.54.20
3.º, Alexei Terentyev, 3.59.14
4.º, Alexei Kudashkin, sub-23, 4.09.12.
11 participantes

Vencedores nos escalões mais jovens:
Sub-18
5 km fem., Elena Ryabova, 22.20 (30 partic.) e 10 km masc., Sergei Kozhevnikov, 42.27 (20 partic.);
Sub-20
10 km fem. e masc., Elvira Hasanova, 42.20 (8 partic.) e Salavat Ilkaev 40.58 (22 partic.).

Clubes disputam este fim-de-semana vagas nas I e II e III Divisões

Montagem: O Marchador

A fase de apuramento do Campeonato Nacional de Clubes, em pista ao ar livre, terá lugar em Guimarães – Pista de Atletismo Gémeos Castro (17 equipas masculinas e 12 femininas), Abrantes – Estádio Municipal (16/14), Setúbal – Pista de Atletismo (14/8), Faro – Pista de Atletismo (6/5) e Ribeira Brava – Pista de Atletismo (4/4), com a participação total de 100 equipas (menos 13 clubes do que os inscritos em 2017), sendo que 57 são masculinos e 43 femininos.

A pontuação global a apurar, obtida pelos clubes nas cinco zonas, determinará o acesso à I Divisão (os 7 primeiros clubes classificados), II Divisão (do 8.º ao 15.º lugar), e III Divisão (do 16.º ao 23.º lugar, todas a realizarem-se nos dias 21 e 22 de julho, em Braga. 

Quanto às provas de marcha, terão lugar às 17:30 horas em Guimarães, Abrantes, Setúbal e Faro (5.000 metros masculinos (pistas 1 a 4) e os 3.000 metros femininos (pistas 5 a 8), enquanto que na Ribeira Brava os marchadores terão o tiro de partida às 18:20 horas, estando definido que em todos os locais onde se realizem fases de apuramento será implementada, em zona equidistantes relativamente às competições masculina e feminina, uma área de penalização (Pit Lane) onde à terceira falta, em vez da habitual desclassificação, o atleta ou a atleta permanecerá um tempo de 30 segundos.

O Sporting Clube de Portugal, no setor feminino, e o Sport Lisboa e Benfica, no setor masculino, estão isentos de participarem nesta fase, dado serem os campeões em título.

Mais informações no «site» da FPA, aqui.

sexta-feira, 15 de junho de 2018

Partanen bate recorde da Finlândia dos 5.000 metros

Aku Partanen, o novo recordista da Finlândia dos 5.000 metros.
Fotos: Yleisurheilu e IG Aku Partanen
Montagem: O Marchador

Decorria o ano de 1995 quando Valentin Kononen fixou em Lapinlahti um novo recorde da Finlândia, com 18.52,24 nos 5.000 metros marcha masculinos em pista ao ar livre.

Agora, a 13 de Junho, 23 anos depois, coube a Veli-Matti «Aku» Partanen, pupilo de Kononen, bater esse recorde nacional por 9 segundos, com 18.43,17, vencendo a prova integrada no Grande Prémio «Motonet» em Espoo, posicionando-se como líder mundial do ano. Partanen melhorou o seu recorde pessoal em 52 segundos (antes, 19.35,09-2015).

Na prova de marcha feminina do evento, sobre 3.000 metros, venceu Hele Haapaniemi, com 13.23,20. O recorde nacional pertence a Sari Essayah desde 1993, com 11.59,60.

Já no próximo domingo (17), também em Espoo, disputar-se-ão os campeonatos nacionais de marcha em estrada, com a principal prova na distância de 30 km.

Classificações
5.000 m masculinos
1.º, Veli-Matti Aku Partanen, 1991 (LappUM), 18.43,17
2.º, Aleksi Ojala, 1992 (UrjU), 20.10,98
3.º, Elmo Koivunen, 1994 (EsboIF), 21.17,06
4.º, Eric Neisse, 1964 (França), 24.20,41

3.000 m femininos
1.ª, Hele Haapaniemi, 1993 (EspTa), 13.23,20
2.ª, Enni Nurmi, 1998 (EspTa), 13.42,69
3.ª, Venla-Nora Nirkkonen (TurWei), 15.50,18

quinta-feira, 14 de junho de 2018

Meeting Internacional de Simnas, Lituânia (resultados)

O pódio absoluto feminino e a frente da prova masculina em Simnas.
Fotos: FB Pabradės sportinio ėjimo klubas e IG karlj_96
Montagem: O Marchador

Sábado, dia 9 de Junho, um dia depois do Festival da Marcha de Alytus, atletas lituanos e estrangeiros alojados na cidade participaram numa prova especial em Simnas incluída nas comemorações e homenagem aos «Irmãos da Floresta», como se chamavam os combatentes contra a ocupação soviética na Segunda Guerra Mundial.

Nessa pequena cidade do distrito de Alytus, desde cedo juntaram-se atletas e visitantes para vários eventos e cerimónias solenes a decorrerem ao longo do dia, tais como estafeta da tocha, corridas, visitas ao cemitério e às campas dos heróis combatentes, etc.

Depois de almoço disputaram-se as provas de marcha para vários escalões etários.

Na principal prova de 5 km masculinos, com a participação de quase todos os atletas internacionais em Alytus, exceto o vencedor, apesar do calor as marcas foram bem interessantes, com os quatro primeiros classificados a conseguirem baixar dos 20 minutos. Vasiliy Mizinov, russo a competir com estatuto «neutro» foi o vencedor com 19.22, com parciais por km de 3.57, 3.54, 3.56, 3.48 e 3.47. Foi seguido do grego Alexandros Papamichail, com 19.31, e do ucraniano Ivan Losev, com 19.36. O primeiro sub-20 foi o italiano Diego Chirivi, com 21.14, e o leader sub-18 foi o lituano Arnoldas Liutinskas, com 23.50.

Nos femininos, também sobre 5 km, mais uma vez triunfou a lituana Brigita Virbalyte, com 21.44 (4.18-4.17-4.23-4.23-4.23), com o segundo lugar para grega Panagiota Tsinopoulou, com 21.59, e o terceiro para outra lituana, Zivile Vaiciukeviciute, com 22.20. A eslovaca Ema Hacundova foi a vencedora sub-20, com 24.37, e a grega Maria Seferiadi a primeira sub-18, com 24.42.

Nas provas de 3 km destinadas a atletas sub-16 e veteranos, nos mais jovens os vencedores foram o eslovaco Patrik Nemcok (13.48) e a lituana Toma Dailidonyte (14.37), enquanto nos mais idosos impunham-se o letão Normunds Ivzans (13.12) e a eslovena Jasna Milenovic (22.34). Nos mais pequenos (sub-14), na distância de 1 km, os melhores foram Liudas Grincevicius (4.53), nos masculinos, e Akvile Orliukaite (4.46), nos femininos.

Após as provas, as atividades culimaram com concertos de música tradicional e ainda de uma banda local de rock.

Colaboração: Kristina Saltanovic

Classificação geral
5 km Masculinos/Femininos
1. Vasiliy Mizinov, 1997 (ANA - Neutro), 19.22 - Masc.
2. Alexandros Papamichail, 1988 (GRE - Grécia), 19.31 - Masc.
3. Ivan Losev, 1986 (UKR - Ucrânia), 19.36 - Masc.
4. Karl Junghannß, 1996 (GER - Alemanha), 19.42 - Masc.
5. Dawid Tomala, 1989 (POL - Polónia), 20.02 - Masc.
6. Leonardo Dei Tos, 1992 (ITA - Itália), 20.06 - Masc.
7. Zacharias Tsamoudakis, 1996 (GRE - Grécia), 20.10 - Masc.
8. Alex Wright, 1990 (IRL - Irlanda), 20.26 - Masc.
9. Jakub Jelonek, 1985 (POL - Polónia), 20.59 - Masc.
10. Diego Chirivi, 1999 (ITA - Itália), 21.14 - Masc. sub-20
11. Artur Mastianica, 1992 (LTU - Lituânia/PSĖK), 21.16 - Masc.
12. Federico Tontodonati, 1989 (ITA - Itália), 21.18 - Masc.
13. David Tokodi, 1991 (HUN - Hungria), 21.34 - Masc.
14. Ioannis Vaitsis, 1995 (GRE - Grécia), 21.37 - Masc.
15. Brigita Virbalytė-Dimšienė, 1985 (LTU - Lituânia/COSMA), 21.44 - Fem.
16. David Kenny, 1999 (IRL - Irlanda), 21.56 - Masc. sub-20
17. Panagiota Tsinopoulou, 1990 (GRE - Grécia), 21.59 - Fem.
18. Živilė Vaiciukevičiūtė, 1996 (LTU - Lituânia/PSĖK), 22.20 - Fem.
19. Joe Mooney, 1998 (IRL - Irlanda), 23.01 - Masc.
20. Dušica Topič, 1982 (SRB - Sérvia), 23.12 - Fem.
21. Ruslan Sergatšjov, 2000 (EST - Estónia), 23.19 - Masc. sub-20
22. Remo Karlstrom, 1988 (SWE - Suécia), 23.21 - Masc.
23. Arnoldas Liutinskis, 2001 (LTU - Lituânia/SK Interwalk), 23.50 - Masc. sub-18
24. Kate Veale, 2001 (IRL - Irlanda), 23.55 - Fem.
25. Ema Hačundova, 1999 (SVK - Eslováquia), 24.37 - Fem. sub-20
26. Otto Junghannß, 2000 (GER - Alemanha), 24.42 - Masc. sub-20
26. Maria Seferiadi, 2001 (GRE - Grécia), 24.42 - Fem. sub-18
28. Jekaterina Mirotvortseva, 2002 (EST - Estónia), 24.48 - Fem. sub-18
29. Deividas Balevičius, 1999 (LTU - Lituânia/PSĖK), 24.57 - Masc. sub-20
30. Athanasia Vaitsi, 1998 (GRE - Grécia), 25.08 - Fem.
31. Domantas Gruzdys, 2001 (LTU - Lituânia/PSĖK), 25.31 - Masc. sub-18
32. Adrija Meškauskaitė, 2001 (LTU - Lituânia/PSĖK), 25.55 - Fem. sub-18
33. Efstathia Kourkoutsaki, 1998 (GRE - Grécia), 25.59 - Fem.
34. Sergei Sannikov, 2002 (EST - Estónia), 26.09 - Masc. sub-18
35. Mantas Junčys, 2002 (LTU - Lituânia/Vaivorykštė), 26.49 - Masc. sub-18
36. Zoe Korkou, 1996 (GRE - Grécia), 26.56 - Fem.
37. Justinas Galčius, 2002 (LTU - Lituânia/Druskininkų ĖK), 27.15 - Masc. sub-18
38. Eva Čanadi, 2000 (SLO - Eslovénia), 27.42 - Fem. sub-20
39. Niamh O'connor, 2000 (IRL - Irlanda), 28.22 - Fem. sub-20
39. Rachel Glennon, 1998 (IRL - Irlanda), 28.22 - Fem.
41. Reda Berteškaitė, 2000 (LTU - Lituânia/Druskininkų ĖK), 29.46 - Fem. sub-20
42. Urtė Gudzikaitė, 2002 (LTU - Lituânia/SK Interwalk), 30.02 - Fem. sub-18
43. Agnė Barkutė, 2001 (LTU - Lituânia/Nike), 30.30 - Fem. sub-18
44. Lucia Ruskova, 2001 (SVK - Eslováquia), 30.42 - Fem. sub-18
45. Miglė Damynaitė, 2002 (LTU - Lituânia/Einius), 31.42 - Fem. sub-18
46. Kaja Rupar, 2001 (SLO - Eslovénia), 33.47 - Fem. sub-18
Desistentes: Soma Kovács, 1997 (HUN - Hungria) - Masc. e Jonathan Hilbert, 1995 (GER - Alemanha) - Masc.
Desclassificados: Tadas Šuškevičius, 1985 (LTU - Lituânia) - Masc. e Konstantinos Stamelos, 1989 (GRE - Grécia) - Masc.