sábado, 15 de junho de 2024

VIRTUS - Campeonatos da Europa de Atletismo - Uppsala 2024 (resultados)

Os campeões da Europa Virtus na marcha atlética, Radena Angelova (II2), Virginie Dreux
e Martin Jansson (II1), e fase da prova de 5.000 metros. Imagens: Friidrotts Kanalen
e Svensk Friidrott. Montagem: O Marchador

Os Campeonatos da Europa de Atletismo VIRTUS (atletas portadores de deficiência intelectual) que hoje terminam em Uppsala (13 a 15/6), cidade no centro-leste da Suécia, tiveram as provas de marcha realizadas ontem, sexta-feira, nas distâncias de 5.000 metros para a categoria II1 e de 1.500 metros para a categoria II2.

Sagraram-se campeões da Europa, na categoria II1 (5.000 metros), o sueco Martin Jansson, com 28:50.32, e a francesa Virginie Dreux, com 29:25.62, e na categoria II1 (1.500 metros), a búlgara Radena Angelova, com 13:20.87.

Afonso Roll, o único representante português na disciplina da marcha atlética, foi segundo classificado, com 29:55.03.

Classificações
5.000 m masculinos II1
1.º, Martin Jansson, 1991 (SWE - Suécia), 28:50.32
2.º, Alfonso Roll, 1992 (POR - Portual), 29:55.03
3.º, Alexander Lillieström, 1999 (SWE - Suécia), 32:12.46

5.000 m femininos II1
1.ª, Virginie Dreux, 1988 (FRA - França), 29:25.62
2.ª, Sara Nyström, 1996 (SWE - Suécia), 35:04.76
3.ª, Edanur Akin, 2002 (TUR - Turquia), 42:02.45

1.500 m femininos II2
1.ª, Radena Angelova, 1999 (BUL - Bulgária), 13:20.87

sexta-feira, 14 de junho de 2024

Veteranos têm em Vila Real de Santo António os seus Campeonatos Nacionais de Pista, este fim de semana

Imagens: ANAV e KreedOn. Montagem: O Marchador

A recém-requalificada pista de atletismo do Complexo Desportivo de Vila Real de Santo António será palco este fim de semana (15 e 16/6) do Campeonato Nacional de Veteranos (pista ao ar livre) da ANAV - Associação Nacional de Atletismo Veterano, um evento destinado a atletas masculinos e femininos com 35 ou mais anos (escalões etários por cada 5 anos).

Num extenso programa, as provas de marcha sobre 3.000 metros estão agendadas para a jornada de sábado ao final da tarde, com partidas de todos os escalões (a não existir alteração) às 18h45, os femininos, e às 19h15, masculinos.

Para a marcha atlética estão inscritos 23 atletas masculinos e 27 femininos, em representação de 20 clubes, a saber:

Masculinos
Escalão etário/Nome/ano nasc./clube
M35: David Sanchez, 1984 (CAM-VC);
M35: Flávio Ramalho, 1984 (EAMT);
M40: Ricardo Vendeira, 1981 (ACRSD);
M40: Vítor Hugo Candeias, 1983 (EAMT);
M45: Carlos Gregório, 1978 (EAMT);
M45: Jorge Coelho, 1977 (EAMT);
M45: Luís Gil, 1975 (GDE);
M50: Augusto Cardoso, 1970 (ACRSD);
M50: Daniel Cabrita, 1973 (CATUNES);
M50: Jaime Santos, 1972 (GRECAS);
M50: João Carlos Almeida, 1970 (AABV);
M50: Rui Avelans Coelho, 1972 (CFB);
M55: Henrique Lavos, 1966 (EAMT);
M55: José Ramalho, 1967 (ELCT);
M55: Luis Neiva, 1967 (CFB);
M55: Pedro Martins, 1968 (ACRSD);
M60: João Rodrigues, 1959 (CATUNES);
M65: Gonçalo Rebelo, 1958 (GDSD);
M65: Joaquim Leitão, 1956 (GDSD);
M65: José Oliveira, 1957 (CPRAB);
M65: José Piçarra, 1956 (UAP);
M70: Augusto Ramôa, 1952 (UAP);
M80: Auspício Fernandes, 1942 (CFOD).

Femininos
Escalão etário/Nome/ano nasc./clube
W35: Telma Ramalho, 1985 (EAMT);
W40: Andreia Banha, 1980 (EAMT);
W40: Cátia Rodrigues, 1980 (EAMT);
W40: Helena Santareno, 1983 (ANE);
W40: Marisa Pereira, 1980 (CFOD);
W40: Sílvia Moura, 1981 (EAMT);
W45: Ana Costa, 1977 (EAMT);
W45: Ana Nunes, 1974 (EAMT);
W45: Catarina Gonçalves, 1977 (IND);
W45: Elisabete Silva, 1979 (EAMT);
W45: Felicidade Rosa, 1979 (GDSD);
W45: Matilde Morgado, 1976 (GDSD);
W45: Tânia Lima, 1979 (EAMT);
W50: Ana Macedo, 1972 (UAP);
W50: Anabela Moreira, 1970 (COP);
W50: Filipa Morgado, 1973 (EAMT);
W50: Justina Pereira, 1972 (CRDS);
W50: Natália Santos, 1970 (SSTSJM);
W55: Clara Ferreira, 1966 (EAMT);
W55: Maria Martins, 1967 (CATUNES);
W55: Paula Maurício, 1965 (GDSD);
W60: Helena Rodrigues, 1960 (CATUNES);
W60: Teresa Mendes, 1964 (CLUVE);
W65: Céu Leitão, 1956 (GDSD);
W65: Filomena Moura, 1957 (GM1DQ);
65: Maria Henriques, 1958 (EAMT);
W70: Maria Mendes, 1951 (CAG).

quinta-feira, 13 de junho de 2024

Quénia apresenta-se na Estafeta Mista de Marcha de Dublin com 2 equipas

Samuel Gathimba nos mundiais de Budapeste-2023. Foto: FILE/The STAR

Promete ser realmente muito interessante e emotivo o evento que terá lugar no próximo dia 22 de junho na capital irlandesa com a realização da prova de Estafeta Mista de Marcha, última janela de oportunidade para a definição final das três seleções nacionais que irão aos Jogos Olímpicos de Paris e que se juntarão às 22 já qualificadas no Mundial de Seleções, que teve lugar a 21 de abril, em Antália, na Turquia.

A prova terá lugar na mítica pista de atletismo do Morton Stadium Santry, a mais importante instalação da modalidade no país, uma ideia original de Billy Morton, grande personalidade do atletismo irlandês, que foi oftalmologista de profissão, conquistando o título irlandês da maratona em 1936, vendo nascer a sua obra em 1958.

E neste sentido, a Federação de Atletismo do Quénia levará a Dublin duas seleções, orientadas tecnicamente pelo veterano treinador George Kariuki, a primeira, composta por Samuel Gathimba, medalhado de prata nos Jogos Africanos, e por Emily Ngii, campeã dos Jogos Africanos, e a segunda a incluir Dominic Ndigiti, que foi campeã africano nos Sub-20, em 2019, e Sylvia Kemboi, medalha de bronze nos Campeonatos de África.

Neste momento, na disciplina, o Quénia dispõe apenas de um atleta já qualificado diretamente para os Jogos de Paris - Samuel Gathimba, que nos Mundiais de Budapeste alcançou os mínimos na prova dos 20 km marcha com o tempo de 1:18:34. Do lado feminino, a sua mais conceituada atleta, Ngii, viu os seus intentos gorados aquando dos Jogos Africanos devido a problemas na contagem de voltas.

A seleção de marcha atlética do Quénia seria uma das seleções que ambicionavam o apuramento direto nos Mundiais de Seleções de Antália, mas um problema de vistos obrigou a que, já em Istambul, tivessem de retornar ao país.

De referir que no presente momento as seleções selecionáveis para Paris 2024 são as do Equador, na 23ª posição (2:56:49), do Peru (3:01:14), diríamos que praticamente apuradas atendendo à valia das marcas registadas, e a de Portugal (3:08:44), havendo a referir que a República Checa (3:08:52 – 26ª) e os EUA (3:08:57 – 27ª) estão muito próximas da seleção lusa, prevendo-se, para já, que em Dublin compitam, além da Rep. Checa e dos EUA, também a Irlanda, Hong Kong, Grécia, Finlândia e Cazaquistão.

quarta-feira, 12 de junho de 2024

Campeonatos Nacionais de Atletismo do Cazaquistão - Almaty 2024 (resultados)

Em Almaty, os campeões nacionais de 20.000 m marcha, Yasmina Toxanbayeva (dorsal 45)
e Vitaliy Terekhin, e o pódio feminino. Fotos: fb Maya Sozonova. Montagem: O Marchador

Yasmina Toxanbayeva, de 19 anos de idade, foi a atleta em maior evidência nos 20.000 metros marcha realizados ontem em Almaty na pista do Estádio Central, prova que abriu os Campeonatos Nacionais de Atletismo do Cazaquistão (11 a 13 de junho).

Toxanbayeva, que representa Almaty, obteve 1:36:52.46, marca que representa um novo recorde nacional da categoria sub-23 em pista, ela que detém 1:33:54 como recorde pessoal em estrada (Dudince 2024).

O pódio da prova feminina (5 participantes) ficou completo com Galina Yakusheva, de Vko, que registou 1:41:58.29, e Elmira Kalimullina, de Almaty, com 1:52:19.87 na sua primeira experiência na distância.

Na prova masculina (2 participantes) sobre igual distância, o título foi conquistado por Vitaliy Terekhin, de Almaty, com 1:41:58.28.

Colaboração: Maya Sozonova e Kristina Saltanovic.

Classificações
20.000 m femininos
1.ª, Yasmina Toxanbayeva, 2004 (ALM), 1:36:52.46
2.ª, Galina Yakusheva, 1998 (VKO), 1:41:58.29
3.ª, Elmira Kalimullina, 2004 (ALM), 1:52:19.87
4.ª, Inkar Ganikyzy, 2006 (ALO), 2.10.47.72
Desistente: Ayman Ratova, 1991 (ZHTS).

20.000 m masculinos
1.º, Vitaliy Terekhin, 1996 (ALM), 1:41:58.28
Desistente: Darkhan Assetkhanuly, 2004 (SHMK).

terça-feira, 11 de junho de 2024

Campeonatos Nacionais de Marcha dos Países Baixos - Tilburg 2024 (resultados)

Em Tilburg, Munita Prajapati (dorsal 9) e Manju Rani (8), Karl Junghannß (6), André van
Slooten, o pódio feminino com Jacqueline van Drongelen, Anne van Andel e Loes van
Bremen, e a equipa de juízes de marcha. Fotos: Emmanuel Tardi.
Montagem: O Marchador

No domingo (9/6), em Tilburg, cidade no sul dos Países Baixos, disputaram-se os Campeonatos Nacionais de Marcha em estrada (abertos) nas distâncias de 20 km para masculinos e 10 km femininos.

Nos 20 km, o alemão Karl Junghannß, do LC TT Thüringen, depois de um início rápido (20:30 aos 5 km), viria a abrandar e concluir a distância, com 1:27:08. O título nacional ficou na posse de André van Slooten, do RWV, com 1:46:56, que teve como companheiros de pódio, Edwin van Wijngaarden (DAK, 1:47:26) e Remco de Bruin (RWV, 1:52:50). Referência para a presença feminina através das representantes da Índia, Munita Prajapati, com 1:34:45, e Manju Rani, depois de cumprir uma paragem na zona de penalização, com 1:39:59.

Nos 10 km femininos, mais uma vitória e consequentemente o título nacional, para Anne van Andel (DAK), que completou a distância em 55:53. Nos lugares do pódio entraram Jacqueline van Drongelen (DAK, 1:03:04) e Loes van Bremen (RWV, 1:07:56).

De entre outras provas do programa, registe-se os vencedores dos 5 km, os húngaros Dávid Tokodi (21:51) e Annett Torma (26:02).

O evento, que contou para o «World Athletics Ranking», teve como juízes de marcha, da WA Gold, Hans Van der Knaap (WA Gold), da WA Silver, Marcel Van Gemert Emmanuel Tardi e Alexia Bodin, e ainda os nacionais Henri Hamacher, Cees Versteeg e Truus Van Wijnen (Juiz-Chefe).

Os resultados completos estão disponíveis aqui.

Colaboração: Emmanuel Tardi

segunda-feira, 10 de junho de 2024

Thaliane Miranda e Klaubert Franca sagram-se campeões Sub-20 do Brasil

O alinhamento para as partidas das provas de marcha e os campeões sub-20,
Klaubert Franca e Thaliane Miranda. Imagens: YouTube Tv Atletismo Brasil
Montagem: O Marchador

Disputados no passado fim de semana (7 a 9 de junho), teve lugar em Niterói, cidade do estado do Rio de Janeiro, acolheu a 15.ª edição dos Campeonatos Brasileiros Sub-20 de Atletismo (pista), uma organização da Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt) com o patrocínio da Prefeitura de Niterói e em colaboração com a Universidade Federal Fluminense, uma oportunidade para obtenção de mínimos para os Mundiais da categoria, em Lima, no Peru, e que apurou diretamente para o Sul-americano de Lima, capital do Peru, o campeão de cada disciplina.

Na tarde do dia 7 decorreu a prova feminina dos 10.000 metros marcha com a vitória de Thaliane Janaina Miranda (PM Colombo), que completou as vinte e cinco voltas à pista no tempo de 54:51.99, seguida de Maria Luiza Rabelo (Curitiba SMELJ), com 58:09.70, e de Vitoria Silva Araujo (ASPA), com 58:40.89. Participaram 13 atletas, havendo a registar uma desclassificação.

Na manhã do dia 9 (domingo) pela manhã, disputou-se a prova masculina dos 10.000 metros marcha, com o triunfo a sorrir a Klaubert Emanoel Ferreira de Franca (CASO), com o tempo de 44:18.85. Na segunda posição, classificou-se João Paulo Nobre de Oliveira (AMDM), com 44:39.10, e na terceira posição, Santiago Davide Gonzalez Urbina (CASO), com 46:30.11. Participaram 14 atletas, havendo a assinalar duas desclassificações e uma desistência.

Ambos os campeões representaram a 21 de abril do corrente ano a seleção brasileira nos Campeonatos Mundiais de Seleções de Marcha, que tiveram lugar na cidade turca de Antália, a Thaliane contando com o apoio da Prefeitura de Colombo, nomeadamente, no acompanhamento técnico e no suporte à sua preparação e na deslocação a competições, o Klaubert acostumado a acompanhar a vida desportiva de grandes campeões, como é o caso de Caio Bonfim, no Sobradinho, com a extrema dedicação dos seus técnicos, João Evangelista de Sena Bonfim e de sua esposa, Gianetti Sena.

O Praia Clube – Exército - Futel (Minas Gerais), foi o campeão brasileiro Sub-20 de 2024 (classificação global), com 260 pontos com o pódio a ser preenchido, na segunda posição, com o IPEC Londrina FEL (238,5 pontos) e na terceira posição, com a A. D. Centro Olímpico (196 pontos).

Wlamir Motta Campos, presidente da Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt), mostrou-se muito satisfeito com a organização do evento elogiando o bom acolhimento da cidade de Niterói e da Universidade Federal Fluminense e a prestação global dos participantes num ano de importantes eventos para este escalão etário.

Fonte: Site da CBAt

Classificações
10.000 m femininos
1.ª, Thaliane Janaina Miranda da Cruz, 2005 (PR - P M Colombo), 54.51.99
2.ª, Maria Luiza Rabelo Jaime, 2006 (PR - Curitiba SMELJ), 58.09.73
3.ª, Vitoria Silva Araujo, 2007 (PB - ASPA), 58.40.89
4.ª, Marina Marques Ferreira, 2006 (DF - CASO), 59.16.38
5.ª, Ana Julya Hilario da Silva, 2006 (PR - IPEC Londrina FEL), 1.01.09.09
6.ª, Raissa Estefani Fernandes dos Santos, 2008 (MG - USIPA), 1.02.05.10
7.ª, Julia Silveira Duarte, 2006 (SC - Corville), 1.03.18.56
8.ª, Fernanda Cidrin da Silva Santos, 2005 (PE - SPORT CLUB DO RECIFE), 1.04.40.64
9.ª, Barbara Lopes Barreto, 2006 (SP - IEMA), 1.04.57.47
10.ª, Beatriz Bernardo Lopes, 2007 (DF - CASO), 1.05.02.57
11.ª, Mariana Dias Santos, 2008 (MG - Praia Clube - Exercito - Futel), 1.06.29.53
12.ª, Thabata Santiago Santos Nascimento, 2006 (MG - USIPA), 1.07.39.03
Desclassificada: Kyara Menezes Nascimento, 2008 (MG - USIPA).

10.000 m masculinos
1.º, Klaubert Emanoel Ferreira de Franca, 2005 (DF - CASO), 44.18.85
2.º, Joao Paulo Nobre De Oliveira, 2005 (CE - AMDM), 44.39.10
3.º, Santiago David Gonzalez Urbina, 2005 (DF - CASO), 46.30.11
4.º, Yan Kerne Dias Tamanini, 2005 (ES - Estação Conhecimento Serra), 50:06.45
5.º, Joao Henrique Bertoldi, 2006 (SC - AADA), 50.48.39
6.º, Vinicius da Silva Dias, 2007 (MS - A.P.E.V/Ponta Porã-MS), 53.42.69
7.º, Samuel Vinicius Lima Costa, 2008 (DF - ASCAPI), 54.05.01
8.º, Renato Souza de Almeida, 2008 (PR - FECAM/ASSERCAM), 54.09.53
9.º, Gustavo Leone Pinheiro Silva, 2005 (PR - Curitiba SMELJ), 55.26.06
10.º, Yuri Kerlon Duarte de Jesus, 2007 (MG - USIPA), 58.54.71
11.º, Vinicius Rodrigo Silva, 2006 (MG - USIPA), 59.15.96
Desistente: Davi Gabriel Bastos da Silva, 2008 (ES - Estação Conhecimento Serra).
Desclassificados: Bryan Natan da Silva Goncalves, 2008 (SP - Artevidas Tupã) e Nata Maciel da Silva Matias, 2008 (SP - Artevidas Tupã).

domingo, 9 de junho de 2024

2001, lição para o futuro

Marchadores campeões nacionais e que representaram Portugal no ano de 2001.
Imagens: arquivo «O Marchador», Revista Atletismo e Jorge Costa.
Montagem: O Marchador

A segunda metade da década de 90 do século XX e o início do século XXI conheceram alterações na formulação da regra da marcha atlética (Regra 230). Primeiro, na sequência da aprovação da proposta do Grupo de Trabalho para a Marcha Atlética, criado em 1993 pela então chamada Federação Internacional de Atletismo, de que resultou a mudança da definição dos conceitos de suspensão e de flexão, além de outras questões relacionadas com o ajuizamento. O grupo de trabalho desenvolveu actividade em 1994 e primeira metade de 1995 e as alterações que propôs foram aprovadas ainda em 1995, para entrarem em vigor a 1 de Janeiro de 1996. Depois, com a adopção provisória da norma que, em certas competições, permitia ao juiz-chefe desclassificar qualquer atleta que estivesse em flagrante violação das regras da marcha, independentemente da quantidade de notas de desclassificação que contra ele até aí tivessem sido emitidas. Essa norma ficou conhecida pela designação informal «regra de emergência» e foi adoptada na reunião do Conselho da Federação Internacional de Atletismo realizada em Lisboa de 11 a 13 de Março de 2001 e mais tarde confirmada no Congresso de Edmonton.

Foi com base nesta última regra que Susana Feitor foi desclassificada em Dudince, na Eslováquia, a 19 de Maio, durante a IV Taça da Europa de Marcha, quando, a cerca de 400 metros da meta, seguia isolada no comando da prova de 20 km femininos. Tratava-se da primeira desclassificação ao abrigo da «regra de emergência» de qualquer atleta sénior em competições internacionais (horas antes, na jornada da manhã, também o júnior romeno Mugurel Crăciun tinha sido desclassificado pelo mesmo procedimento, na prova de 10 km do respectivo escalão). A «regra de emergência» tinha sido posta em prática nesta Taça da Europa organizada pela Associação Europeia de Atletismo a título experimental e a pedido da FIAA.

Além de ter sido muito controversa e de ter constituído um primeiro momento de infelicidade para a atleta em 2001, a desclassificação de Susana representou um revés importante nas pretensões individuais da marchadora portuguesa e da selecção nacional naquela Taça da Europa de Marcha. Inês Henriques acabou por ser a melhor portuguesa nos 20 km femininos, ao ser 25.ª (1.36.08), dois lugares adiante de Isilda Gonçalves (1.36.54), enquanto Sofia Avoila, na 32.ª posição (1.37.58), fechava a equipa, que ficava classificada no sétimo lugar colectivo. Nos 20 km masculinos, a participação de João Vieira (15.º, 1.22.52) e de Augusto Cardoso (19.º, 1.24.22) foi insuficiente para classificar a equipa colectivamente. Nos 50 km, Portugal foi sexto, graças ao 17.º lugar de Pedro Martins (3.56.25), ao 23.º de Jorge Costa (4.04.54), ao 30.º de Luís Gil (4.15.55) e ao 34.º de Virgílio Soares (4.22.08). Por fim, nas provas de 10 km para juniores, presença portuguesa apenas no sector feminino, onde o 17.º lugar de Carla Monteiro (49.22) e o 20.º de Raquel Carvalho (50.12) valeram a Portugal o sétimo lugar colectivo.

Mas se Dudince foi palco de uma das maiores frustrações de Susana Feitor no ano de 2001 e em todo o percurso desportivo internacional da atleta de Rio Maior, Edmonton viria a ser, em Agosto desse ano, o local de outro momento negativo para a marchadora portuguesa. Com uma agravante: os mundiais de atletismo disputados nessa cidade do Canadá foram negativos em termos globais para quase toda a marcha portuguesa, com apenas dois atletas a escaparem a uma inusitada vaga de desclassificações entre os portugueses: Sofia Avoila, 21.ª nos 20 km femininos (1.39.10), e Jorge Costa, 25.º nos 50 km (4.07.48). De resto, quatro desclassificações: de João Vieira nos 20 km masculinos, de Susana e Inês Henriques nos 20 km femininos e de Pedro Martins nos 50 km.

A história da participação da marcha portuguesa nas grandes competições internacionais de atletismo nunca antes tinha tido salto tão negativo, com a desclassificação de dois terços do contingente presente em Edmonton (quatro atletas em seis). Tratando-se de um problema de competências técnico-regulamentares, entendeu o treinador nacional de marcha, Luís Dias assumir a responsabilidade pelo sucedido e, ainda em Edmonton, apresentar a demissão do cargo. Em carta entregue ao director técnico nacional, Jorge Vieira, em 12 de Agosto, data da última jornada dos campeonatos e no dia a seguir à disputa da última prova de marcha do programa dos mundiais, Luís Dias classificava a decisão como «consciente e ponderada» e fundamentava-a na prestação «deveras negativa» da marcha portuguesa e no dever de respeito pela Federação Portuguesa de Atletismo (FPA) e pela marcha atlética.

Meses mais tarde, o presidente da FPA, Fernando Mota, convidou Luís Dias para uma reunião em que reflectiram sobre o futuro da marcha, tendo sido abordados aspectos como a formação de treinadores, o reforço da formação de juízes de marcha, a criação de um centro de apoio técnico da marcha, com colaboradores por áreas distritais ou de zona, a reactivação da Comissão Nacional de Marcha e a celeridade na resposta às propostas do treinador nacional de marcha. Na sequência dessa reunião e tendo havido manifestação de apoio do presidente da FPA aos pontos de vista do ex-treinador nacional de marcha, Luís Dias aceitou voltar a assumir o cargo.

Nessa nova fase de trabalho, uma circunstância viria a ser considerada da maior importância na área do treino e da execução técnica: o processo de formação específica de treinadores, que contou com a colaboração do técnico italiano Antonio La Torre, que em 2002 e 2003 assumiu a coordenação de ações técnicas programadas pelo Sector de Marcha da Federação Portuguesa de Atletismo. O contributo de Antonio La Torre marcou uma etapa nova e decisiva no desenvolvimento da marcha atlética em Portugal, reconhecendo-se a excelência das suas intervenções quer no plano teórico quer no prático.

Edmonton tinha sido um alerta e uma lição sobre a importância do trabalho técnico-regulamentar e veio desencadear um processo que acabou por resultar em importante progresso na organização da marcha em Portugal, com trabalho de relevo com treinadores e juízes e consequências muito positivas na competência dos atletas.

Mas se Dudince e Edmonton corresponderam a momentos negros para a marcha atlética portuguesa, desde logo no plano internacional, outros momentos houve que deram brilho a um ano marcado por bons resultados. A começar pela própria Susana Feitor, que, se por um lado, esteve nos dois momentos aziagos, por outro, protagonizou feitos de grande qualidade. Em três meses, de Março a de Junho, a atleta do Clube de Natação de Rio Maior bateu nada menos que quatro recordes nacionais. A 11 de Março, na Taça dos Clubes Campeões Europeus de Marcha (femininos), em Lanciano (Itália) fez nos 10 km 42.39 m (antes, 42.55, Budapeste, 20/8/1998); a 7 de Abril, no Grande Prémio de Rio Maior, averbou nos 20 km 1.27.55 h (antes, 1.28.19, Hildesheim, 9/7/2000); a 9 de Maio, no Meeting de Atletismo de Rio Maior, registou nos 5000 m 20.40,24 m (antes, 20.55,90, Maia, 9/6/1996); por fim, a 10 de Junho, no Meeting do Guadiana, em Vila Real de Santo António, marcou nos 3000 m 12.08,30 m (antes, 12.22,84, no mesmo local, 22/5/1996).

A estes recordes nacionais poderia ter-se juntado ainda o recorde mundial dos 20 mil metros marcha (em pista, portanto), com a marca de 1.29.36,4 h obtida em 21 de Julho no Estádio Universitário de Lisboa, durante os Campeonatos de Portugal de Atletismo. Susana Feitor aproveitava da melhor maneira o regresso de um estágio em altitude na Serra Nevada (Espanha), mas, lamentavelmente, quando a prova nocturna de Lisboa terminou (eram 23h46 quando Susana corou a meta), já não estava presente no local a equipa médica que poderia proceder ao controlo imediato de dopagem, obrigatório para validação de qualquer recorde mundial. A atleta ainda se dirigiu no dia seguinte ao Centro de Medicina Desportiva para fazer o teste de controlo, mas de nada serviu: o recorde nunca foi de facto homologado, nunca surgiu na lista de recordes da FIAA e o esforço da atleta só não foi totalmente inglório porque, com ou sem reconhecimento do recorde, a marca foi feita e aceite no âmbito nacional.

Para além dos recordes chancelados ou não, haverá ainda a registar a medalha de prata ganha por Susana nos Jogos Mundiais Universitários de Pequim. Ainda a recuperar da desilusão resultante da desclassificação nos mundiais de Edmonton, Susana Feitor classificou-se em segundo lugar nos 10 km marcha femininos, com 43.40 m, sendo vencida apenas pela chinesa Hongmiao Gao, que gastou menos 20 segundos. Por curiosidade, recorde-se que, como a prova foi feita com o equipamento da FPA e na cerimónia protocolar teria de exibir o uniforme da Federação Académica do Desporto Universitário, ainda teve de deslocar-se à Aldeia dos Atletas para se uniformizar a rigor e assim se apresentar no pódio.

Por outro lado, em jornada de chuva e vento, Susana triunfou nos 20 km femininos do XI Grande Prémio de Dublin (Irlanda), a 16 de Junho, com 1.28.06 h, ou seja, a apenas 11 segundos recorde nacional que tinha averbado em Abril, no Grande Prémio de Rio Maior. Na mesma ocasião, competindo nos 20 km masculinos, Augusto Cardoso foi terceiro, com 1.23.48 h, ficando, por isso, a apenas 48 segundos dos mínimos para os mundiais de Edmonton.

Este ano de 2001 foi também o primeiro com «excesso de contingente» entre as melhores portuguesas em «liça» para os mundiais. Podendo Portugal apresentar três atletas em cada prova de marcha, houve cinco atletas com mínimos: Susana Feitor, Inês Henriques, Sofia Avoila e as infaustas Isilda Gonçalves e Vera Santos. Isilda cumpriu o mínimo de 1.36.00 h com a marca de 1.35.06 h no Grande Prémio de Setúbal, a 24 de Junho, e Vera fez o mesmo em Amesterdão a 15 de Julho, nos europeus de sub-23, com 1.35.51 h. Os três lugares para o Canadá ficaram para Susana, Sofia e Inês.

Acrescente-se que o resultado que permitiu a Inês Henriques obter os mínimos para Edmonton (1.34.49, a 15 de Julho, nos Campeonatos da Europa de Atletismo Sub-23, em Amesterdão, Países Baixos) constituiu recorde nacional sub-23.

Entre os mais jovens, Raquel Carvalho e Carla Monteiro representaram Portugal nos Campeonatos da Europa de Juniores, em Grosseto (Itália), onde, na jornada de 19 de Julho, foram respectivamente 10.ª, com 50.15,84 m, e 12.ª, com 51.11,80 m nos 10 mil metros marcha femininos, prova em que o pódio foi preenchido por três atletas que haveriam de tornar-se expoentes mundiais da especialidades: a russa Tatiana Kozlova (46.22,67), a grega Athanassia Tsoumeleka (46.29,20) e a espanhola Beatriz Pascual (46.49,81). Não houve representação nacional na prova masculina, mas o ano desportivo conheceu um dominador entre os rapazes do escalão dentro de portas: Bruno Reis, do Clube Olímpico Vianense, sagrou-se campeão nacional de estrada (Viseu), de pista coberta (Espinho) e de pista ao ar livre (Braga). Três campeonatos, três títulos conquistados – e nisso se consumou a temporada, sem apresentação internacional.

Nos juvenis (sub-18), os mundiais de Debrecen (Hungria) tiveram a presença de Ana Cabecinha, 10.ª nos 5000 m femininos, com 24.35,72 m, de José Silva, 12.º nos 10.000 m masculinos, com 45.26,95 m, e de Luís Osório, também nos 10.000 m, concluindo num estranho e imprevisto 30.º lugar, com 52.36,23 m, marca que em nada correspondia ao valor do atleta e ficava muito abaixo do recorde pessoal.

Também nos veteranos houve em 2001 resultados importantes a assinalar, com Maria Alice Fernandes e José Magalhães a protagonizarem momentos de sucesso internacional. Só à sua conta, a atleta da Lourocoop conquistou nada menos que quatro medalhas a nível continental e mundial. Primeiro, a 10 de Março, nos europeus de veteranos de pista coberta, em Bordéus (França), onde foi segunda nos 3000 m femininos W45, com 16.06,33m. Depois, a 28 de Abril, nos europeus de veteranos de estrada, em Malta, com o segundo lugar nos 20 km femininos W45, com 2.01.33 h. Por fim, mais duas medalhas, nos mundiais de veteranos de Brisbane (Austrália), onde, a 5 de Julho, alcançou o segundo lugar nos 5000 m marcha femininos W45 (26.34,11) e, no dia 13, foi terceira nos 10.000 m do mesmo escalão, com 55.19,0 m. O marchador do Alfenense, por sua vez, sagrou-se campeão da Europa de veteranos de estrada em Malta, na distância de 30 km, impondo-se com 2.27.09 h.

À parte os desempenhos competitivos, tanto no calendário nacional como no internacional, os marchadores portugueses juntaram-se em duas ocasiões proporcionadas pelas reuniões do Grupo de Trabalho da Selecção Nacional. O primeiro ocorreu na Lousã, de 19 a 21 de Outubro, numa iniciativa com o patrocínio da Câmara Municipal da Lousã e o apoio do Montanha Clube (a que estava associado o atleta Virgílio Soares) e para a qual foram convocados 17 atletas e sete treinadores, juntando-se-lhes um juiz e uma massagista. Do programa do evento destacou-se a acção de informação sobre a regulamentação da marcha, a participação da I Légua da Marcha da Vila da Lousã e a sessão pública de apresentação da Selecção Nacional de Marcha, no Auditório Municipal. A segunda concentração ocorreu em Reguengos de Monsaraz, de 30 de Novembro a 2 de Dezembro, com o patrocínio da Câmara Municipal de Reguengos de Monsaraz e o apoio da Casa de Cultura do Corval e da Associação de Atletismo de Évora. O programa incluiu nova acção de informação sobre o regulamento da marcha atlética destinada a juízes e demais interessados, a assistência do espectáculo «Recriações em Luz Negra», pelo grupo Maurioneta, a que se associou a apresentação pública da selecção nacional de marcha, uma sessão de autógrafos e a participação facultativa na I Légua da Marcha de Reguengos de Monsaraz.

O processo que levou à alteração da Regra 230 pela federação internacional suscitou da parte da Comissão Nacional de Marcha uma tomada de posição que procurou suscitar a reflexão acerca do assunto e a expressão de opinião que sintetizasse as considerações de vasto grupo de agentes da marcha no âmbito mundial. Para o efeito foi produzido um texto, traduzido para várias línguas, que teve o apoio de numerosos atletas, treinadores, dirigentes e juízes de marcha de todos os continentes, apelando a que a FIAA abrisse uma discussão mais alargada sobre a intenção de aprovar a chamada «regra de emergência». O texto criado pelos marchadores portugueses foi produzido tendo por base a discutível e controversa aplicação experimental da norma na Taça da Europa de Dudince.

Em síntese, o documento considerava haver pouco apoio consolidado à proposta da nova regra, que se previa fosse discutida para adopção plena no congresso da FIAA de Agosto, em Edmonton, pelo que defendia a não aprovação da norma e a abertura de espaço para discussão mais serena e alargada, por forma que a redacção final pudesse corresponder a uma fórmula mais feliz e consensual. O texto avançava com a proposta de redução do Painel Internacional de Juízes de Marcha e a melhoria do sistema de comunicação dos juízes em funções. Concluía que, a não se proceder dessa forma, aquilo que em nome do apreço pela marcha atlética pretendia ser a defesa da disciplina poderia transformar-se na descaracterização e no descrédito da marcha, bem assim como na perda de confiança de atletas e público nos juízes, especialmente no juiz-chefe.

Apesar do apoio internacional ao documento, a nova norma foi adoptada pela FIAA sem mais debate, apenas chancelando a aprovação provisória, num procedimento no mínimo questionável quanto à exemplaridade democrática.

Relação das provas mais importantes efetuadas em 2001 (...)

Internacional / Associação Europeia de Atletismo / ...

8 a 11 de Março, III Campeonatos da Europa de Veteranos - Pista Coberta, Bordéus, França. 10/3, 3000 m femininos W45: 1.ª, Natali Saponova (Itália), 15.48,30; 2.ª, Maria Alice Fernandes (Portugal), 16.06,33 (9 participantes).

16 a 18 de Março, I Campeonatos do Mundo INAS-FID em Pista Coberta, Espinho, Portugal. 17/3, 3000 m masculinos: 1.º, José Dias (Portugal), 16.46,18; 2.º, Jacinto Ribeiro (Portugal), 16.46,33; 3.º, Fernando Silva (Portugal), 17.06,34 (6 participantes). 3000 m femininos: 1.ª, Mara Gomes (Portugal), 21.01,16; 2.ª, Catarina Cameiro (Portugal), 21.09,36; 3.ª, Isabel Antunes (Portugal), 24.58,56 (4 participantes).

28 de Abril a 1 de Maio, Campeonatos da Europa de Veteranos - Estrada, Ta' Xbiex/La Vallete, Malta. 28/4, 30 km masculinos M45: 1.º, José Magalhães (Portugal), 2.27.09 (12 participantes). 20 km femininos W45: 1.ª, Natali Saponova (Itália), 1.58.38; 2.ª, Maria Alice Fernandes (Portugal), 2.01.33 (10 participantes).

19 de Maio, IV Taça da Europa de Marcha, Dudince, Eslováquia. 20 km masculinos: 1.º, Viktor Burayev (Rússia), 1.19.30; 2.º, Evgeniy Misyulya (Bielorrússia), 1.19.45; Andreas Erm (Alemanha), 1.19.51 (...) 15.º, João Vieira (Portugal), 1.22.52 (...) 19.º, Augusto Cardoso (Portugal), 1.24.22 (75 participantes). Classificação colectiva: 1.º, Rússia, 13 pontos; 2.º, Espanha, 34; 3.º, Itália, 55 (13 participantes). 50 km masculinos: 1.º, Jesús Ángel García (Espanha), 3.44.26; 2.º, Nikolay Matiukhin (Rússia), 3.45.48; 3.º, Vladimir Potemin (Rússia), 3.46.12 (...) 17.º, Pedro Martins (Portugal), 3.56.25 (...) 23.º, Jorge Costa (Portugal), 4.04.54 (...) 30.º, Luís Gil (Portugal), 4.15.55 (...) 34.º, Virgílio Soares (Portugal), 4.22.08 (40 participantes). Classificação colectiva: 1.º, Rússia, 11 pontos; 2.º, Espanha, 21; 3.º, França, 24 (...) 6.º, Portugal, 70 (8 participantes). 20 km femininos: 1.ª, Olimpiada Ivanova (Rússia), 1.26.48; 2.ª, Natalya Fedoskina (Rússia), 1.26.50; 3.ª, Elisabetta Perrone (Itália), 1.27.09 (...) 25.ª, Inês Henriques (Portugal), 1.36.08 (...) 27.ª, Isilda Gonçalves (Portugal), 1.36.54 (...) 32.ª, Sofia Avoila (Portugal), 1.37.58 (...) Susana Feitor (Portugal), desclassificada, regra de emergência (68 participantes). Classificação colectiva: 1.º, Rússia, 8 pontos; 2.º, Itália, 18; 3.º, Bielorrússia, 35 (...) 7.º, Portugal, 84 (11 participantes). 10 km juniores femininos: 1.ª, Tatyana Kozlova (Rússia), 46.08; 2.ª, Maryna Tikhanava (Bielorrússia), 46.31; 3.ª, Yekaterina Izmaylova (Rússia), 46.42 (...) 17.ª, Carla Monteiro (Portugal), 49.22 (...) 20.ª, Raquel Carvalho (Portugal), 50.12 (41 participantes). Classificação colectiva: 1.º, Rússia, 4 pontos; 2.º, Bielorrússia, 9; 3.º, Grécia, 12 (...) 7.º, Portugal, 37 (13 participantes).

7 a 10 de Julho, Campeonatos do Mundo INAS-FID em Pista, Tunis, Tunísia. 9/7, 5000 m femininos: (...) 4.ª, Catarina Cameiro (Portugal), 35.10,97; 5.ª, Mara Gomes (Portugal), 36.25,67. 10/7, 10.000 m masculinos: (...) 3.º, Jacinto Ribeiro (Portugal), 57.46,27 (...) José Dias (Portugal), desclassificado.

4 a 14 de Julho, Campeonatos do Mundo de Veteranos - Pista, Brisbane, Austrália. 4/7, 5000 m masculinos, M55: 1.º, Andrew Jamieson (Austrália), 22.40,11 (...) 13.º, Luís Nunes Machado (Portugal), 27.47,19 (25 participantes). 5/7, 5000 m femininos, W45: 1.ª, Barbara Nell (África do Sul), 25.16,98; 2.ª, Maria Alice Fernandes (Portugal), 26.34,11 (29 participantes). 13/7, 20 km masculinos, M55: 1.º, Andrew Jamieson (Austrália), 1.40.53 (...) 9.º, Luís Nunes Machado (Portugal), 1.57.43 (24 participantes). 10 km femininos, W45: 1.ª, Barbara Nell (África do Sul), 52.04 (...) 3.ª, Maria Alice Fernandes (Portugal), 55.19 (28 participantes).

12 a 15 de Julho, Campeonatos do Mundo de Atletismo Jovem (sub-18), Debrecen, Hungria. 13/7, 5000 m femininos: 1.ª, Kun Jiang (China), 22.49,21; 2.ª, Ksenia Ishcheykina (Rússia), 22.58,43; 3.ª, Sniazhana Yurchanka (Bielorrússia), 23.28,51 (...) 10.ª, Ana Cabecinha (Portugal), 24.35,72 (17 participantes). 14/7, 10.000 m masculinos: 1.º, Vladimir Kanaykin (Rússia), 42.55,75; 2.º, Mikalai Seredovich (Bielorrússia), 43.44,32; 3.º, Francisco Flores (México), 43.53,13 (...) 12.º, José Silva (Portugal), 45.26,95 (...) 30.º, Luís Osório (Portugal), 52.36,23 (36 participantes).

12 a 15 de Julho, Campeonatos da Europa de Atletismo Sub-23, Amesterdão, Países Baixos. 15/7, 20 km masculinos: 1.º, Juan Manuel Molina (Espanha), 1.23.03; 2.º, Stepan Iudin (Rússia), 1.23.10; 3.º, José Domínguez (Espanha), 1.23.16 (18 participantes). 20 km femininos: 1.ª, Elisa Rigaudo (Itália), 1.29.54; 2.ª, Ryta Turava (Bielorrússia), 1.30.15; 3.ª, Larisa Sofronova (Rússia), 1.32.06 (...) 10.ª, Inês Henriques (Portugal), 1.34.49 (recorde nacional sub-23) (...) 12.ª, Vera Santos (Portugal), 1.35.51 (19 participantes).

18 a 22 de Julho, Campeonatos da Europa de Atletismo de Juniores, Grosseto, Itália. 19/7, 10.000 m femininos: 1.ª, Tatiana Kozlova (Rússia), 46.22,67; 2.ª, Athanassia Tsoumeleka (Grécia), 46.29,20; 3.ª, Beatriz Pascual (Espanha), 46.49,81 (...) 10.ª, Raquel Carvalho (Portugal), 50.15,84 (...) 12.ª, Carla Monteiro (Portugal), 51.11,80 (17 participantes). 21/7, 10.000 m masculinos: 1.º, Eugeni Demkov (Rússia), 43.34,12; 2.º, Sergei Lystov (Rússia), 43.39,46; 3.º, Benjamin Kucinski (Polónia), 43.44,87 (22 participantes).

3 a 12 de Agosto, Campeonatos do Mundo de Atletismo, Edmonton, Canadá. 4/8, 20 km masculinos: 1.º, Roman Rasskazov (Rússia), 1.20.31; 2.º, Ilya Markov (Rússia), 1.20.33; 3.º, Viktor Burayev (Rússia), 1.20.36; (...) João Vieira (Portugal), desclassificado (37 participantes). 9/8, 20 km femininos: 1.ª, Olimpiada Ivanova (Rússia), 1.27.48; 2.ª, Valentina Tsybulskaya (Bielorrússia), 1.28.49; 3.ª, Elisabetta Perrone (Itália), 1.28.56 (...) 21.ª, Sofia Avoila (Portugal), 1.39.10 (...) Susana Feitor (Portugal), desclassificada; Inês Henriques (Portugal), desclassificada (42 participantes). 11/8, 50 km masculinos: 1.º, Robert Korzeniowski (Polónia), 3.42.08; 2.º, Jesús Ángel García (Espanha), 3.43.07; 3.º, Edgar Hernández (México), 3.46.12 (...) 25.º, Jorge Costa (Portugal), 4.07.48 (...) Pedro Martins (Portugal), desclassificado (48 participantes).

27 de Agosto a 1 de Setembro, XXI Universíada de Verão (Atletismo), Pequim, China. 29/8, 20 km masculinos: 1.º, Lorenzo Civallero (Itália), 1.24.42; 2.º, Juan Manuel Molina (Espanha), 1.25.07; 3.º, Xiaodong He (China), 1.25.17 (23 participantes). 10 km femininos: 1.ª, Hongmiao Gao (China), 43.20; 2.ª, Susana Feitor (Portugal), 43.40; 3.ª, Liping Wang (China), 44.01 (16 participantes).

Campeonatos nacionais

17 de Fevereiro, XVII Campeonatos de Portugal de Marcha em Estrada - 50 km (...), Viseu. 50 km seniores masculinos: 1.º, Pedro Martins (CA Seia), 3.55.54; 2.º, Jorge Costa (CDCR CTT Faro), 3.56.14; 3.º, Jacob Sorensen (Dinamarca), 3.59.31; 4.º/3.º, Camp. Nac., Luís Gil (AC Alfenense), 4.17.30 (17 participantes). 20 km seniores femininos: 1.ª, Susana Feitor (CN Rio Maior), 1.32.40; 2.ª, Sofia Avoila (CD Montijo), 1.38.32; 3.ª, Inês Henriques (CN Rio Maior), 1.38.33 (12 participantes). Vencedores de outros escalões: 35 km sub-23 masculinos, Acácio Diogo (CA Baixa da Banheira), 2.56.35; 20 km juniores masculinos, Bruno Reis (CA Olímpico Vianense), 1.43.53; 10 km juniores femininos, Carla Monteiro (CDC Pinheiro), 50.35; 10 km juvenis masculinos, José Silva (ADCR Bairro dos Anjos), 48.06; 5 km juvenis femininos, Ana Cabecinha (CO Pechão), 25.27; 10 km veteranos masculinos, José Pinto (CF «Os Belenenses»), 49.07; 5 km veteranos femininos, Maria Alice Fernandes (GD Lourocoop), 29.01. IX Torneio Nacional Marchador Jovem: 3 km infantis masculinos, Jorge Eduardo (ADEC Tunes), 15.58; 2 km infantis femininos, Rosa Palma Alves (GD Estaleiros Navais), 11.40; 5 km iniciados masculinos, Ricardo Fonseca (ADEC Tunes), 25.46; 4 km iniciados femininos, Filipa Rodrigues (JD Fontainhas), 21.33. Prémio Benjamim: 2 km masculinos, Patrício Dias (ADEC Tunes), 11.19; 1 km femininos, Sónia Monteiro (GDR Olhos d’Água), 5.57.

24 e 25 de Fevereiro, Campeonato Nacional de Juniores de Pista Coberta, Espinho. 24/2, 5000 m masculinos: 1.º, Bruno Reis (CA Olímpico Vianense), 23.27,38; 2.º, Bruno Barbosa (AC Alfenense), 23.51,06 (5 participantes). 3000 m femininos: 1.ª, Carla Monteiro (CDC Pinheiro), 14.40,58; 2.ª, Ana Cabecinha (CO Pechão), 14.54,91; 3.ª, Teresa Costa (SC Braga), 15.16,56 (6 participantes).

3 e 4 de Março, 12.ª edição dos Campeonatos de Portugal de Pista Coberta, Lisboa (Pav. Atlântico). 3/3, 5000 m masculinos: 1.º, João Vieira (CN Rio Maior), 19.58,41; 2.º, Augusto Cardoso (FC Porto), 20.10,82; 3.º, Virgílio Soares (Montanha Clube), 20.25,27 (7 participantes). 3000 m femininos, 1.ª, Susana Feitor (CN Rio Maior), 12.29,17; 2.ª, Sofia Avoila (CD Montijo), 13.13,24; 3.ª, Isilda Gonçalves (CD Montijo), 13.14,91 (15 participantes).

9 e 10 de Junho, Campeonatos Nacionais de Clubes - III Divisão, Viseu. 9/6, 5000 m masculinos: 1.º, Sérgio Vieira (CN Rio Maior), 21.02,40; 2.º, Tiago Barbosa (GD Cavacas), 25.16,74; 3.º, Carlos Gomes (A Académica de Coimbra), 26.19,37 (5 participantes). 3000 m femininos: 1.ª, Ana Cabecinha (CO Pechão), 14.51,78; 2.ª, Patrícia Madureira (C Operário Desportivo), 16.37,63; 3.ª, Lídia Santos (S Viseu e Benfica), 17.15,86 (6 participantes).

9 e 10 de Junho, Campeonatos Nacionais de Clubes - II Divisão, Viseu. 9/6, 5000 m masculinos: 1.º, Pedro Martins (CA Seia), 21.02,36; 2.º, Acácio Diogo (CA Baixa da Banheira), 21.27,54; 3.º, Bruno Reis (CA Olímpico Vianense), 22.18,96 (8 participantes). 3000 m femininos: 1.ª, Vera Santos (CN Rio Maior), 14.23,05; 2.ª, Ana Fonseca (ADCR Bairro dos Anjos), 15.27,92; 3.º, Marisa Soares (CD Póvoa), 15.33,55 (5 participantes).

9 e 10 de Junho, Campeonatos Nacionais de Clubes - I Divisão, Braga. 9/6, 5000 m masculinos: 1.º, Augusto Cardoso (FC Porto), 20.30,80; 2.º, José Urbano (SL Benfica), 20.54,54; 3.º, Luís Silva (Sporting CP), 22.27,55 (7 participantes). 3000 m femininos: 1.ª, Maribel Gonçalves (CS Marítimo), 14.06,32; 2.ª, Teresa Costa (SC Braga), 14.39,39; 3.ª, Sandra Monteiro (JOMA), 15.29,23 (8 participantes).

23 e 24 de Junho, Campeonatos Nacionais de Juvenis, Maia (org.: FPA). 23/6, 5000 m masculinos: 1.º, Luís Osório (JD Fontainhas), 22.44,87; 2.º, Rui Vilarinho (CA Galinheiras), 24.06,41; 3.º, Bruno Fernandez (JD Neves), 24.31,01 (11 participantes). 5000 m femininos: 1.ª, Ana Cabecinha (CO Pechão), 25.43,31; 2.ª, Ana Fonseca (ADCR Bairro dos Anjos), 26.42,75; 3.ª, Edna Igreja (Sporting CP), 26.52,35 (10 participantes).

23 e 24 de Junho, Campeonatos Nacionais de Veteranos em Pista, Coimbra. 23/6, 10.000 m masculinos, vencedores por escalões: A, Rogério Filipe (Alvitejo), 51.24,9; B, Abel Simões (TLP), 55.00,1; C, José Prata (Carris), 1.11.53,3; D, Luís Machado (Petrogal), 57.49,0; E, José Cândida (Carris), 1.00.40,5. 24/6, 5000 m masculinos, vencedores por escalões: A, Rogério Filipe (Alvitejo), 23.13,4; B, Abel Simões (TLP), 26.32,5; C, José Prata (Carris), 33.43,9; D, Luís Machado (Petrogal), 27.07,2; E, José Cândida (Carris), 29.52,5.

7 e 8 de Julho, Inatel, Campeonato Nacional de Pista, Leiria (org.: Inatel). 7/7, 10.000 m seniores masculinos: 1.º, Celso Martinho (GDR Ponterrolense), 55.06,59. 5000 m seniores femininos: 1.ª, Carla Carvalhal (GDR Ponterrolense), 27.14,21; 2.ª, Raquel Magoito (CP Pontével), 29.09,64. 5000 m aspirantes femininos: 1.ª, Fernanda Ferreira (Alvitejo), 27.21,74; 2.ª, Mónica Vieira (CP Pontével), 32.40,21. 8/7, 3000 m seniores femininos: 1.ª, Carla Carvalhal (GDR Ponterrolense), 15.57,09; 2.ª, Raquel Magoito (CP Pontével), 16.55,30. 3000 m aspirantes femininos: 1.ª, Fernanda Ferreira (Alvitejo), 16.01,54; 2.ª, Mónica Vieira (CP Pontével), 20.42,86.

30 de Junho e 1 de Julho, Campeonatos Nacionais de Sub-23, Lisboa, Estádio 1.º Maio (org.: FPA). 30/6, 10.000 m masculinos: 1.º, Acácio Diogo (CA Baixa da Banheira), 44.21,39; 2.º, Dionísio Ventura (JD Neves), 44.45,57; 3.º, Daniel Neves (CS Marítimo), 50.52,0 (6 participantes). 10.000 m femininos: 1.ª, Inês Henriques (CN Rio Maior), 46.22,83; 2.ª, Vera Santos (CN Rio Maior), 47.55,75; 3.ª, Raquel Carvalho (ADCR Bairro dos Anjos), 49.43,00 (14 participantes).

7 e 8 de Julho, Campeonatos Nacionais de Juniores, Braga (org.: FPA). 7/7, 10.000 m masculinos: 1.º, Bruno Reis (CA Olímpico Vianense), 47.03,82; 2.º, Bruno Barbosa (AC Alfenense), 47.26,49; 3.º, Daniel Neves (CS Marítimo), 47.57,77 (8 participantes). 10.000 m femininos: 1.ª, Raquel Carvalho (ADCR Bairro dos Anjos), 48.54,23; 2.ª, Carla Monteiro (CDC Pinheiro), 50.56,61; 3.ª, Teresa Costa (SC Braga), 51.18,81 (12 participantes).

21 e 22 de Julho, Campeonatos de Portugal, Lisboa/EUL (org.: FPA). 21/7, 20.000 m masculinos: 1.º, João Vieira (CN Rio Maior), 1.24.08,8; 2.º, Jorge Costa (CTT Faro), 1.26.09,4; 3.º, Pedro Martins (CA Seia), 1.27.30,1 (12 participantes). 10.000 m femininos (extra, 20.000 m): 1.ª, Susana Feitor (CN Rio Maior), 44.38,87 t.p. (1.29.36,4); 2.ª, Isilda Gonçalves (CD Montijo), 44.59,77; 3.ª, Inês Henriques (CN Rio Maior), 45.14,3 (17 participantes).

Principais eventos (entre outros)

13 de Janeiro, I Grande Prémio de São João da Madeira (org.: CCSJ Madeira). 131 participantes de 31 clubes (vários escalões). 30 km masculinos: 1.º, João Vieira (CN Rio Maior), 2.15.52; 2.º, Pedro Martins (CA Seia), 2.20.34; 3.º, Jorge Costa (CDCR CTT Faro), 2.21.14 (16 participantes). 15 km femininos: 1.ª, Susana Feitor (CN Rio Maior), 1.10.24; 2.ª, Inês Henriques (CN Rio Maior), 1.14.45; 3.ª, Vera Santos (CN Rio Maior), 1.15.36 (8 participantes). Classificação colectiva: 1.º, CN Rio Maior, 108 pontos; 2.º, GD Lourocoop, 96; 3.º, AC Alfenense, 88.

14 de Janeiro, V Grande Prémio de Marcha de Torres Vedras, 26 participantes de 7 clubes (vários escalões). 30 km masculinos: 1.º, Dionísio Ventura (JD Neves), 2.37.13; 2.º, Luís Ribeiro (Sporting CP), 2.44.18 (3 participantes). 15 km femininos: 1.ª, Rita Gonçalves (Sporting CP), 1.31.25 (1 participante). Classificação colectiva: 1.º, CA Galinheiras, 59 pontos; 2.º, Sporting CP, 39; 3.º, JD Neves, 29.

27 de Janeiro, XI Grande Prémio de Marcha de Grândola (org.: Clube Rec. Grandolense), 136 participantes de 31 clubes (vários escalões). 20 km masculinos: 1.º, João Vieira (CN Rio Maior), 1.31.37; 2.º, Jorge Costa (CDCR CTT Faro), 1.34.01; 3.º, Pedro Martins (CA Seia), 1.36.43 (12 participantes). 10 km femininos: 1.ª, Susana Feitor (CN Rio Maior), 46.49; 2.ª, Sofia Avoila (CD Montijo), 48.18; 3.ª, 3.ª, Inês Henriques (CN Rio Maior), 48.21 (10 participantes). Classificação colectiva: 1.º, CN Rio Maior, 86 pontos; 2.º, ADEC Tunes, 67; 3.º, JD Fontainhas, 62.

10 de Fevereiro, VI Grande Prémio de Olhão (org.: CO Pechão), 90 participantes de 17 clubes (vários escalões). 10 km absolutos masculinos: 1.º, Jorge Costa (CDCR CTT Faro), 43.59; 2.º, Dionísio Ventura (JD Neves), 45.33; 3.º, Mário Contreiras (FC Porto), 46.33 (7 participantes). 5 km absolutos femininos: 1.ª, Susana Feitor (CN Rio Maior), 22.07; 2.ª, Sofia Avoila (CD Montijo), 23.57; 3.ª, Isilda Gonçalves (CD Montijo), 24.13 (20 participantes). Classificação colectiva: 1.º, ADEC Tunes, 36 pontos; 2.º, JD Fontainhas, 28; 3.º, CN Rio Maior, 19.

11 de Março, VI Taça dos Clubes Campeões Europeus de Marcha (femininos), Lanciano, Itália. 10 km femininos: 1.ª, Susana Feitor (CN Rio Maior/Portugal), 42.39 (recorde nacional) (...) 7.ª, Inês Henriques (CN Rio Maior/Portugal), 49.10; 8.ª, Vera Santos (CN Rio Maior/Portugal), 50.11 (...) Paula Maurício (CN Rio Maior/Portugal), desistente (25 participantes). Classificação coletiva: 1.º, CS Forestale /Itália, 9 pontos; 2.º, CN Rio Maior/Portugal, 16; 3.º, Fiat Atletica Formia/Itália, 28 (7 participantes).

17 de Março, II Grande Prémio de Vale de Figueira (CCD O Alvitejo), 79 participantes de 21 clubes (vários escalões). 10 km absolutos masculinos: 1.º, João Vieira (CN Rio Maior), 41.52; 2.º, José Urbano (SL Benfica), 43.24; 3.º, Sérgio Vieira (CN Rio Maior), 43.24 (12 participantes). 5 km absolutos femininos: 1.ª, Isilda Gonçalves (CD Montijo), 23.03; 2.ª, Inês Henriques (CN Rio Maior), 23.37; 3.ª, Vera Santos (CN Rio Maior), 24.10 (10 participantes). Classificação colectiva: 1.º, CN Rio Maior, 75 pontos; 2.º, SC Mirandela, 66; 3.º, CCD O Alvitejo, 61.

24 de Março, XIII Grande Prémio do Montijo (org.: CMM), 116 participantes de 31 clubes (vários escalões). 20 km masculinos: 1.º, João Vieira (CN Rio Maior), 1.26.53; 2.º, Sérgio Vieira (CN Rio Maior), 1.29.12; 3.º, Augusto Cardoso (FC Porto), 1.29.25 (16 participantes). 10 km femininos: 1.ª, Susana Feitor (CN Rio Maior), 43.30; 2.ª, Isilda Gonçalves (CD Montijo), 47.48; 3.ª, Inês Henriques (CN Rio Maior), 49.33 (11 participantes). Classificação colectiva: 1.º, CN Rio Maior, 80 pontos; 2.º, ADEC Tunes, 80; 3.º, CO Pechão, 62.

7 de Abril, X Grande Prémio de Rio Maior (org.: CMRM, CNRM, Reg. RM), 165 participantes de 50 clubes (vários escalões). 20 km masculinos: 1.º, Aigars Fadejevs (Letónia), 1.22.02; 2.º, Anthony Gillet (França), 1.22.16; 3.º, Denis Langlois (França), 1.22.16 (29 participantes). 20 km femininos: 1.ª, Susana Feitor (CN Rio Maior), 1.27.55 (recorde nacional); 2.ª Anna Rita Sidoti (Itália), 1.33.07; 3.ª, Kristina Saltanovic (Lituânia), 1.35.34 (16 participantes). Classificação colectiva: 1.º, CN Rio Maior, 86 pontos; 2.º, CO Pechão, 46; 3.º, GD Lourocoop, 36.

21 de Abril, II Grande Prémio de Santo André, Barreiro (org.: JF St.º André), 48 participantes de 20 clubes (vários escalões). 10 km masculinos: 1.º, José Urbano (SL Benfica), 43.40; 2.º, Acácio Diogo (CA Baixa da Banheira), 43.52; 3.º, José Pinto (CF «Os Belenenses»), 48.28 (7 participantes). 5 km absolutos femininos: 1.ª, Sandra Vieira Leitão (ADRE Palhaça), 25.07; 2.ª, Marisa Soares Pereira (CD Póvoa), 27.16; 3.ª, Márcia Marques (CCSJ Madeira), 28.01 (1.ª, júnior) – 7 participantes. Classificação colectiva: 1.º, GD Selsa, 56 pontos; 2.º, GA Casais do Vento, 49; 3.º, CP Corroios, 37.

21 de Abril, Campeonatos do C.S.I.T. de Marcha, Cidade do México, México. 20 km masculinos: 1.º, Denis Langlois (França), 1.30.34; 2.º, João Dias (Portugal), 1.50.11; 3.º, Mário Rato (Portugal), 1.53.41; 4.º, Rogério Filipe (Portugal), 1.56.01. 20 km femininos: Raquel Magoito (Portugal) e Carla Carvalhal (Portugal), desistentes. 10 km femininos: Fernanda Ferreira (Portugal), desistente.

22 de Abril, X Memorial Guerau García, Calella, Espanha. 20 km masculinos: 1.º, Ilya Markov (Rússia), 1.19.38 (...) 13.º, Augusto Cardoso (Portugal), 1.25.24 (32 participantes).

28 de Abril, IV Grande Prémio de Beja (org.: JD Neves), 91 participantes de 32 clubes (vários escalões). 20 km masculinos: 1.º, João Vieira (CN Rio Maior), 1.29.43; 2.º, Augusto Cardoso (FC Porto), 1.31.08; 3.º, Acácio Diogo (CA Baixa da Banheira), 1.32.55 (16 participantes). 10 km femininos: 1.ª, Susana Feitor (CN Rio Maior), 46.20; 2.ª, Inês Henriques (CN Rio Maior), 47.33; 3.ª, Sofia Avoila (CD Montijo), 49.40 (12 participantes). Classificação colectiva: 1.º, CO Pechão, 74 pontos; 2.º, JD Fontainhas, 70; 3.º, CN Rio Maior, 69.

1 de Maio, Meeting A. Neves dos Santos (org.: SV Benfica). 3000 m masculinos: 1.º, Sérgio Vieira (CN Rio Maior), 12.15,74; 2.º, Tiago Barbosa (GDS), 14.26,74; 3.º, Pedro Santos (ACR Senhora do Desterro), 15.41,13 (3 participantes). 3000 m femininos: 1.ª, Sandra Vieira Leitão (ADRE Palhaça), 14.11,00; 2.ª, Cristina Almeida (Boavista FC), 14.42,19; 3.ª, Márcia Marques (CCSJ Madeira), 15.23,08 (7 participantes).

5 de Maio, Taça FPA de Marcha Atlética em Pista, Vila Real de Santo António. 1 hora masculinos (10.000m): 1.º, Augusto Cardoso (FC Porto), 14.024 m (43.26,5); 2.º, Pedro Martins (CA Seia), 13.711 m (43.50,3); 3.º, Jorge Costa (CDCR CTT Faro), 13.697 m (43.54,9). Meia hora femininos (5000 m): 1.ª, Susana Feitor (CN Rio Maior), 6949 m (21.40,0); 2.ª, Inês Henriques (CN Rio Maior), 6502 m (23.05,6); 3.ª, Vera Santos (CN Rio Maior), 6304 m (24.00,1). Vencedores de outros escalões: juniores, Daniel Neves (CS Marítimo), 12.390 m (48.14,0) e Carla Monteiro (CDC Pinheiro), 5725 m (26.01,9); juvenis, masculinos, 5000 m, Luís Osório (JD Fontainhas); femininos, meia hora (5000 m), Ana Cabecinha, 5838 m (25.45,5). Vencedores coletivos: masculinos, CO Pechão, 15 pontos (15 participantes); femininos, JD Fontainhas, 20 pontos (10 participantes).

9 de Maio, III Meeting de Atletismo de Rio Maior (org.: CM Rio MAior e AAS). 5000 m masculinos: 1.º, Augusto Cardoso (FC Porto), 19.42,54; 2.º, Sérgio Vieira (CN Rio Maior), 20.21,70; 3.º, Dionísio Ventura (JD Neves), 21.25,66 (9 participantes). 5000 m femininos: 1.ª, Susana Feitor (CN Rio Maior), 20.40,24 (recorde nacional); 2.ª, Sofia Avoila (CD Montijo), 22.23,14; 3.ª, Inês Henriques (CN Rio Maior), 22.28,76 (13 participantes).

19 e 20 de Maio, XIX Torneio Olímpico Jovem - Fase Nacional, Leiria (org.: FPA). 19/5, sub-18, 5000 m masculinos: 1.º, Luís Osório (Algarve), 23.04,88; 2.º, Rui Vilarinho (Lisboa), 24.45,28; 3.º, Bruno Fernandez (Beja), 25.04,46 (10 participantes). 5000 m femininos: 1.ª, Ana Cabecinha (Algarve), 24.59,62; 2.ª, Mónica Gonçalves (Santarém), 26.51,42; 3.ª, Edna Igreja (Lisboa), 27.57,23 (12 participantes).

2 de Junho, II Grande Prémio Ibérico de Marcha do Boavista FC / Cidade do Porto, Estádio do Bessa, Porto (org.: BFC e AAP), 80 participantes de 29 clubes (vários escalões). 20 km masculinos: 1.º, Augusto Cardoso (FC Porto), 1.26.05; 2.º, João Vieira (CN Rio Maior), 1.28.36; 3.º, Jorge Costa (CDCR CTT Faro), 1.29.00 (16 participantes). 10 km absolutos femininos: 1.ª, Susana Feitor (CN Rio Maior), 47.19; 2.ª, Inês Henriques (CN Rio Maior), 48.51; 3.ª, Vera Santos (CN Rio Maior), 49.09 (15 participantes).

9 de Junho, XV Grande Prémio «Cantones de la Coruña», Corunha, Espanha. 10 km juniores masculinos: 1.º, Alex Jaques (Espanha), 45.40 (...) 3.º, Luís Osório (Portugal), 47.10; 4.º, Bruno Barbosa (Portugal), 47.11 (...) Mário Madeira (Portugal), desistente.

10 de Junho, Meeting do Guadiana, Vila Real de Santo António. 5000 m masculinos: 1.º, João Vieira (CN Rio Maior), 19.11,53; 2.º, Jorge Costa (CDCR CTT Faro), 20.25,81 (...). 3000 m femininos: 1.ª, Susana Feitor (CN Rio Maior), 12.08,30 (recorde nacional); 2.ª, Sofia Avoila (CD Montijo), 13.17,69 (...)

16 de Junho, XI Grande Prémio de Dublin, Irlanda. 20 km femininos: 1.ª, Susana Feitor (Portugal), 1.28.06 (18 participantes). 20 km masculinos: 1.º, Nathan Deakes (Austrália) (...) 3.º, Augusto Cardoso (Portugal), 1.23.48 (22 participantes).

24 de Junho, IX Grande Prémio de Setúbal, 104 participantes de 26 clubes (vários escalões). 20 km masculinos: 1.º, João Vieira (CN Rio Maior), 1.26.56; 2.º, Jorge Costa (CTT Faro), 1.29.53; 3.º, Acácio Diogo (CA Baixa da Banheira), 1.31.25 (15 participantes). 10 km femininos (20 km extra): 1.ª, Susana Feitor (CN Rio Maior), 47.02 t.p. (1.35.04); 2.ª, Inês Henriques (CN Rio Maior), 47.04; 3.ª, Sofia Avoila (CD Montijo), 48.01 t.p. (1.39.50). (9 participantes). Classificação colectiva do G. Prémio: 1.º, CN Rio Maior, 77 pontos; 2.º, JD Fontainhas, 70; 3.º, ADEC Tunes, 70.

4 de Julho, Meeting de Atletismo de Braga, Braga (org.: AA Braga). 3000 m femininos: 1.ª Sofia Avoila (CD Montijo), 13.04,97; 2.ª, Inês Henriques (CN Rio Maior), 13.07,12; 3.ª, Isilda Gonçalves (CD Montijo), 13.09,23 (6 participantes).

18 de Agosto, X Meeting da Feira de São Mateus, Estádio do Fontelo, Viseu (org.: AAV e Expovis). 5000 m masculinos: 1.º, João Vieira (CN Rio Maior), 22.27,80; 2.º, Pedro Martins (CA Seia), 23.40,16; 3.º, Bruno Fernandes (GD Lourocoop), 29.10,04 (4 participantes). 3000 m femininos: 1.ª, Susana Feitor (CN Rio Maior), 12.14,73; 2.ª, Isilda Gonçalves (CD Montijo), 13.07,02; 3.ª, Inês Henriques (CN Rio Maior), 14.23,14 (5 participantes).

20 de Outubro, II G. Prémio «Vila da Lousã», I Légua - Lousã (org.: Montanha Clube - Lousã), 45 participantes de 18 clubes (vários escalões). 5 km absolutos masculinos: 1.º, Jorge Costa (CDCR CTT Faro), 22.05 (1.º, vet.); 2.º, Dionísio Ventura (JD Neves), 22.32; 3.º, Augusto Cardoso (FC Porto), 22.42 (17 participantes). 5 km absolutos femininos: 1.ª, Ana Cabecinha (CO Pechão), 26.46 (1.ª jun.); 2.ª, Fernanda Ferreira (CCD O Alvitejo), 26.51 (2.ª jún.); 3.ª, Carla Monteiro (CDC Pinheiro), 27.38 (4 participantes). Classificação colectiva: 1.º, GD Lourocoop, 78 pontos; 2.º, ADCR Bairro dos Anjos, 53; 3.º, JD Neves, 36.

10 de Novembro, II G. Prémio de Alvaiázere (org.: GACV e Jornal O Alvaiazerense), 52 participantes de 15 clubes (vários escalões). 10 km masculinos: 1.º, João Vieira (CN Rio Maior), 47.21; 2.º, Virgílio Soares (Montanha Clube), 48.19; Acácio Diogo (CA Baixa da Banheira), 49.34 (6 participantes). 5 km absolutos femininos: 1.ª, Vera Santos (CN Rio Maior), 23.43; 2.ª, Inês Henriques (CN Rio Maior), 24.17; 3.ª, Sandra Vieira Leitão (ADRE Palhaça), 26.49 (7 participantes). Classificação colectiva: 1.º, ADCR Bairro dos Anjos, 74 pontos; 2.º, CN Rio Maior, 73; 3.º, GA Casais do Vento, 52.

18 de Novembro, IV G. Prémio das Galinheiras, I Légua (org.: CA Galinheiras), 101 participantes de 22 clubes (vários escalões). 5 km absolutos masculinos: 1.º, José Pinto (CF «Os Belenenses»), 23.53 (1.º, vet. II); 2.º, Acácio Diogo (CA Baixa da Banheira), 23.54; 3.º, Luís Ribeiro (Sporting CP), 24.43 (1.º, vet. I) (14 participantes). 5 km absolutos femininos: 1.ª, Ana Cabecinha (CO Pechão), 26.09 (1.ª jún.); 2.ª, Rita Gonçalves (JD Neves), 28.32; 3.ª, Ana Raquel Marques (CS Marítimo), 28.34 (8 participantes). Classificação colectiva: 1.º, GD Águias da Charneca, 64 pontos; 2.º, GA Casais do Vento, 45; 3.º, CP Corroios, 43.

24 de Novembro, IX Grande Prémio de Vila Nova de Gaia / II CD Candal (org.: CD Candal e CM Gaia/Fundação Gaia d’Ouro), 75 participantes de 26 clubes (vários escalões). 10 km absolutos masculinos: 1.º, Augusto Cardoso (FC Porto), 44.41; 2.º, Luís Gil (AC Alfenense), 46.22; 3.º, Mário Contreiras (SC Braga), 46.40 (15 participantes). 5 km absolutos femininos: 1.º, Sandra Vieira Leitão (ADRE Palhaça), 25.35; 2.ª, Tamara Ochogavia (RC Celta de Vigo), 27.20; 3.ª, Marisa Soares (CD Póvoa), 27.28 (11 participantes). Classificação colectiva: 1.º, AC Alfenense, 74 pontos; 2.º, GD Lourocoop, 64; 3.º, RC Celta de Vigo, 46.

1 de Dezembro, I Légua de Reguengos de Monsaraz (org.: CM Reg.Monsaraz e CC Corval), 39 participantes de 15 clubes (vários escalões).
5 km absolutos masculinos: 1.º, Jorge Costa (CDCR CTT Faro), 20.44 (1.º, vet.); 2.º, Dionísio Ventura (JD Neves), 21.17; 3.º, Acácio Diogo (CA Baixa da Banheira), 21.40 (7 participantes). 5 km absolutos femininos: 1.ª, Vera Santos (CN Rio Maior), 23.15; 2.ª, Kristina Saltanovic (CN Rio Maior), 23.31; 3.ª, Carla Monteiro (CDC Pinheiro), 24.56 (7 participantes). Classificação colectiva: 1.º, ADCR Bairro dos Anjos, 70 pontos; 2.º, JD Fontainhas, 61; 3.º, CRAM Leões de Moura, 37.

9 de Dezembro, V Grande Prémio de Celorico da Beira / Memorial Carlos Amaral (org. CM Celorico da Beira e AA Guarda), 73 participantes de 21 clubes (vários escalões). 15 km absolutos masculinos: 1.º, Augusto Cardoso (FC Porto), 1.07.38; 2.º, Pedro Martins (CA Seia), 1.11.01; 3.º, Luís Gil (AC Alfenense), 1.11.18 (13 participantes). 10 km absolutos femininos: 1.ª, Kristina Saltanovic (CN Rio Maior), 49.57; 2.ª, Carla Monteiro (CDC Pinheiro), 51.16; 3.ª, Sandra Vieira Leitão (ADRE Palhaça), 53.12 (8 participantes).

15 de Dezembro, III Grande Prémio de Tunes (org.: ADECT), 106 participantes de 27 clubes (vários escalões). 10 km absolutos masculinos: 1.º, João Vieira (CN Rio Maior), 41.57; 2.º Jorge Costa (CDCR CTT Faro), 43.24; 3.º, José Urbano (SL Benfica), 45.10 (12 participantes). 5 km absolutos femininos; 1.ª, Susana Feitor (CN Rio Maior), 22.30; 2.ª, Vera Santos (CN Rio Maior), 23.13; 3.ª, Inês Henriques (CN Rio Maior), 23.15 (26 participantes). Classificação colectiva: 1.º, JD Fontainhas, 122 pontos; 2.º, ADEC Tunes, 74; 3.º, CN Rio Maior, 51.

22 de Dezembro, I Légua das Praias do Sado - Praias do Sado, Setúbal (org.: GD Selsa), 44 participantes de13 clubes (vários escalões). 5 km absolutos masculinos: 1.º, Acácio Diogo (CA Baixa da Banheira), 23.43; 2.º, Gonçalo Bejinha (CRAM Leões de Moura), 25.12 (1.º, jún.); 3.º, Ricardo Madeira (JASC Seia), 26.06 (2.º, jún.) (12 participantes). 5 km absolutos femininos: 1.ª, Isilda Gonçalves (CD Montijo), 26.57; 2.ª, Paula Maurício (CDCR CTT Caldas da Rainha), 27.32; 3.ª, Rita Gonçalves (JD Neves), 28.25 (5 participantes). Classificação colectiva: 1.º, GD Selsa, 67 pontos; 2.º, GD Cavadas, 60; 3.º, GD Independente, 49.

23 de Dezembro, Grande Prémio de Natal - Avenida da Liberdade, Lisboa (org. AA Lisboa), 8 km masculinos (distância incorrecta): 1.º, José Pinto (CF “Os Belenenses»), 39:01; 2.º, Luís Silva (Sporting CP), 39.50; 3.º, Paulo Cunha (AD Leões Apelaçonenses), s/t (3 participantes). 5 km femininos (distância incorrecta): 1.ª, Edna Igreja (Sporting CP), 35.09; 2.ª, Ana Raquel Marques (CS Marítimo), 37.29; 3.ª, Tânia Gonçalves (Sporting CP), 38.11 (6 participantes).

29 de Dezembro, II Grande Prémio de São João da Madeira (org.: CCSJ Madeira), 119 participantes de 35 clubes (vários escalões). 20 km masculinos: 1.º, João Vieira (CN Rio Maior), 1.27.00; 2.º, Augusto Cardoso (FC Porto), 1.30.58; 3.º, Pedro Martins (CA Seia), 1.35.04 (14 participantes). 10 km femininos: 1.ª, Kristina Saltanovic (CN Rio Maior), 47.08; 2.ª, Inês Henriques (CN Rio Maior), 48.07; 3.ª, Vera Santos (CN Rio Maior), 48.26 (8 participantes). Classificação colectiva: 1.º, CN Rio Maior, 87 pontos; 2.º, GD Lourocoop, 83; 3.º, AC Alfenense, 65.

ESTATÍSTICA 2001

Recordes nacionais vigentes no final de 2001

Masculinos
- - -

Femininos
Sub-23, 20 km, Inês Henriques (CN Rio Maior), 1.34.49 (Amesterdão, P. Baixos, 15/7/2001)
Seniores, 3000 m, Susana Feitor (CN Rio Maior), 12.08,30 (VR St.º António, 3/6/2001)
Seniores, 5000 m, Susana Feitor (CN Rio Maior), 20.40,24 (Rio Maior, 9/5/2001)
Seniores, 10 km, Susana Feitor (CN Rio Maior), 42.39 (Lanciano, Itália, 11/3/2001)
Seniores, 20.000 m, Susana Feitor (CN Rio Maior), 1.29.36,4 (Lisboa-U, 21-7-2001)
Seniores, 20 km, Susana Feitor (CN Rio Maior), 1.27.55 (Rio Maior, 7/4/2001)

Identificação das imagens dos vários campeões nacionais e internacionais: Vera Santos; atletas da seleção nacional na Taça da Europa de Marcha em Dudince 2001: Inês Henriques, Isilda Gonçalves, Sofia Avoila, Susana Feitor, Raquel Carvalho, Carla Monteiro, Pedro Martins, Virgílio Soares, Luís Gil, João Vieira e Augusto Cardoso. Em baixo, Bruno Reis e Acácio Diogo; Luís Osório, José Silva e Ana Cabecinha, atletas integrantes da seleção nacional sub-18 no mundial de Debrecen; Pedro Martins, Susana Feitor (no GP de Rio Maior) e João Vieira, campeões nacionais absolutos; nos mundiais de Edmonton: Sofia Avoila, Jorge Costa, João Vieira, Pedro Martins, Inês Henriques e Susana Feitor.