segunda-feira, 18 de março de 2019

Eleonora Giorgi e Marius Ziukas triunfaram no Troféu Lugano, Suíça

Em Lugano, Eleonora Giorgi a cruzar a meta sob o olhar de Daniele
Albisetti, o pódio feminino completo com Brigita Virbalyte e Anezka
Drahotova, e os três primeiros masculinos após a chegada,
Wayne Snyman (3.º), Marius Ziukas (1.º) e Alex Wright (2.º).
Fotos: Jérôme Genet/Swiss Walking
Montagem: O Marchador

O Troféu Lugano 2019 de Marcha Atlética (16.º Memorial Mario Albisetti) disputado este domingo 817/3) na bela cidade suíça banhada pelo Lago de Lugano em que a língua oficial dominante é o italiano, assistiu a uma bela jornada de marcha perante condições ideais para a prática deste desporto, num circuito totalmente plano, com um perímetro de dois quilómetros.

Nos 20 km femininos, prova que conjuntamente com os escalões mais jovens abriu o programa, destaque-se a clara vitória da italiana Eleonora Giorgi com o bom tempo de 1:31:07 (repetindo 2018), considerando que a recordista nacional da distância se encontra agora direcionada para os 50 km, verificando-se uma clara melhoria nos índices técnicos e regulamentares. Na segunda posição classificou-se a lituana Brigita Virbalyte, com 1:32:53 (vencera em 2017) e no terceiro lugar a regressada atleta checa, Anezka Drahotova, com 1:34:27.

Nos 20 km masculinos, o surpreendente Marius Ziukas (Lituânia) venceu a prova vindo de trás para a frente, com o tempo de 1:22:29. Muito disputada, com quatro atletas nas posições cimeiras a poucos quilómetros do final classificar-se-ia na segunda posição o irlandês Alex Wright, que venceu em 2018, com o tempo de 1:22:45, com o último lugar do pódio a ser ocupado pelo sul-africano Wayne Snyman, com 1:23:01.

Nas provas para os escalões jovens, com uma ampla participação da seleção chinesa de Sub-18 e Sub-20, que se encontra a estagiar no Centro de Alto Rendimento de Saluzzo, no norte de Itália, vitórias no setor masculino de Luka Niedzialek (Polónia), com 41:07 (10 km Sub-20) e Li Tao (China), com 43:06 (10 km Sub-18) e no setor feminino de Olga Fiaska (Grécia), nos Sub-20, com o tempo de 48:31, a terceira na geral pois as duas primeiras foram chinesas do escalão Sub-18, a primeira, Zhang Hongmei, com 47:31, a segunda, Tang Dan, com 48:16. De notar que esta excelente jovem seleção chinesa e também quatro dos melhores representantes absolutos vão competir em Rio Maior, a 6 de abril próximo.

Por fim, registe-se a excelente organização, em todos os vetores da competição, destacando-se o importante papel desempenhado por Daniele Albisetti, o mentor e diretor da competição e, sob o ponto de vista do ajuizamento, de Frédéric Bianchi (juiz-chefe de marcha), a quem a Federação Suíça de Marcha decidiu homenageá-lo, na véspera da prova, com a entrega de uma placa alusiva aos relevantes serviços prestados em prol do desenvolvimento da especialidade no seu país.

Classificações
20 km masculinos
1.º, Marius Ziukas (LTU - Lituânia), 1.22.29
2.º, Alex Wright (IRL - Irlanda), 1.22.45
3.º, Wayne Snyman (RSA - África do Sul), 1.23.01
4.º, Stefano Chiesa (ITA - Itália, C.S. Carabinieri Sez. Atletica), 1.23.47
5.º, Matteo Giupponi (ITA - Itália, C.S. Carabinieri Sez. Atletica), 1.24.51
6.º, Drissi Raouf (TUN - Tunísia), 1.24.52
7.º, Georgios Tzatzimakis (GRE - Grécia), 1.25.46
8.º, Brendan Boyce (IRL - Irlanda, Finn Valley AC), 1.27.33
9.º, Motofumi Suwa (JPN - Japão), 1.28.20
10.º, Ryosuko Kondo (JPN - Japão), 1.28.52
11.º, Lukas Gdula (HUN - Hungria), 1.29.03
12.º, Marc Mundell (RSA - África do Sul, PDAC), 1.29.23
13.º, Shuto Goto (JPN - Japão), 1.29.36
14.º, Giorgio Gueli (ITA - Itália, Atletica Canavesana), 1.37.56
Desclassificados: Alexandros Papamihail (GRE - Grécia) e Philippe Aurelle (FRA - França, CM Cour Lausanne).
Desistente: Erick Barrondo (GUA - Guatemala).

20 km femininos
1.ª, Eleonora Anna Giorgi (ITA - Itália, Fiamme Azzurre), 1.31.07
2.ª, Brigita Virbalyte-Dimsiene (LTU - Lituânia), 1.32.53
3.ª, Anezka Drahotova (CZE - República Checa), 1.34.27
4.ª, Heather Lewis (GBR - Grã-Bretanha, Welsh Athletics), 1.35.15
5.ª, Lidia Barcella (ITA - Itália, Bracco Atletica), 1.38.35
6.ª, Erika Kelly (GBR - Grã-Bretanha, England Athletics), 1.39.45
7.ª, Gemma Bridge (GBR - Grã-Bretanha, England Athletics), 1.42.08
Desistentes: Viviana Valsecchi (ITA - Itália, ASD Atl. Lecco Colombo Costruzioni), Mirna Ortiz (GUA - Guatemala) e Drisbioti Antigoni (GRE - Grécia).

10 km masculinos - sub-20/sub-18
1.º, Lukas Niedzialek (POL - Polónia), 41.07 - sub-20
2.º, Li Tao (CHN - China), 43.06 - sub-18
3.º, Jakob Schmidt (GER - Alemanha, SC Potsdam), 44.41 - sub-20
4.º, Daniel Kovac (SVK - Eslováquia), 44.46 p.l. - sub-20
5.º, Gabriele Gamba (ITA - Itália, Atletica Riccardi Milano 1946), 45.51 - sub-18
6.º, Otto Junghanns (GER - Alemanha, Erfurter LAC), 46.22 - sub-20
7.º, Nathan Bonzon (SUI - Suíça, CM Monthey), 48.55 - sub-20
8.º, Davide Benini (ITA - Itália, Sporting Club Alzano), 49.31 - sub-18
9.º, Amos Vittori (ITA - Itália, ASD Atl. Lecco Colombo Costruzioni), 50.03 - sub-18
10.º, Mattia Boni (ITA - Itália, Atletica Riccardi Milano 1946), 51.05 - sub-18
11.º, Luca Ghislandi (ITA - Itália, ASD Atl. Lecco Colombo Costruzioni), 52.42 - sub-18
Desclassificado: Daniele Breda (ITA - Itália, Sporting Club Alzano).
Desistente: Johannes Frenzl (GER - Alemanha, SC Potsdam).

10 km femininos - sub-20/sub-18
1.ª, Zhang Hongmei (CHN - China), 47.31 - sub-18
2.ª, Tang Dan (CHN - China), 48.16 - sub-18
3.ª, Olga Fiaska (GRE - Grécia), 48.31 - sub-20
4.ª, Mathilde Frenzl (GER - Alemanha, SC Potsdam), 49.23 - sub-18
5.ª, Kyriaki Filtisakou (GRE - Grécia), 51.06 - sub-20
6.ª, Josephine Grandi (GER - Alemanha, SC Potsdam), 52.26 - sub-20
7.ª, Jiao Xiaoyu (CHN - China), 52.27 - sub-18
8.ª, Alessia Titone (ITA - Itália, S.A.F.Atletica Piemonte), 52.51 - sub-18
9.ª, Li Na (CHN - China), 53.31 - sub-18
10.ª, Ana Garcia (GBR - Grã-Bretanha, City of Sheffield Athletics Club), 54.09 - sub-20
11.ª, Sarah Glennon (IRL - Irlanda, Mullingar Harriers AC), 54.35 - sub-20
12.ª, Lena Riedel (GER - Alemanha, ASV Erfurt), 54.38 - sub-18
13.ª, Giulia Velka Corsolini (ITA - Itália, S.S. Trionfo Ligure), 55.26 - sub-16
14.ª, Sina Riedel (GER - Alemanha, ASV Erfurt), 55.36 - sub-18
15.ª, Elisabetta Ippoliti (ITA - Itália, ASD Atl. Lecco Colombo Costruzioni), 57.08 - sub-18
16.ª, Madeleine Svae (ITA - Itália, Polisportiva Olonia), 58.19 - sub-18
17.ª, Megan Stratton-Thomas (GBR - Grã-Bretanha, Swansea Harriers), 58.35 - sub-20
18.ª, Leda Ronchetti (ITA - Itália, ASD Atl. Lecco Colombo Costruzioni), 1.00.33 - sub-18
19.ª, Ana Intihar Marulc (SLO - Eslovénia, AD Kladivar Celje), 1.01.03 - sub-20
Desclassificada: Francesca Liviani (ITA - Itália, Bracco Atletica).

domingo, 17 de março de 2019

Georgs Gutpelcs (1936 – 2019)

Georgs Gutpelcs. Foto: Ritvars Raits

Georgs Gutpelcs, treinador de longa data de vários marchadores da Letónia, entre os quais a olímpica Agnese Pastare, antigo marchador e recordista nacional, faleceu ontem aos 82 anos de idade.

Nascido em Riga em 20 de Dezembro de 1936, vivia em Ogre, cidade onde foi agraciado com o título de Cidadão Honorário. Apesar da sua idade, dedicava-se igualmente ao treino de atletas jovens e participava em vários projetos desportivos. Um destes projetos, graças ao seu entusiasmo e dedicação, foi o estabelecimento, em conjunto com Arnold Kruklins, do Memorial Jānis Daliņš (vice-campeão olímpico nos 50 km Los Angeles-1932), evento que já se realiza há 27 anos.

Nos últimos anos a sua saúde já não era a melhor, mas ainda assim era um incansável empreendedor.

O blogue «O Marchador» expressa condolências à família e à comunidade da marcha atlética na Letónia.

Campeonatos da Ásia de sub-18 em Hong Kong (resultados)

A marcha nos campeonatos da Ásia de sub-18 em Hong Kong,
a mascote Lumes e os vencedores, Shuangshuang Jiao (dorsal 188)
e Vishvendra Singh (296). Fotos: Comité Organizador Local
Montagem: O Marchador
Os marchadores Shuangshuang Jiao, da China, com 22.54,69 nos 5.000 metros femininos, e Vishvendra Singh, da Índia, com 44.09,75 nos 10.000 metros masculinos, sagraram-se campeões da Ásia na categoria de sub-18 por ocasião da 3.ª edição dos campeonatos que decorrem em Hong Kong, de sexta-feira (15/3) até hoje, domingo (17/3).

As marcas de Jiao e de Singh constituem novos recordes dos campeonatos, superando as anteriores dos seus compatriotas, nos femininos, Zhenxia Ma (23.45,19 em Doha-2015), e nos masculinos, Sanjay Kumar (45.30,39 em Banguecoque-2017).

Todos os atletas que ocuparam os restantes lugares do pódio obtiveram registos que também superaram os anteriores recordes asiáticos. Nos femininos, Lamei Yin, da China, foi segunda classificada, com 22.56,22, e Minori Yabuta, do Japão, terceira com 23.19,48. Nos masculinos, Junran Li, da China, obteve a segunda posição, com 44.11,17, e Paramjeet Singh Bisht, da ìndia, com 44.21,96. Ainda dentro dos 44 minutos entrou o quarto classificado, Keisuke Kano, do Japão (44.40,22).

Classificações
5.000 m femininos (15/3)
1.ª, Shuangshuang Jiao (CHN), 22.54,69
2.ª, Lamei Yin (CHN), 22.56,22
3.ª, Minori Yabuta (JPN), 23.19,48
4.ª, Kaur Baljit (IND), 25.26,93
5.ª, Jr-I Huang (TPE), 25.27,48
6.ª, Chia-Jou Chiang (TPE), 25.51,85
7.ª, Munita Prajapathi (IND), 25.57,48
8.ª, Nara Park (KOR), 26.39,16
9.ª, Seulhee Lim (KOR), 27.03,72
10.ª, Elisa Indah Setyaningrum (INA), 29.29,95

10.000 m masculinos (16/3)
1.º, Vishvendra Singh (IND), 44.09,75
2.º, Junran Li (CHN), 44.11,17
3.º, Paramjeet Singh Bisht (IND), 44.21,96
4.º, Keisuke Kano (JPN), 44.40,22
5.º, Xingfu Li (CHN), 46.26,85
6.º, Pin-Shiun Li (TPE), 46.43,13
7.º, Seongyoon Lee (KOR), 46.53,98
8.º, Jeongwon Song (KOR), 49.41,46
9.º, Zhi Xian Brandon Loh (SGP), 58.45,89 p.l.

sábado, 16 de março de 2019

Troféu Lugano “Memorial Mario Albisetti”, este domingo

A partida feminina na edição de 2018.
Foto: Jérôme Genet. Montagem: O Marchador

70 atletas representando 17 países (África do Sul, Alemanha, China, Eslováquia, Eslovénia, Guatemala, Grã-Bretanha, Grécia, França, Irlanda, Itália, Japão, Lituânia, Polónia, República Checa, Tunísia e Suíça) participarão este domingo na 16.ª edição do Troféu Lugano “Memorial Mario Albisetti”, sendo que a Itália (21 atletas), a China (10), aqui com a sua seleção de juvenis e juniores, e a Alemanha (8) os países com maior número de atletas no evento.

As principais competições do programa terão lugar pelas 09:30 horas (prova absoluta feminina dos 20 km, 10 km Sub-20 e 4 km para as mais jovens) e às 10:30 horas (provas masculinas de iguais distâncias), ambas válidas para acesso aos Campeonatos do Mundo (Doha), pois o evento está inserido na lista oficial da IAAF para o efeito.

Da lista de participantes nas duas principais provas e com os melhores tempos destacam-se o guatemalteco Erick Barrondo, vice-campeão olímpico em Londres 2012, com um recorde pessoal de 1:18:25, e da italiana Eleonora Giorgi, detentora do recorde nacional italiano com a marca de 1:26:17.

A edição de 2018 teve como vencedores o japonês Ikeda Koki Giappone (1:21:26) e a italiana Eleonora Giorgi (1:30:31).

A equipa de juízes de marcha, que inclui 5 elementos do principal painel internacional da IAAF, será composta por Frédéric Bianchi (Suíça), o juiz-chefe, Shaun Gallagher (Irlanda), José Dias (Portugal), Hans Van der Knaap (Holanda), Ian Richards (Grã-Bretanha), Christian Melchior (Alemanha) e Stefano La Sorda (Itália). Pela primeira vez nesta competição será implantada a Zona de Penalização, no caso dos 20 km com uma paragem de 2 minutos se o/a atleta registar a terceira falta.

Mais informações no «site» da organização, aqui.

Campeonatos de França (50 km e 20 km) em Épinal, este domingo

O cartaz do evento em Épinale, France.

Épinal, cidade do nordeste de França, na região de Grande Leste, vai receber no próximo domingo (17/3), os Campeonatos de França de 50 km e 20 km, evento que inclui ainda uma prova de preparação sobre 35 km. Em simultâneo, disputa-se o Critério Nacional de Primavera para as categorias mais jovens.

A grande atração será Yohann Diniz, campeão e recordista mundial de 50 km, e triplo campeão da Europa, que alinhará nos 35 km em preparação para os 50 km da Taça da Europa de Marcha de Alytus, no próximo mês de maio. De entre outros nomes apontados para os 35 km estão Hugo Andrieu e Keny Guinadeau, nos masculinos, e Lucie Chamaplou e Inês Pastorino, nos femininos. Os 50 km têm como qualificados para participar, 17 masculinos (com o atleta local Florian Mayer) e 6 femininos, prova a iniciar às 8.00 horas (hora local).

Pelas 8.15 horas será dada a partida para os 20 km masculinos, com 42 atletas, incluem nomes como Kevin Campion, Gabriel Bordier, Aurélien Quinion e David Kuster. Nos femininos, com partida marcada para as 10.15 horas, de entre as 42 atletas contam-se Emilie Menuet, Clémence Beretta, Violaine Averous, Amandine Marcou e Marine Quennehen.

A organização do evento é da responsabilidade da Federação Francesa de Atletismo e do clube local, o Athlé Vosges. Informações gerais, programa horário, atletas qualificados, etc, podem ser encontrados, aqui.

Atração da marcha espanhola nos campeonatos de 20 km em Oropesa del Mar, este domingo

O cartaz do event em Oropesa del Mar.

A Espanha, país que é uma potência mundial da marcha atlética, vai realizar no próximo domingo (17/3), em Oropesa del Mar (Castellón), os seus campeonatos nacionais de 20 km marcha absolutos e de sub-23, com a participação de 71 atletas (35 masculinos e 36 femininos).

De entre os inscritos, referências nos masculinos para Miguel Ángel López, campeão da Europa 2014 e do mundo 2015, Álvaro Martín, campeão da Europa 2018, Diego García, vice-campeão europeu 2018 e vencedor do Challenge da IAAF 2018, e vários outros como Jesús Ángel García, Marc Tur, Alberto Amezcua, Luis Manuel Corchete, José Ignacio Díaz, Benjamín Sánchez, entre outros.

Nos femininos, assinale-se os nomes de María Pérez, campeã da Europa 2018 e vencedora do Challenge da IAAF 2018, Julia Takacs, Raquel González, Laura García-Caro, Mar Juárez, Ainhoa Pinedo e Lidia Sánchez-Puebla, entre outras.

A partida masculina será dada às 11.05 horas (hora local) e a feminina às 11.15, com os atletas a percorrerem 20 voltas ao circuito de 1 km instalado na Avenida de Barcelona na Marina d'Or.

Os campeões em título (2018) em Castellón são Álvaro Martín, que também venceu em 2016 e 2017, e María Pérez, então pela primeira vez.

Em simultâneo com os campeonatos, realização a segunda edição do Critério Nacional de Marcha de Castellón, com provas para veteranos (10 km) e para os mais jovens das categorias sub-20 (10 km), sub-18 (10 km), sub-16 (5 km), sub-14 (3 km), sub-12 (2 km) e sub-10 (1 km), masculinos e femininos.

A lista de atletas inscritos pode ser consultada aqui.

Campeonatos do Brasil de 20 km marcha em Balneário Camboriú (Santa Catarina)

Caio Bonfim no cartaz do evento em Santa Catarina.

Caio Bonfim (CASO-DF), medalha de bronze nos Campeonatos do Mundo de Londres, em 2017, será a grande figura da trigésima edição da Copa Brasil Caixa de Marcha Atlética que será realizada este domingo (17) em Balneário Camboriú, no Estado de Santa Catarina, num dos mais importantes, senão mesmo o mais importante polo de desenvolvimento da especialidade no Brasil.

Caio, recordista brasileiro dos 20 e 50 km marcha, está quase a completar 28 anos de idade, na próxima terça-feira (19) e procura agora conquistar o seu oitavo título consecutivo na distância, o que igualaria a proeza da sua mãe e treinadora (Gianetti Sena), que também de forma consecutiva (1996 a 2003) se sagrou campeã brasileira nos 20 km marcha, uma família dedicadíssima e apaixonada pela marcha atlética já que o pai de Caio (João Sena), é igualmente seu treinador. Com o título em mente, a marca mínima de 1:22:30 que lhe possibilitará o acesso aos Mundiais de Doha será tentada mais tarde, concretamente no Grande Prémio Internacional de Rio Maior, a ter lugar no dia 6 do próximo mês de abril.

No setor feminino o destaque vai para Viviane Santana Lyra, de 25 anos de idade, recente campeã e recordista brasileira dos 50 km marcha. Nascida no Rio de Janeiro, é treinada por Luís Porto. O seu objetivo é revalidar o título na distância dos 20 km e assegurar uma vaga para os Pan-americanos de Marcha, que terão lugar em abril próximo, no México, reservando a possibilidade de mais tarde voltar a competir na sua distância favorita.

O evento de Balneário Camboríu, disputado num circuito de um quilómetro e ao qual se inscreveram 120 atletas em representação de 27 clubes, é seletivo para os Pan-americanos com a Confederação Brasileira de Atletismo a decidir selecionar os três primeiros classificados tanto nas principais provas de 20 km como na dos 10 km Sub-20. O programa contemplará ainda provas para os escalões de Sub-18 (10 km masc/5 km fem) e Sub-16 (5 km masc/3 km fem).

Os juízes de marcha nomeados para o evento, que contemplará Zona de Penalização para todas as provas, será composto por quatro internacionais: Guillermo Vallejos, da Argentina, que recentemente entrou para o principal painel de especialistas da IAAF, Bernardete Conte e Nilton Ferst, ambos do Brasil, e César Arenas, da Colômbia, a que se juntarão os juízes do painel nacional de especialistas, Fernando Holanda (Paraná), e Kouki Iha (São Paulo).

Aceda à lista de participantes, aqui.

sexta-feira, 15 de março de 2019

Nomi (Japão) acolhe os Campeonatos da Ásia de 20 km marcha

O cartaz do evento em Nomi, no Japão.
Montagem: O Marchador

É este domingo que terá lugar a edição n.º 14 dos campeonatos asiáticos dos 20 km marcha, a terceira etapa do Challenge Mundial de Marcha que, com exceção da primeira edição disputada em Wajima (2006), tem tido sempre lugar na cidade japonesa de Nomi, cujo regulamento prevê a participação de um atleta por país. Na prova masculina há representantes de 15 países e na feminina de 12 países.

A par dos campeonatos asiáticos vão realizar-se os campeonatos universitários e os japoneses, aqui com uma larguíssima expressão tanto em termos numéricos como no plano qualitativo. O circuito é muito bom como se prova pelo recorde mundial aí obtido pelo japonês Yusuke Suzuki na edição de 2015 com o supersónico tempo de 1:16:36. Nos 20 km femininos o recorde dos campeonatos é pertença da chinesa Liang Rui, com 1:28:43, estabelecido na edição de 2016.

O evento é da responsabilidade da Federação de Atletismo da Ásia, assumindo a organização do mesmo a Federação de Atletismo do Japão, em colaboração com a Câmara Municipal de Ishikawa. É esperada a habitual supremacia dos atletas japoneses e chineses.

Lista de saída, aqui.

Glenda Morejón em grande plano nos Campeonatos de Marcha do Equador

Campeões em Sucúa, Glenda Morejón (dorsal 40), David Hurtado (75),
Óscar Patín (08…), Magaly Bonilla (48) e Claudio Villanueva (24).
Fotos: Cristian M Tute Alvarado/F.E.A.
Montagem: O Marchador

Os campeonatos nacionais de marcha atlética do Equador, que tiveram lugar no último fim de semana, em Sucúa, e que serviram de seleção para a Taça Pan-americana de Marcha, que este ano terá lugar na cidade mexicana de Lázaro Cárdenas, Michoacán, a 20 e 21 de abril, coincidente com uma das etapas do Challenge Mundial da IAAF, proporcionaram interessantes resultados.

A marca de maior valia dos referidos campeonatos foi proporcionada pela jovem Glenda Morejón, que estabeleceu na prova dos 10 km (Sub-20) a marca de 43:04, novo recorde sul-americano de estrada nas categorias Sub-20, que ela própria possuía (44:57) e Sub-23, que era de Kimberly García (44:33). Segundo e terceiro lugares para Paula Torres (45:56) e a medalhada nos Jogos Olímpicos da Juventude, María Belén Villalva (49:12). Morejón, recorde-se, foi campeã mundial Sub-18 em 2017 e no ano passado medalha de prata nos 10 km Sub-20 do Mundial de Seleções e medalha de bronze nos mundiais de pista.

Ainda no escalão de Sub-20 e no setor masculino, registe-se o triunfo do campeão olímpico da Juventude, Óscar Patín, com 41:44, ocupando os restantes lugares do pódio, Jinson Calderón, com 43.40, e Gonzalo Bustan, com 44.28.

Nas provas absolutas, nos 20 km masculinos, David Hurtado, que transitou dos Sub-20, conquistou o título equatoriano com a marca de 1:23:44, Medalha de prata para Jhonatan Amores (1:24.00) e a de bronze para Mauricio Arteaga (1:24:18), e nos 20 km femininos, Maritza Guamán (1:34:52), Paola Pérez (1:38:46), após período de lesão, e Mishell Semblantes (1:42:40) foram as três primeiras.

Nos 35 km masculinos, Claudio Villanueva (2:40:00), Xavier Mena (2:40:21) e David Velásquez (2:48:12) foram os melhores enquanto no lado feminino subiram aos lugares do pódio Magaly Bonilla (2:55:70), Johanna Ordóñez (3:01:05), e Myriam Cartagena (3:24:32).

Alana Barber e Quentin Rew vencem em Christchurch, Nova Zelândia

Partidas das provas de 10.000 m em Ngā Puna Wai, Christchurch.
Fotos: Athletics New Zealand
Montagem: O Marchador

Os Campeonatos da Nova Zelândia em Pista designados por «Jennian Homes» tiveram lugar de 8 a 10/3 no Complexo Desportivo Ngā Puna Wai, em Christchurch, estando reservadas para domingo as provas de 10.000 metros masculinos e femininos (antes disputavam-se sobre 20 km), absolutos e sub-20.

Alana Barber, de Auckland, em vésperas da sua participação nos 20 km dos campeonatos da Ásia (Nomi, 17/3), obteve o título nacional com um bom teste, a avaliar pela marca registada, 45.48,49, um novo recorde de pista. Os lugares do pódio absoluto foram ocupados por Laura Langley (Hawkes Bay Gisborne), com 51.56,48, e Rozie Robinson (Canterbury), com 55.59,22.

Quentin Rew, de Wellington, olímpico em Londres 2012 e Rio 2016, sagrou-se campeão nacional, com 41.19,10, ele que se prepara para participar nos 50 km de Wajima, no Japão, no próximo dia 14 de abril. Na segunda posição da geral ficou o polaco Damian Blocki, com 41.29,68, e na terceira, e primeiro sub-20, Nelson McCutcheon, com 46.16,01.

Outras provas para as categorias mais jovens já tinham sido disputadas na primeira jornada dos campeonatos (8/3), destacando-se, nos 3.000 metros sub-18 masculinos, os registos de Daniel Du Toit, de 16 anos, de Wellington, com 12.49,03, e de Nelson McCutcheon, de 17 anos, com 12.51,55.

Classificações
10.000 m femininos
1.ª, Alana Barber, 32 anos (Auckland), 45.48,49
2.ª, Laura Langley, 22 anos (Hawkes Bay Gisborne), 51.56,48
3.ª, Rozie Robinson, 29 anos (Canterbury), 55.59,22
4.ª, Corinne Smith, 53 anos (Northland), 57.37,72
5.ª, Sarah-Amy Rhind, 25 anos (Race Walk Aucland), 1.08.57,99

10.000 m masculinos
1.º, Quentin Rew, 35 anos (Wellington), 41.19,10
2.º, Damian Blocki, 30 anos (Polónia), 41.29,68
3.º, Nelson McCutcheon, 17 anos (Auckland), 46.16,01 - 1.º, sub-20
4.º, Daniel Du Toit, 16 anos (Wellington), 48.43,36 - 2.º, sub-20
5.º, Lucas Martin, 15 anos (Manawatu Wanganui), 51.22,82 - 3.º, sub-20
6.º, Alexander Brown, 19 anos (Otago), 52.36,88 - 4.º, sub-20
7.º, Tony Sargisson, 44 anos (Auckland), 54.14,92
8.º, Ryan Jones, 15 anos (Hawkes Bay Gisborne), 55.53,24 - 5.º, sub-20
9.º, Graeme Jones, 46 anos (Hawkes Bay Gisborne), 55.54,15
Desclassificados: Troy Sargisson, 16 anos (Auckland) - sub-20, Bradyn Popow, 16 anos (Manawatu Wanganui) - sub-20 e Lyndon Hohaia, 52 anos (Auckland).

quinta-feira, 14 de março de 2019

Campeonatos Nacionais da Colômbia em Duitama, Boyacá (resultados)

O pódio dos 40 km, os 20 km, a dianteira feminina e o vencedor
masculino, e a marcha militar que encerrou o evento em Duitama.
Fotos: FF.AA e Running Colombia
Montagem: O Marchador

A Federação de Atletismo da Colômbia, em parceria com a Federação Desportiva Militar que comemorou 200 anos de atividade do Exército Nacional, levou a efeito nas instalações militares de Duitama, em Boyacá, os seus campeonatos nacionais de marcha atlética (9/3) que terminaram com uma marcha de 5 km, destinada especificamente a militares devidamente fardados e carregando nas suas costas um peso de 30 kg.

O evento que se realizou no sábado (9 de março), com a participação de 102 marchadores, homenageou a título póstumo Fernando Rozo, falecido em 21 de janeiro de 2012, ele próprio um antigo militar e que treinou, entre outros, Luis López, campeão mundial dos 20 km marcha (Daegu 2011). As provas destinaram-se, igualmente, à escolha do selecionado colombiano para o Campeonato Panamericano que terá lugar na cidade mexicana de Lázaro Cárdenas, em abril próximo.

Na prova mais longa do programa, os 40 km masculinos, os três primeiros masculinos foram Jose Leonardo Montaña, com 3:08:06, Omar Sierra, com 3:18:52 e Juan Diego Pinzón, com 3:20:08. Participaram 7 atletas.

Nos 20 km masculinos, Alexander Castañeda, com 1:27:51, Juan José Soto, com 1:29:25 e Jorge Luis Castillo, com 1:32:51, foram ao pódio. Nos femininos, classificaram-se por esta ordem, nos três primeiros lugares: Sandra Galvis, com 1:39:32, Arabelly Orjuela, com 1:40:21, e Ingrid Hernández, com 1:41:45.

Nos Sub-20 (10 km) impuseram-se, no setor masculino, Sebastián Merchán, com 44:34, e no setor feminino, Laura Chalárca, com 52:56, nos Sub-18 (10 km masculinos) Mateo Romero, com 48:27, e nos 5 km femininos Jeimy Katerine Cañón, com 26:58.

Resultados completos, aqui.

Torneio Nacional Marchador Jovem em Ourém (resultados)

Em Ourém, a partida dos sub-14 e fases das provas dos sub-16.
Fotos: Erica Dias/O Marchador, OliveirinhaFotos e CD Quarteira
Montagem: O Marchador

Com a designação de «Susana Feitor», realizou-se em Ourém (9/3) o Torneio Nacional Marchador Jovem, um evento da responsabilidade da Associação de Atletismo de Santarém (em simultâneo com o Campeonato Nacional de Marcha em Estrada – 20 km, peça aqui), com provas para atletas masculinos e femininos das categorias de sub-16 (iniciados) e sub-14 (infantis).

Nos sub-16, sobre 4 km, Carolina Dias, do C Pedro Pessoa, com 22.32, Samanta Zueva, do Nascidos para Correr AD, com 22.39, e Constança Silva, do GD Pedreiras, com 22.59, ocuparam as três posições individuais da prova feminina (15 participantes), vencida coletivamente pelo Centro Desportivo de Quarteira, com 19 pontos.

Nos masculinos (11 participantes), Guilherme Rodrigues, do Sporting CP, foi o primeiro com 21.52, seguido de João Santos, com 22.37, e Diogo Nobre, com 23.15, ambos do Clube de Atletismo de Tunes, coletividade que triunfou coletivamente, com 10 pontos.

Nos sub-14, sobre 3 km, nos femininos (13 participantes), triunfou Matilde Borges, do CD Quarteira, com 18.06, com as segunda e terceira classificadas a ficarem separadas entre si por 1 segundo, com vantagem para Ana Zueva, do Nascidos para Correr AD (18.29) e Inês Almeida, da Associação Cultural e Desportiva de S. João da Serra (18.30). A ACS João da Serra chamou a si a vitória coletiva, com 22 pontos.

No mesmo escalão mas em masculinos (8 participantes), vitória individual para Dinis Silva, do Grupo Desportivo Popular Chão Duro, com 17.07. O pódio ficou completo com Leandro Silva, da ACDS João da Serra (18.11) e Bruno Coelho, do CA de Seia (19.49). O Clube de Atletismo de Tunes somou mais um título coletivo, com 21 pontos.

De registar a presença de uma das maiores figuras de todos os tempos da marcha atlética portuguesa, Susana Feitor, que participou nas cerimónias de premiação do evento a que foi dado o seu nome. A homenagem que lhe estava reservada na ocasião pela Federação Portuguesa de Atletismo foi, entretanto, anulada!

O programa geral do evento incluiu ainda provas de «promoção» para benjamins A e B e «abertas» para veteranos, cujos resultados, conjuntamente com os dos campeonatos nacionais e torneio Marchador Jovem, podem ser consultados, aqui.

quarta-feira, 13 de março de 2019

Minsk 2020 com programa horário aprovado

Foto: BFLA. Montagem: O Marchador

A aprovação do programa horário do próximo Campeonato do Mundo de Seleções de Marcha a ter lugar em 2020, em Minsk, capital da Bielorrússia, constou da agenda das reuniões do Conselho da Associação Internacional de Federações de Atletismo (IAAF) em Doha, nos dias 10 e 11/3.

O programa do evento ficou assim definido:

Sábado, 2 Maio 2020
9.30 horas – 10 km Sub-20 femininos
10.40 horas – 10 km Sub-20 masculinos
14.00 horas – 20 km femininos
16.10 horas – 20 km masculinos

Domingo, 3 Maio 2020
9.00 horas – 50 km masculinos e femininos

Em ano olímpico, o evento em Minsk constituirá uma excelente oportunidade de qualificação para Tóquio, por marcas mínimas exigidas ou pelo posicionamento nos «Rankings» mundiais.

Kimberly García em maior evidência nos Nacionais do Peru

Os nacionais de marcha do Peru, em Arequipa, com os vencedores
dos 20 km, César Rodríguez (dorsal 471) Kimberly García (472).
Fotos: F.D.P.A. Montagem: O Marchador

Os campeonatos nacionais de marcha atlética do Peru, realizados nas distâncias de 20 e 35 km, em Arequipa, cidade localizada no sul do país a 2.300 metros de altitude, tiveram lugar este domingo (10 de março), com a participação de alguns atletas da Bolívia.

Nos 20 km femininos (7 participantes) impôs-se Kimberly García, que recentemente estivera a frequentar um estágio em Cuba, obteve a marca de 1:29:14 (segunda melhor marca do ano da América do Sul, atrás da colombiana Sandra Arenas), não muito distante do seu recorde pessoal de 1:28:56, conseguido no Mundial de Seleções realizado no ano passado em Taicang (China) onde obteve a oitava posição. Boa prestação também para Leidy Guerra, segunda classificada com o tempo de 1:30:01, seguida de Jéssica Hancco, com 1:36:57.

Nos 20 km masculinos (7 participantes), o pódio ficou estabelecido com César Rodríguez – 1:25:21, Luis Campos – 1:25:31, e Paolo Yurivilca – 1:26:06.

Nos 35 km, prova que será uma das opções no futuro figurino competitivo da IAAF, impuseram-se, no setor feminino, Evelyn Inga, com 2:59:33, completando a distância mais três atletas, a segunda, Yoci Caballero, com 3:14:10, e a terceira, Marian Zalazar, com 3:25:40. Na prova masculina (8 participantes), o melhor foi Ivar Chihuán com 2:51:22.

Nos 10 km Sub-20 registaram-se triunfos de Rodemin Quispe com 45:46 (masculinos) e de Luz Andia, com 47:52. Nos Sub-18 destacaram-se, nos 10 km masculinos, Roliño Ccanto, com 46:06, e nos 5 km femininos, Freysi Donaires, com 26:02.

terça-feira, 12 de março de 2019

IAAF divulgou os mínimos para os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020

Montagem: O Marchador

No seguimento do que já havia sido divulgado em agosto de 2018 (ver peça de «O Marchador», aqui), o Conselho da Associação Internacional de Federações de Atletismo (IAAF) reunido em Doha nos passados dias 10 e 11, decidiu introduzir ajustamentos no novo sistema de qualificação para os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020, que tem em conta os atletas poderem qualificar-se por marcas mínimas exigidas e também pelo posicionamento nos «Rankings» mundiais.

Em termos de mínimos, e num processo desenhado para a obtenção de 50% do número de atletas definido para a participação em cada prova (serão 60 em cada prova de marcha), estes são os seguintes:

20 km marcha masculinos: 1.21.00
20 km marcha femininos: 1.31.00
50 km marcha masculinos: 3.50.00

As marcas indicadas como mínimos pela IAAF referem-se às provas que já fazem parte do programa do atletismo nos Jogos Olímpicos, aguardando-se que o Comité Olímpico Internacional (COI) se pronuncie sobre os 50 km femininos. No entanto, e em aparente contradição, a própria IAAF decidiu agora na eliminação dos 50 km dos principais eventos internacionais (ver peça de «O Marchador», aqui).

Voltando ao processo de qualificação para os Jogos Olímpicos, o restante número de atletas será encontrado pelo sistema de «Rankings» que beneficia aqueles que tiverem oportunidade de competir com regularidade a nível internacional, dependendo o número de pontos a obter da importância dos eventos em que se participa.

O período de qualificação já se iniciou em 1 de Janeiro de 2019 para a marcha atlética, terminando em 31 de Maio de 2020 para os 50 km, e em 29 de Junho de 2020 para os 20 km.

A informação completa do Sistema de Qualificação (em inglês) no «site» da IAAF pode ser consultada aqui.

Russos dominam marcha nos Europeus Indoor INAS – Istambul 2019

Os participantes nas provas de marcha em Istambul e os
vencedores Alina Khokhlova (dorsal 74) e Alexander Surinov (67).
Fotos: «site» Anddi Portugal. Montagem: O Marchador

Alexander Surinov, com 14.19,02, nos masculinos, e Alina Khokhlova, com 14.44,21, nos femininos, ambos atletas sub-20 da Rússia, obtiveram os títulos europeus nas provas de 3.000 metros marcha do programa dos 9.os Campeonatos da Europa da INAS (na designação inglesa, «International Sports Federation for Athletes with Intellectual Impairments») em Pista Coberta, evento realizado em Istambul, na Turquia, de 8 a 10 de Março.

A marca de Alina Khokhlova constitui um novo recorde do mundo, batendo a anterior, de 14.59,19, que já lhe pertencia desde os mundiais em Val-de-Reuil/2018.

Nos masculinos, Afonso Roll, de Portugal, obteve a medalha de prata, com 15.15,35, um recorde pessoal por larga margem (anterior, 16.49,87 em Ancona/2016), e Mathias Baudet, de França, a de bronze, com 17.10,74.

Nos femininos, Regina Khokhlova, da Rússia (irmã gémea de Alina), foi prata com 16.03,43, seguida de Joana Campos Silva, de Portugal, com a medalha de bronze e a marca de 18.42,11.

Classificações
3.000 m femininos
1.ª, Alina Khokhlova, 2001 (RUS - Rússia), 14.44,21
2.ª, Regina Khokhlova, 2001 (RUS - Rússia), 16.03,43
3.ª, Joana Silva, 2001 (POR - Portugal), 18.42,11
4.ª, Virginie Dreux, 1988 (FRA - França), 19.49,14

3.000 m masculinos
1.º, Alexander Surinov, 2000 (RUS - Rússia), 14.19,02
2.º, Afonso Roll, 1992 (POR - Portugal), 15.15,35
3.º, Mathias Baudet, 1990 (FRA - França), 17.10,74
4.ª, Virginie Dreux, 1988 (FRA - França), 19.49,14

Nos 20 km marcha de Huangshan vitórias de Kaihua Wang e Shenjie Qieyang

A vitória de Shenjie Qieyang e os pódios dos 20 km em Huangshan.
Fotos: Sohu. Montagem: O Marchador

Na segunda jornada do Grande Prémio de Huangshan, ontem realizada, assistiu-se a duas excelentes provas de 20 km que proporcionaram resultados de topo mundial, na prova masculina com a participação de 121 atletas e na prova feminina alinhando à partida 69 atletas.

Nos 20 km masculinos, Kaihua Wang triunfou com a marca de 1:19:01, a nona prestação mundial do ano, atrás de 6 japoneses (neste aspeto Kobe, no Japão, lidera a lista dos maiores eventos do ano na especialidade com um score de 10.340 pontos), um russo e um sueco. Note-se que Wang, de 25 anos de idade, tem como melhor registo pessoal a marca de 1:17:54, estabelecida também em Huangshan, na edição de 2017. O pódio ficou completo com Zelin Cai (vice-campeão olímpico) na segunda posição com 1:20:38, e Xiaotong Lu, com 1:19:52, recorde pessoal.

Nos 20 km femininos Shenjie Qieyang mostrou encontrar-se em excelente momento de forma ao vencer a prova com o tempo de 1:25:37 (segunda melhor marca mundial do ano atrás da russa Lashmanova), a sua segunda melhor prestação de sempre depois de nos Jogos Olímpicos de Londres, com o tempo de 1:25:16 ter assegurado a medalha de prata. Segunda posição para Liujing Yang, com 1:27:15, e terceiro lugar para Quanming Wu, com 1:27:24, assumindo, ambas (com Qieyang), as posições cimeiras no plano mundial e com boas expetativas para Taicang, em maio próximo, onde tudo se decide com vista à escolha da seleção chinesa para Doha.

Num fim de semana de grandes resultados para a marcha atlética chinesa é de registar, uma vez mais, a aposta da federação em contar com a atuação de juízes do principal painel de especialistas da IAAF como foi o caso, neste evento, de Frédéric Bianchi (Suíça), Rolf Müller (Alemanha) e Anne Fröberg (Finlândia).